quinta-feira, 17 de julho de 2008

Gilmar, o que gosta de soltar ladrões


O que esse ministro presidente do STF fez foi um deboche.

Um deboche á sociedade, que não acredita mais neles que representam a instância máxima da justiça.

Um deboche ao trabalho da Polícia Federal, após quase 4 anos de investigações.

Um deboche ao Juiz de São Paulo, ainda por cima tentando queimá-lo...

Quebrou a cara: 120 juízes Federais assinaram o manifesto em defesa do colega, corretíssimo ao mandar o pilantra em cana, que Gilmar soltou.

Após solto por Gilmar, foi preso novamente, pois a polícia acabara de receber a denúncia de suborno de um delegado, uma acusação mais grave ainda.

Mas Gilmar soltou de novo. Fez igual ao seu colega Marco Aurélio, quando mandou soltar o Cacciola, e esse fugiu, só sendo trazido agora de Mônaco.

Gilmar gosta de soltar bandido de colarinho branco...

Vai ver que gosta de prender só ladrão de galinha.

Agora, o delegado responsável pela investigação que levou o Daniel Dantas em cana, pediu licença da função para fazer um 'curso'.

Alguns dizem que 'alguém' deu um jeito de tirá-lo do caso.

Particularmente, não acredito.

Acho que ele ficou foi de 'saco cheio', depois de tanto trabalho para nada.

Frustrado, vendo que de nada adiantou o que ele fez, pediu pra sair.

Eu faria a mesma coisa.

O que adianta investigar, colher provas, embasar tudo juridicamente, ter o aval de um juiz correto, se quando chega lá em cima o Gilmar manda soltar?

Gilmar é uma das vergonhas desse país, precisava ser afastado do cargo já.

Rico quase não vai para a cadeia, e quando vai, passa muito pouco tempo.