sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

O Shopping Center

Quase tudo hoje em dia, gira em torno dos Shopping Centers.
Na verdade, os Shoppings se tornaram uma espécie de monstros predadores, dragões que devoramn quase tudo ao seu redor.
Quem tem comércio ao lado de Shoppings passa o maior perrengue, pois todos querem mesmo é comprar e ficar lá dentro. Muitas lojas em torno deles foram a falência.
Tem o Shopping - gigante, e tem o Shopping - pequeno, mais “família”.
Existem Shoppings em que vc encontra de tudo: de Casas Bahia até super-academias para malhar.
De restaurantes com filiais no exterior, até carrocinha de cachorro-quente da Geneal, onde o estudante pode comprar.
Desde Griffes famosas até o quiosque que conserta a bainha da sua calça por 9,90.
De livrarias famosas, com livros de mais de cem reais, até bancas onde se vende um jornal a um real.
De agências do correio até casas lotéricas, que ficam cheias quando a mega-sena acumula.
No Shopping, há grandes estacionamentos, onde você pode ver uma Hilux ao lado de um Chevette.
Eu já esqueci onde guardei meu carro, no Shopping.
Isso quando eu tinha carro.
Hoje não tenho nem um Chevette!
No Shopping, não chove.
No Shopping, não faz calor...a não ser qdo há problema no ar-condicionado.
No Shopping, isso sim, pode fazer frio.Raramente há problemas de segurança, que alías, vemos aos montes.
Eu vejo mais segurança com rádios no Shopping do que vejo Pms nas ruas.
O Shopping ficará completo, praticamente uma mini-cidade, qundo fizerem mais três coisas:
1- Quando inventarem de criar um espaço com uma piscina. Já tem clube, mas daqui a pouco quem inventar isso, vai se dar bem. Quadra de futebol idem.
2- Quando ficar aberto 24 horas.
Esse negócio de só abrir as dez da manhã e fechar as dez da noite num tá com nada.
Quando abrem por 24 hs, geralmente na véspera do Natal (pra comprar presente), até mesmo quem não vai comprar nada “passa” a noite no Shopping, por diversão. Menos é claro, para os vendedores...eles teriam de criar o turno da noite.
Afinal, o dia de Jack Bauer tem 24 horas contínuas!
3- Colocar Igreja.
Quer ver acabar o “marasmo” do domingo, nos Shoppings? Bota igreja.
O Povo, em geral, sai das igrejas pra almoçar (de manhã) ou lanchar ( á noite) num shopping. Sucesso imediato nas vendas no domingo, nesse quesito.
Mas ainda sinto um toque de impessoalidade no Shopping...é como se fosse um robô.
O Shopping, na verdade, é um grande escape.
Por isso a maioria das pessoas, mesmo não admitindo, gostam dele.
Quando você atravessa a porta na saída, você volta a realidade.
Leva logo uma baforada do calor lá fora, pra “cair na real”.
Ou vê que tá chovendo á beça, e tem que esperar, anda dentro de seu “refúgio”.
No shopping não tem pobreza, não tem menino pedindo dinheiro pra vc, como na rua.
Não tem rua suja, com buracos.
Bem, tá na hora do meu lanche...
Vou pro Shopping.
Fazer o quê...