quinta-feira, 26 de junho de 2008

Presidente da Hyundai foi em cana



Chung Mong-koo, presidente da Hyundai Motor, foi sentenciado na Coréia do Sul, a três anos de cadeia por contravenções e apropriação indébita.A pena foi convertida em 300 horas de serviços comunitários, e acabei de ver o agora ex- presidente, de 71 anos, passando aspirador de pó numa turma de jardim de infância, no Jornal Nacional.Ele também terá de dar palestras sobre ética.Não pode reclamar:se ele tivesse ali por perto, na China, poderia ir em cana pra sempre, ou levar um tiro na nuca.No Japão, também ali perto, seria capaz até de se matar, por vergonha.Queria ver isso acontecendo por aqui.Mas do jeito que nossos empresários são vaidosos e marrentos, acho que eles iriam preferir tirar um tempo de cana do que varrer uma rua, ou mesmo passar aspirador de pó numa sala de crianças.Ou preferir á fuga, como fez o Cacciola, do Banco Marka., presidente da Hyundai Motor, foi sentenciado na Coréia do Sul, a três anos de cadeia por contravenções e apropriação indébita.

A pena foi convertida em 300 horas de serviços comunitários, e acabei de ver o agora ex- presidente, de 71 anos, passando aspirador de pó numa turma de jardim de infância, no Jornal Nacional.

Ele também terá de dar palestras sobre ética.

Não pode reclamar:se ele tivesse ali por perto, na China, poderia ir em cana pra sempre, ou levar um tiro na nuca.

No Japão, também ali perto, seria capaz até de se matar, por vergonha.

Queria ver isso acontecendo por aqui.

Mas do jeito que nossos empresários são vaidosos e marrentos, acho que eles iriam preferir tirar um tempo de cana do que varrer uma rua, ou mesmo passar aspirador de pó numa sala de crianças.

Ou preferir á fuga, como fez o Cacciola, do Banco Marka.