segunda-feira, 31 de março de 2008

Seria a China um lugar ideal para ter Olimpiadas?



A chegada da tocha olímpica na China, vinda da Grécia, foi num clima estranho.
Um forte aparato de segurança, por causa das preocupações com manifestantes contra o massacre do Tibet, pelos chineses, e uma recepção fria dos mesmos com a passagem da tocha,me deixou com essa pergunta na cabeça.
Creio que o COI deveria priorizar países democráticos.
Foram fazer média só por causa do tamanho do país, e creio que eles devem estar arrependidos.
Na China você não vota, não pode acessar a Internet livremente, não pode escolher sua religião, não pode ter mais de um filho, etc, etc.
As cadeias são cheias de intelectuais,Jornailstas e líderes religiosos, e eles estão lá por discordarem do regime Maoísta.
Mao era mal, matava um, matava geral. Foi um dos maiores assassinos da história do século passado.
O Dalai Lama teve que fugir pra não ser morto- e do Tibet, páis dominado pela China.
E como prêmio para tudo isso, ganham uma Olimpíada.
Fica a esperança, pelo menos, de nesse período de abertura para os estrangeiros, do contato que terão com outras culturas, de alguma forma, ter uma influência positiva, que venha influenciar para a quebra das cadeias intelectuais, religiosas, políticas e sociais.
Sim, sociais, pois eles têm o maior exército do mundo e bomba atômica apontada tanto para a Rússia quanto pros EUA, mas muita gente morrendo de fome, especialmente nos campos.
Quero ver os católicos ou protestantes querendo ir á Igreja (quando estiver lá) e não achar (a não ser as oficiais do estado, com marionetes do governo á frente das mesmas - Igreja de verdade, na China, são as chamadas “subterrêneas”- se nego for pego, cadeia ou execução).
Quero ver Muçulmano querendo ir á Mesquita, e não poder, pois lá não pode.
Quero ver Jornalistas e turistas acessarem a Internet pra falar com seus países, e dependendo do que escreverem, a página ser bloqueada.
E quero ver se, por causa disso tudo, acontecerá alguma mudança.
Será?

sábado, 29 de março de 2008

"Nada me acrescentaram"



“E, quanto àqueles que pareciam ser alguma coisa (quais tenham sido noutro tempo, nada me importa; Deus não aceita a aparência do homem), esses, digo, que pareciam ser alguma coisa, nada me acrescentaram.” Gálatas 2.6
Você já esperou uma coisa de alguém que vc achava “demais” e se frustrou no final?
Pode ter sido de um professor, um mestre;
De um palestrante, de um “guru” espiritual, de um Pastor;
De um General, Almirante ou Brigadeiro (adoro, mas o de chocolate);
Do síndico do seu prédio, que prometeu resolver aquele eterno problema, do seu time, do seu chefe, do seu jogador favorito?
Do seu namorado(a), noivo(a), marido, esposa, filhos, irmãos?
Do seu ator, ou da sua atriz favorita?
De sua banda ou cantor(a) favorito?
Já fui ver gente altamamente qualificada, que na hora, foi uma água. Um festival de clichês que, de repente, ilude quem tem menos tempo de estrada,mas que não me acrescentou nada, ao contrário, saí frustrado.
Existe muita gente com fama disso ou daquilo, mas que na verdade, é muito vazia.
E se é uma coisa que uma pessoa vazia fazer, é viver de aparência.
Ela precisa aparentar algo, á fim de cobrir o que não tem.
Como ela não É, ela precisa TER.
Ás vezes, ela se esconde através de títulos, de ternos, de carros, de dinheiro.
O Apóstolo Paulo conviveu com Rabinos de “pedigree”: nego sabia árvores genalógicas de Abraão, ritos cerimoniais, e mais de 400 leis e mandamentos de cor.
Conviveu com as maiores escolas filosóficas de sua época.
Mas foi categórico: “ Esses que pareciam ser alguma coisa, nada me acrescentaram”.
Ele tinha o mais importante: o conhecimento da graça, amor e perdão de Deus.
Ele, com formação rabino-ortodoxa, só veio descobrir isso um tempo depois.
Você pode descobrir isso hoje.
Então, você descobrirá que todo homem é falho;
Mas a misericórdia de Deus é que o sustenta.

sábado, 22 de março de 2008

DAI A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR: O MOSQUITO DA DENGUE



