quinta-feira, 31 de maio de 2007

A Bandinha da Praça

Qdo acordei,fui tomar meu pingadinho de café com leite na padaria,com pão na chapa.De lá,comecei a escutar o barulho de uma daquelas bandinhas que tocam nas praças,com o som característico dos metais, mais a marchinha feita pela bateria,que sempre chamam á atenção.
Depois do café, fui conferir.A Praça Afonso Pena é um dos meus points, sempre passo por ela.Lá, as pessoas correm, andam,passeiam com o cachorro(preciso levar o Chubby lá),enfim, é muito movimentada, pois tem duas saídas do metrô.E lá que tomo minha água de côco a 1 real, e que,vez por outra,como pipoca.E lá tb, que, na hora da fome,tem o melhor podrão da Tijuca: O podrão da Afonso Pena,que nos fim de semana, deixa a gente esperando até 20 minutos na fila,tamanho é o movimento...mas só funciona á partir das sete da noite.Por 2,50,vc mata sua fome,tanta coisa que vem dentro dele.
Pois bem.Fui ver, e que bandinha que nada: era a banda do Exército! Tocaram clássicos e música comtemporânea,teve solos de sax,maestro regendo,tudo completo...gostei da do Lulu Santos,qdo começou a tocar "Como uma Onda no Mar".Eles tocam muito bem, principalmente o saxofonista e o baterista.O povo,alegre com a música de qualidade,aplaudia ao final de cada música...me senti numa cidade do interior(apesar do Exército),foi muito gostoso.Até que eles começaram a tocar uma música que tava me dando vontade de chorar,aí piquei a mula, afinal não ia ficar bem isso ali...fui criado pelo famoso método homem não chora.
Mas volta e meia burlo o método-sempre escondido,claro.Que frio é esse que tá fazendo,fez 15 graus na madruga! Brrrr!

segunda-feira, 28 de maio de 2007

Eu,o Papa e a Visita

Domingo,8 da manhã,acordei ainda com um sonho,fresquinho,que acabara de ter naquele momento.Sonhos são uma constante em minha vida:desde os 4 anos de idade tenho sonhos proféticos,uma das várias maneiras que o senhor fala comigo,e a mais constante.Por sonho, soube que meu pai iria morrer de acidente seis meses antes;soube da situação real de várias pessoas,contrastando com o que via no real;soube quando algumas pessoas iam ter aumento;e por várias vezes,me livraram de perigos.Um dia falo disso, é um capítulo á parte.Mas o sonho que tive domingo de manhã,antes de ir á igreja,foi com o Papa.Engraçado que ele já foi embora do País já tem um tempo- não fui influenciado pelo que vi na tv.
Ele estava visitando um seminário católico, e eu estava há uns 50 metros dele,olhando tudo,qdo ele veio na minha direção.Já perto,estendi minha mão para ele.O Papa não estava de toga,estava com um blazer cinza,com colarinho clerical,e qdo me olhei, eu estava igualzinho,com a mesma roupa!
Ele pegou na minha mão, a imprensa ficou afastada,pelos seguranças-ele já estava quebrando novamente o protocolo(o que caracterizou sua passagem aqui no Brasil). Do meu lado esquerdo,na direção oposta á que ele vinha,havia um seminário protestante, e me apresentei a ele: tenho 34 anos, e tb sou um trabalhador da seara.Senti que ele ficou meio receoso de ir a um lugar que não lhe era comum, e lhe disse, dessa vez em inglês:I know here. Assim,ele foi comigo, e em todo o tempo, um sorriso estava em sua face.Quando estávamos para entrar no seminário protestante,uma segurança( que era a cara da Condolleza Rice), se levantou,mas estendi a palma da mão esquerda em sua direção e disse:
ele tá comigo.Ela se sentou(que moral a minha!).
Assim que entramos,dentro do prédio era uma mistura de seminário,biblioteca,com vários estudantes, e colégio.Quando entramos, uma senhora,que tinha uma posição superior( provavelmente uma diretora,não me peça para explicar,eu senti),arregalou os olhos, e com o queixo caído e de boca aberta disse,pausadamente: Oh-my -God!!,inteiramente perplexa.
O Papa continuou sorrindo, o tempo todo, e assim terminou o sonho.
Eu e Ratzinger temos Teologias distintintas,ele crê de uma maneira, eu de outra.Lembro de que, quando ele assumiu,disse á um colega católico: vcs tão ferrados.Um Papa nazista,mente fechada,ortodoxo.
Mais uma vez,o senhor, através de um sonho,fez com que enxergasse as coisas de forma diferente.Não foi só fachada a aparência dele aqui,mudando a maneira de ser,sendo mais simpático e humano.
Continuo interpretando a teologia da maneira protestante,mas acho que posso dizer que começei a gostar do Papa.Ficamos amigos,mesmo pensando diferente.

sábado, 26 de maio de 2007

Bandeirinha

A bandeirinha que prejudicou o fogão foi afastado do campeonato brasileiro e da copa do Brasil.È pouco, pros erros grosseiros que ela fez...tinha que ter uma multa, ou algo assim.Vi que, de castigo,vai apitar jogos da 4ª divisão do campeonato paulista.Garanto que mesmo assim,vão filmá-la, pois ela é queridinha da imprensa.

