terça-feira, 27 de março de 2007

A Última Praga

O Governador do Rio,Sérgio Cabral, está na Colômbia, conhecendo os resultados do programa de combate a criminalidade daquele país.Entre várias medidas adotadas,estão a permanência da polícia 24 hs nas favelas(que também ganharam pequenos teleféricos para transportar os moradores), os motoqueiros que tem de andar com colete com o número da placa(enorme), os táxis com as placas também enormes pintada nas laterais(coibindo os piratas),etc .
O processo levou 12 anos, e a criminalidade baixou absurdamente.
É preciso fazer algo imediatamente.De nada adianta botar florzinha na Internet, fazer passeatas, se não se criar (e posteriormente fiscalizar) leis mais enérgicas.Só tem morrido gente do povo, por isso eles não se mobilizam;afinal, filhos de ministros e juízes,deputados e senadores, não andam de ônibus , de trem ou metrô:andam de carro blindado com motorista.Não fazem compras em supermercados ou vão a feira, mandam as empregadas ou ligam para trazer em casa.Nem com o cachorro deles eles saem as ruas.
Às vezes, penso que tem que acontecer com eles a última praga:A morte dos primogênitos.Foi só quando faraó sentiu na pele a morte do filho, que sentava com ele no trono, que liberou Moisés e o povo Judeu para sair do Egito.Será que tem que morrer filhos de ministros,deputados, senadores, de balas perdidas, assaltos, etc, para que se faça alguma coisa? Só dói quando se sente na pele.Enquanto isso ficamos com florzinhas, velinhas e passeatas que nada resolvem...pelo menos até agora.