César Maia, prefeito do Rio, é o responsável pela epidemia de Dengue aqui no estado.
Como ele sabe disso, se recusa a admitir que não temos epidemia.
Ele, com exceção do período em que não pode se candidatar, é prefeito do Rio há 16 anos- único caso, no Brasil.
Poderia ter erradicado a dengue há muito tempo, mas foi omisso, o que continua sendo até hoje, nesse caso. Omisso e sonso, pois parece que ele tá em outro país, e não no Rio, onde a cada semana morre alguem por causa de um mosquito que ele não combateu eficazmente.
Agora vão mandar o exército pra ajudar...
Até poucas semanas atrás, tinha uma propaganda com os feitos dele, na TV, em que passava andando pelos locais que inaugurou. Tiraram, pois tava pegando mal.
Eu queria que os filhos, os netos dele, pegassem dengue.
Quem sabe ele não faria alguma coisa?
Só dói quando se sente na carne, como Faraó no egito...

A Volta Do Que Se Foi



Aos doze anos, fiquei muito triste.
Foi um dos anos mais melancólicos de minha vida.
Naquele ano, roubaram algo muito preciso que eu tinha...
Roubaram meu Batmóvel!!
Não era um Batmóvel qualquer – esse era importado, tinha cerca de 15 centímentros, era apaixonado por ele.
Era provável que poucos meninos tivessem, na época, um original daqueles...
Mas pior que ter seu carrinho favorito roubado, é saber que ele foi roubado por alguém que você achava que era seu amigo.
Foi depois que ele saiu de minha casa, que senti a falta.
Eu sabia que foi ele, mas num podia acreditar...e não falei com ninguém nada a respeito.
Roubar o carrinho favorito de um menino equivale a roubar a boneca favorita de uma menina.
Ou a jóia favorita de uma mulher.
Ou o carro dos sonhos de um homem.
Convivi com esse “falso amigo” dos 12 aos 18 anos.
Só lá pelos 17, é que vi que era um invejoso, um interesseiro.
No final do ano passado, o revi numa festa de amigos comuns.
Pergunta se eu fui lá na mesa dele...
Ás vezes, a gente convive com muita gente que rouba os sonhos da gente.
O melhor é se afastar deles, ainda que outros o considerem ”acima de qualquer suspeita”, como era o caso da figura que citei.
Quanto ao Batmóvel, estava eu numa banca de revistas, quando algo me chamou a atenção.
Lá estava ele, agora fazendo parte da série de carrinhos da “Hot Wheels”, uma série de carrinhos miniaturas.
Por apenas 9,90 ( nem de longe o preço e o tamanho do que o do que eu tinha) lá estava a réplica do Batmóvel do seriado de tv das antigas, que eu via quando menino.
O valor sentimental é enorme, muito mais que o preço dele.
Não dá mais pra brincar, claro...mas olho para ele sempre com um sorriso, como a dizer: “Que bom que vc voltou”.

domingo, 16 de março de 2008

Graça aos humildes

Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes”. Tiago 4.6
“Os Beatles são mais populares que Jesus Cristo”- John Lennon.
Dois anos depois, o grupo se separou a ponto de não se falarem mais.
John Lennon foi assassinado em frente ao seu apartamento, 12 anos depois, na frente de todo mundo. Se fosse hoje, teria vídeo até no youtube, via celular...
“Esse navio jamais irá afundar”- Comandante do Titanic.
Afundou logo na primeira viagem. Ele ainda foi avisado, pelo seu imediato, dos icebergs no caminho, mas se recusou a diminuir a velocidade, sendo aberto que nem uma lata de sardinha.
“Pastor, faça sua oração rapidamente, está tudo sobre controle”-Responsável pelo lançamento do ônibus espacial Challenger.
A nave explodiu 73 segundos após o lançamento, matando 7 astronautas, em 28 de janeiro de 1986.
“Não é esta a grande Babilônia que eu edifiquei para a casa real, com a força do meu poder, e para glória da minha magnificência?”- Rei Nabucodonosor da Babilônia.
12 meses depois, ficou louco, vivendo igual bicho, comendo grama, todo peludo e com a unha igual a do Zé do Caixão.
Ao fim de “sete tempos”, por alguns segundos recobrou a consciência, e reconheceu que tudo o que tinha, vinha de DEUS.
Imediatamente sua mente foi restaurada, foi reconduzido ao reinado e então disse: “Agora, pois, eu, Nabucodonosor, louvo, exalto e glorifico ao Rei do céu; porque todas as suas obras são verdade, e os seus caminhos juízo, e pode humilhar aos que andam na soberba.”
É muito melhor ser humilde.
Por quê o homem insiste no inverso?

