terça-feira, 20 de novembro de 2007

SE BEBER NÃO DIRIJA 2


Já escrevi um pouco sobre isso aqui, anteriormente.


Novamente, um bêbado dirigindo, que dessa vez jogou o carro em cima de 12 pessoas que voltavam de uma festa, lá no Méier, bairro da zona Norte do Rio.


Uma menina de 20 anos, morreu.


O mané foi preso, depois te tentar fugir com carro, sem prestar socorro.


O Delegado vai indiciar por homicídio doloso, ou seja, com intenção de matar.


Já passou da hora de o bafômetro ser obrigatório em todo o país.


Já passou da hora de o governo, que proíbe propaganda de cigarro na tv ( vc não vê mais), tb proibir as de bebida.


Meio dia, o bar da "boa" já aparece na tv.


A "Zeca Hora", também.


Se proibiu o cigarro, que traz prejuízo mais individual, porquê não proíbem o que traz mais prejuízo coletivo?


E antes que vc diga que o comercial não influencia, pense: Porquê eles gastam essa dinheirama toda,fazem pesquisas, etc, se realmente não fosse influenciar?


Jovens caem bêbados nas "raves", e por muito tempo.


Elas engravidam, e nem sabe quem é o pai.


São filhos das "raves", ou do Baile Funk.


Não adianta só pedir justiça, é preciso muito mais.


Mas é mais fácil pedir : "se beber não dirija".


Soa "educativo".


Como se isso fosse adiantar.