domingo, 16 de março de 2008

Odeio quando me chamam de “colega”...



Eu só queria uma capa para o meu celular, já que eu, delicado como um Rinoceronte, rasguei a outra.
Também...até areia de praia tinha...hehehe.
Fui na loja da minha operadora.
Isso por quê os camelôs da minha área, só tomam as calçadas do meu bairro á partir das sete da noite, quando a Guarda Municipal vai embora.
No camelô, a capa custa 5 pratas.
Entrei na loja, disse o modelo do meu cel, e perguntei se tinha uma capa pra ele.
Não tinha...e era só 6 pratas, a menina me informou.
Aí fui na loja da concorrente.
Tinha a capa pro meu cel fone.
Mas...
A garota mandou um “ tudo bem, colega?”, pra mim.
Odeio que me chamem de “colega”.
Murchei na hora...e fui arriando na cadeira.
Pra piorar, a capa custava 15 pratas!
Com 15 pratas, eu compro um chip novo!
Perguntei se não fazia um desconto...e olha que estava sendo benevolente!
A gerente, que parecia vilã de desenho da Disney (de desenho de bruxa ), disse que “com esse preço, não poderia fazer desconto”.
“Então também não posso comprar”, disse a ela, dizendo que na loja em frente, a concorrente cobrava 6 pratas.
Sabe o que a vendedora que me chamou de “colega” disse?
Mas só que lá não tem...e aqui tem...”COLEGA!!!” (grrrrrrrr!!)
Saí lamentando por ainda não ser noite, e eu ir ao camelô...
E também com aquele “colega” ecoando na minha cabeça, me caçoando por um tempão.

Entendeu,"colega"?