segunda-feira, 21 de maio de 2007

Domingo na Seara

Domingo, mais uma vez,toquei bateria na igreja.É engraçado qdo vc toca na técnica, e qdo vc resolve tocar no "espírito". No ensaio de sábado,errei alguns andamentos,e parecia alguma coisa estar "fora do lugar".Tirei até o anel que uso no polegar,pensando que era isso que tava atrapalhando...mas saiu só um basicão. Já na madruga de domingo,pedi ao Senhor para me ajudar pela manhã,para que eu pudesse oferecer meu melhor para ele.
Quando me sentei no banquinho, já na primeira música, que tinha um andamento difícil, tudo fluiu...e justamente numa das múscias mais difíceis.Qdo vi que ele estava comigo,me entreguei totalmente-nunca tinha tocado tão bem ultimamente, e parecia que a atmosfera mudava,se transformava ...numa das músicas estava tão á vontade e envolvido,que fiz coisas na bateria(que é a cozinha, junto com o baixo,de todas as músicas) que não fazia há muito tempo,como a sequência nos pratos de maneira correta,tirando sons que não tirava há muito tempo dos mesmos ,bem como viradas precisas,que coloriram a música. Me senti no céu,por vários momentos,como foi gostoso! Já agradeci ao Senhor pela ajuda.
Almoçamos por lá mesmo,aliás,serão uma sequência de 3 almoços nos próximos domingos...o rango tava bom.O Yasha ensaiou antes,rapidinho,pois a garganta da galera tava baleada.
Á tarde,foi a vez de escutar mais uma vitória do Fogão (já que na tv tava passando o Flamengo),dessa vez sobre o galo.Pior é que gosto do galo,mais fazer o quê,né...
Evito voltar á noite,na Igreja, a não ser qdo extremamente necessário.Afinal, estou há 10 minutos a pé do Maráca, e fica meio tumultuado pra sair,qdo tem jogo(e todo domingo tem jogo);aliás, pra sair e pra voltar.Assim,ás tardes são do futebol e ás noites dos noticiários,pelo menos por hora- e 22hs é hora de ver Desperate Housewifes. Nesse interim,ainda tem que arrumar o Kimono e a roupa do futebol no dia seguinte.Um dia eu falo do meu dia seguinte.

sábado, 19 de maio de 2007

O Mágico,o Bombeiro e o Astronauta

Quando criança,me lembro da fase "o que vou ser quando crescer?".Me lembro bem de três coisas que pensei:Mágico,Bombeiro e Astronauta.
Do Bombeiro,eu tinha aquele clássico caminhãozinho(que garoto nunca teve?).Já do Astronauta,eu gostava da série Jornada nas Estrelas(a clássica),e anos(luz) mais tarde,pude conhecer a Nasa,de onde usei um boné com o logotipo deles até desmanchar...
Mas o que eu sempre gostei foi do mágico.Não é a toa que assim que saiu o Grande truque e o Ilusionista nas locadoras,fui logo atrás.Lia Mandrake nos gibis,e já tive aqueles kits de mágica que vendem pra criança.No circo,até gostava do palhaço,mas esperava sempre o Mágico!
Hoje,sou um pouco dos três:Vivo fazendo mágica para transformar situações;Estou sempre ajudando os outros,e,bem,só vivo com a cabeça no mundo da lua!Como esqueço as coisas...ontem mesmo esqueci as chaves na casa da minha mãe!

sexta-feira, 18 de maio de 2007

Quando essa gripe vai embora?

Desde domingo tô gripado.Por Aqui no Rio ,é moda você ver alguém com "virose"."Tá com virose?",te perguntam,assim que vê sua cara de abatido.Quando se está melhorando,vem de novo uma chuva ou frente fria,pra que você permaneça nessa condição:fraco,sem ânimo pra nada,usando lenço toda hora,enfim,gripado!
Já fiz chá de limão,tomei Cimegrip,passei pro Trimedal...caramba! Vai embora gripe!

terça-feira, 15 de maio de 2007

Domingo das Mães

Pelo segundo ano consecutivo, me chamaram pra dar uma palavra no dia das mães, lá na igreja,que estava cheia.Falei da mãe de Sansão, e senti que o povo gostou.Depois foi aquelas mesmas coisas que sempre tem,jogral, presentinhos,etc.Acabou e eu fui direto pra casa da minha mãe,que me esperava com um medalhão...com uma foto minha, de pequeno, dos tempos da Alemanha.Falei com ela que era pra me tirar dali, e botar a cara do Papa(rs).Tive que esperar uma hora pra almoçar,tava roxo de fome,e pedi um pouco de salada de fruta,pois não sou de ferro,e adoro salada de fruta.Depois fomos pra casa, onde assisti o Fogão ganhar do Internacional por 3x2.Ainda tava meio gripado,mas foi tudo bem.

quinta-feira, 10 de maio de 2007

A Volta do guerreiro-como dói...

Finalmente,depois de 10 dias, meu corpo parou de doer.Ou melhor,tá doendo menos...resolvi voltar pro Jiu-Jitsu, a arte suave.No início,pensei que ia bater as botas:não tinha fôlego pra nada! Agora, já consigo lutar pelo menos, 2 x seguidas.Mas cheguei até a ter cãibras,coisa que nunca tive na vida!Fui muito bem recebido pela galera, e reencontrei meu antigo professor, que me deu a maior força.Acho que se fosse iniciante,teria parado,mas como sei que isso passa...não tinha fôlego nem pra me defender! Agora melhorou, e quero dar trabalho,como sempre dei anteriormente:não gosto de amarrar luta,por isso tô pondo o fôlego em dia.Artes marciais sempre foi um dos meus esportes favoritos-depois do futebol.E na segunda saio do treino direto pra bola...é, sempre fui fominha.Mas como sou goleiro,tava sem fôlego pra lutar.Tá melhorando.