segunda-feira, 31 de março de 2008

Seria a China um lugar ideal para ter Olimpiadas?



A chegada da tocha olímpica na China, vinda da Grécia, foi num clima estranho.
Um forte aparato de segurança, por causa das preocupações com manifestantes contra o massacre do Tibet, pelos chineses, e uma recepção fria dos mesmos com a passagem da tocha,me deixou com essa pergunta na cabeça.
Creio que o COI deveria priorizar países democráticos.
Foram fazer média só por causa do tamanho do país, e creio que eles devem estar arrependidos.
Na China você não vota, não pode acessar a Internet livremente, não pode escolher sua religião, não pode ter mais de um filho, etc, etc.
As cadeias são cheias de intelectuais,Jornailstas e líderes religiosos, e eles estão lá por discordarem do regime Maoísta.
Mao era mal, matava um, matava geral. Foi um dos maiores assassinos da história do século passado.
O Dalai Lama teve que fugir pra não ser morto- e do Tibet, páis dominado pela China.
E como prêmio para tudo isso, ganham uma Olimpíada.
Fica a esperança, pelo menos, de nesse período de abertura para os estrangeiros, do contato que terão com outras culturas, de alguma forma, ter uma influência positiva, que venha influenciar para a quebra das cadeias intelectuais, religiosas, políticas e sociais.
Sim, sociais, pois eles têm o maior exército do mundo e bomba atômica apontada tanto para a Rússia quanto pros EUA, mas muita gente morrendo de fome, especialmente nos campos.
Quero ver os católicos ou protestantes querendo ir á Igreja (quando estiver lá) e não achar (a não ser as oficiais do estado, com marionetes do governo á frente das mesmas - Igreja de verdade, na China, são as chamadas “subterrêneas”- se nego for pego, cadeia ou execução).
Quero ver Muçulmano querendo ir á Mesquita, e não poder, pois lá não pode.
Quero ver Jornalistas e turistas acessarem a Internet pra falar com seus países, e dependendo do que escreverem, a página ser bloqueada.
E quero ver se, por causa disso tudo, acontecerá alguma mudança.
Será?