sexta-feira, 31 de agosto de 2007

O Trem da Vida


Ontem( 30/8), aqui no RJ, aconteceu o terceiro pior acidente de trem da história do Rio de Janeiro. Os números variam, mais oito pessoas morreram, e mais de 100 se feriram.Era a hora da volta do trabalho, os vagões estavam cheios.Muita gente dormia, pois, do centro pra Nova iguaçu, aonde ia a maioria, leva-se mais de uma hora.Gente doida pra chegar em casa, e jantar, descansar, ver a novela...gente no trem.Se vc nunca andou nos trens do Rio, vc não sabe que o trem é uma metáfora da vida- e de tudo o que ela pode oferecer. Primeiro, porque no trem vc encontra de quase tudo- desde gêneros alimentícios até utilidades pro seu dia-a dia, e tudo de acordo com o seu bolso. Frequentei o trem assiduamente por 2 anos, quando ia para o trabalho, e já vi gente "almoçando" paçoca de dez centavos, pois era só o qto tinha no bolso; Vi mães que, com seu(s) filho(s), via o picolé Morena passar, mas que não tinha 50 centavos para comprar, e via os bichinhos ficar olhando os outros comprar picolé, com olho comprido...mais via gente comprando Coca-Cola, e barra de chocolate da Hershey .Tem um dos maiores sucessos de vendas, os jornais de 50 centavos, um do grupo O Dia, outro do Globo. Tem pilha, cotonete,óleo de máquina, cortador de unha, coador de café. Tem o famoso sabonete da "raspa do Joá", contra todas as "zikiziras" imagináveis: micose, queda de cabelo, irritações na pele, etc. Tem a vovó ceguinha, que pede dinheiro numa lata, e nunca segura em nada, consegue se equilibrar, nunca caiu. Tem o vagão dos jogadores de carta, onde jogam "buraco" com um montão de gente,inclusive com os de fora esperando a vez de entrar no jogo. Mas tem tb o vagão dos crentes, com escala de pregadores e música, a maioria sob som de pandeiro. Nesse vagão, qdo eles estão, nunca houve registro de assaltos. Tem vagão só pras mulheres, nos horários de pico, para evitar que algum engraçadinho passe a mão nelas; Tem o trem "bom", os novos vindos da Coréia, bonitos, silenciosos e com ar. Tem o trem mediano, uns com ar, outros sem, com propagandasde empresas. Tem o trem " teco-teco", sem ar, todo arrebentado e descascando, só falta ter flechas de índio cravadas nele. tem o advogado, que vai todo engravatado. Tem o mais humilde, que só usa chinelos.Eu nunca gostava de pegar o primeiro vagão. Pensava: " vai ki bate, é subir (ou descer) direto". Também evitava o último, pelo mesmo pensamento. Aconteceu.Morreram os que estavam no primeiro vagão.Os do último, do trem atingido, só não morreram pois o trem estava vazio.Nossa vida é assim, um trem em andamento. Várias opções. Acidentes acontecem, sem que a gente queira.Uns ficam no meio do caminho; com outros, nada acontece. O mais importante, é vc deixar Deus ser o maquinista do seu trem, deixar ele ser o condutor- o trem estará em boas mãos.Mas lembre-se: Evite o primeiro vagão...e o último também.