segunda-feira, 10 de março de 2008

Patrick Swayze está com câncer


O ator Patrick Swayze, que ficou famoso com os filmes "Ghost -- Do Outro Lado da Vida" e "Dirty Dancing -- Ritmo Quente", foi diagnosticado com câncer de pâncreas, informou a mídia nesta quarta-feira.

Swayze, 55 anos, teria recebido o diagnóstico há mais de um mês, noticiou o site do jornal New York Post, citando um agente do ator.

A notícia do The Post foi seguida por outras similares na imprensa.

A porta-voz de Swayze foi procurada pela Reuters, mas se negou a comentar o assunto.

Bem, a gente fica na torcida pela recuperação... Segundo a literatura médica, o câncer de pâncreas é uma das formas mais letais da doença, e apenas um em cada 10 pacientes vive mais de cinco anos após o diagnóstico.

Swayze, assim como Richard Gere e Stallone, nunca foi um “grande ator”.

Mas assim como estes, conquistou o público, devido a intensidade de seus personagens.

As meninas sempre vão preferí-lo em “Dirty Dancing”, onde ele era o professor de dança de Jennifer Grey.

Já os meninos, a maioria prefere vê-lo em “Caçadores de Emoção”, onde ele é um surfista-bandido, que Keanu Reeves tem que prender.

E as meninas e os meninos chegam a um meio-termo em “Ghost- do outro lado da vida”, filme que o tornou famoso no mundo inteiro, ao lado de Demi Moore e Whoopy Goldberg, e da igualmente famosa música do filme, “Unchained Melody”.

Particularmente, eu o prefiro em “Cidade da Esperança”, em que ele é um médico voluntário que vai para Calcutá, na Índia. Você chora mais que em Ghost...quer dizer, se você gosta de chorar...

Também gosto dele em “De Volta Para o Inferno”, onde ele vai resgatar soldados que ficaram aprisionados no Vietnã, sob a liderança do Coronel interpretado pelo Gene Hackman, um dos bons (e desconhecidos) filmes de ação da décade de 80.

Bem...já fiz a “boca do jacaré” ( termo que se usa em jornalismo para um texto falando de alguém que está próximo de morrer- e quando a pessoa morrer, publicar).

Pois no caso de Swayze, será inevitável dizer que ele irá “pro outro lado da vida”.

E se você, como eu, viu o filme, torçamos pra que ele vá, igualmente, pro “lado bom”.

Mas confesso que ainda estou “ A Espera de Um Milagre”...