sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Balcão de Negócios "Celestiais"


O Cine Carioca era um dos mais tradicionais do Rio de Janeiro. Ficava no coração da Tijuca, a Praça Saens Peña, ao lado de outro cinema, o América, que hoje é uma drogaria - que droga.

Eles eram separados apenas pela rua das Flores, que existe até hoje, na minha Tijuca.


No Carioca, vi os melhores filmes da minha vida. Foi lá que vi o De Volta Para o Futuro; Os filmes com Clint Eastwood; Foi lá que vi o meu primeiro Rocky, o Rocky 3.O primeiro filme que vi lá foi o Caçadores da Arca Perdida.Vi também o Titanic, e me surpreendi com um desenho animado (Rei Leão) enchendo o cinema. Star Wars e os Arnoldões da Vida também, bem como Platoon. E me lembro do último filme que lá assisti : O Resgate do soldado Ryan, um dos melhores filmes de guerra que já assisti na vida.


A Palheta era ao lado: serviam lanches, naqueles bancões estilo americano, vendiam sorvetes e pipocas. A pipoca amanteigada era a melhor da Tijuca. A gente comprava a pipoca dali, e entrava pro cinema: lá dentro a galera só comprava a Coca-Cola.


O Cine Carioca tinha dois andares- o segundo era aberto só quando lá embaixo estava muito cheio, aí liberava para subirmos as belas escadarias de mármore...por isso eu só fiquei lá em cima 3 vezes: O Retorno de Jedi, Titanic , e Ryan.


Recentemente, voltei ao Carioca. Hoje, lá é igreja Universal...estava passando em frente, e vi os mesmos bancos vermelhos, a mesma escada e pilastra de mármore...bateu saudade, e dei uma entradinha.


Vi uma enorme pedição de dinheiro. Não cheguei a me sentar - acho que passaria mal. "estragaram o meu cinema " Pensei. Hoje, só tem cinema de bairro, ao estilo do Carioca, lá em Copacabana, onde aliás vi o Hairspray- o Roxy.


Além de fecharem um cinema clássico de mais de 50 anos, o pior de tudo foi ver o balcão da fé que se transformou ali. O cara pedia determinada quantia,e ia abaixando- afinal, só tinha gente pobre lá dentro. O povo é crente, mas os caras são verdadeiros lobos devoradores, se aproveitando da ingenuidade das pessoas- afinal, ovelha, em essência, não sabe se defender.


O zelador do meu prédio foi lá esses dias. Estava meio atribulado. Ele me contou que o "obreiro" disse que, se ele tivesse , mesmo que só tivesse o dinheiro da passagem, que desse pra deus (está em minúsculo por que o "deus" deles é o dinheiro), pois assim ele daria tudo multiplicado.


Ele deu dois reais da passagem. E teve que voltar a pé para o prédio, uma distância de 1 km - não aguentei, e ri na cara dele- acabamos gargalhando juntos....rsss!


Pelo menos foram só duas pratas. Pior a conhecida minha, que tinha acabado de tirar um Corsa num consórcio, e foi iludida pelas promessas de prosperidade, pois lá funciona assim: quanto mais vc dá, mais vc compra uma "bênção maior". Um verdadeiro balcão de "negócios celestiais", mas que do céu,não tem nada. Ela perdeu o carro e ficou "sem bênção"- ah, ficou sim, foi meio pancada da cabeça depois dessa história. A maioria deles, de acordo com a intensidade da decepção, fica assim.


Os "bispos" da Renascer foram em cana nos EUA. O cara tinha até um haras com 400 cavalos Manga-larga.

Não há nada demais em ter um hobby, desde que seja com dinheiro do seu próprio bolso, e não com o do dinheiro do povo da igreja. A "perua de cristo" agora não pode mais se maquiar na prisão...que pena!


O "bispo" Macedo agora lança uma biografia, tentando aliviar a barra dele. Eles tem TV, políticos-"pastores", e estão em mais países do exterior do que o McDonalds, como eles mesmos disseram no Programa da Record, domingo passado, onde um Paulo Henrique Amorim, visivelmente constrangido, entrevistava a figura. O patrão manda, ele tem que obedecer, né?


Jesus nos alertou contra os falsos profetas, que aparentavam piedade, mas que não passavam de lobos devoradores. Tem muito lobo faminto (por dinheiro) , por aí.


Tome cuidado com quem pede dinheiro, e não faz nada pelos outros, especialmente os mais pobres.


Tome cuidado com quem pede dinheiro para a "construção da igreja" , mas troca de carro todo ano.


Tome cuidado com eles: são todos farinha do mesmo saco, com cara e voz de piedosos (é tudo profissional ) - mas são lobos da pior espécie- o Lupus Safadus.