Odeio quando me chamam de “colega”...



Eu só queria uma capa para o meu celular, já que eu, delicado como um Rinoceronte, rasguei a outra.
Também...até areia de praia tinha...hehehe.
Fui na loja da minha operadora.
Isso por quê os camelôs da minha área, só tomam as calçadas do meu bairro á partir das sete da noite, quando a Guarda Municipal vai embora.
No camelô, a capa custa 5 pratas.
Entrei na loja, disse o modelo do meu cel, e perguntei se tinha uma capa pra ele.
Não tinha...e era só 6 pratas, a menina me informou.
Aí fui na loja da concorrente.
Tinha a capa pro meu cel fone.
Mas...
A garota mandou um “ tudo bem, colega?”, pra mim.
Odeio que me chamem de “colega”.
Murchei na hora...e fui arriando na cadeira.
Pra piorar, a capa custava 15 pratas!
Com 15 pratas, eu compro um chip novo!
Perguntei se não fazia um desconto...e olha que estava sendo benevolente!
A gerente, que parecia vilã de desenho da Disney (de desenho de bruxa ), disse que “com esse preço, não poderia fazer desconto”.
“Então também não posso comprar”, disse a ela, dizendo que na loja em frente, a concorrente cobrava 6 pratas.
Sabe o que a vendedora que me chamou de “colega” disse?
Mas só que lá não tem...e aqui tem...”COLEGA!!!” (grrrrrrrr!!)
Saí lamentando por ainda não ser noite, e eu ir ao camelô...
E também com aquele “colega” ecoando na minha cabeça, me caçoando por um tempão.

Entendeu,"colega"?

segunda-feira, 10 de março de 2008

Patrick Swayze está com câncer


O ator Patrick Swayze, que ficou famoso com os filmes "Ghost -- Do Outro Lado da Vida" e "Dirty Dancing -- Ritmo Quente", foi diagnosticado com câncer de pâncreas, informou a mídia nesta quarta-feira.

Swayze, 55 anos, teria recebido o diagnóstico há mais de um mês, noticiou o site do jornal New York Post, citando um agente do ator.

A notícia do The Post foi seguida por outras similares na imprensa.

A porta-voz de Swayze foi procurada pela Reuters, mas se negou a comentar o assunto.

Bem, a gente fica na torcida pela recuperação... Segundo a literatura médica, o câncer de pâncreas é uma das formas mais letais da doença, e apenas um em cada 10 pacientes vive mais de cinco anos após o diagnóstico.

Swayze, assim como Richard Gere e Stallone, nunca foi um “grande ator”.

Mas assim como estes, conquistou o público, devido a intensidade de seus personagens.

As meninas sempre vão preferí-lo em “Dirty Dancing”, onde ele era o professor de dança de Jennifer Grey.

Já os meninos, a maioria prefere vê-lo em “Caçadores de Emoção”, onde ele é um surfista-bandido, que Keanu Reeves tem que prender.

E as meninas e os meninos chegam a um meio-termo em “Ghost- do outro lado da vida”, filme que o tornou famoso no mundo inteiro, ao lado de Demi Moore e Whoopy Goldberg, e da igualmente famosa música do filme, “Unchained Melody”.

Particularmente, eu o prefiro em “Cidade da Esperança”, em que ele é um médico voluntário que vai para Calcutá, na Índia. Você chora mais que em Ghost...quer dizer, se você gosta de chorar...

Também gosto dele em “De Volta Para o Inferno”, onde ele vai resgatar soldados que ficaram aprisionados no Vietnã, sob a liderança do Coronel interpretado pelo Gene Hackman, um dos bons (e desconhecidos) filmes de ação da décade de 80.

Bem...já fiz a “boca do jacaré” ( termo que se usa em jornalismo para um texto falando de alguém que está próximo de morrer- e quando a pessoa morrer, publicar).

Pois no caso de Swayze, será inevitável dizer que ele irá “pro outro lado da vida”.

E se você, como eu, viu o filme, torçamos pra que ele vá, igualmente, pro “lado bom”.

Mas confesso que ainda estou “ A Espera de Um Milagre”...