domingo, 13 de julho de 2008

Samurai com Dono


Ontem fui ao CCBB e vi a exposição sobre os 100 anos da presença Japonesa no Brasil.

Foi um banho de cultura, vi desde a cerimônia do chá até os 'animes' japoneses, os famosos 'mangás'.

Mas como lutador que sou, curti mesmo foi a parte dos samurais.

Vi desde as espadas até as armaduras dos mesmos.

Examinava cada detalhe, e lia cada pedacinho da história, que estava numa parede.

Quase peguei uma espada pequena para fazer o 'harakiri' ou 'sepukko' (o ritual do suicídio), pois percebi que havia esquecido minha máquina! Que droga!

Quando voltei, dormi o sono dos justos, e sonhei que era um samurai.

Estava no Japão, entrava num grande pátio, e me apresentava ao 'Shogun' (chefe do exército local).

Estava vestido como um samurai, e minha espada estava embainhada ao meu lado.

Saudava- o, e começava a falar da minha vida, e dos combates que havia participado.

Parecia que estava me apresentando ao serviço...

Tinha mais coisa, mais num me lembro.

Quando o dono do samurai morria ou era 'dispensado', ele ficava vagando sem rumo na vida.

Eram os chamados 'Ronins' - samurais sem dono.

O resultado disso era que muito Ronin virava ladrão.

Na verdade, a vida de hoje também é um grande combate.

Mas se não tivermos direção do mestre, ficamos á mercê de qualquer inimigo.

Fiz de Cristo meu mestre, muito tempo atrás.

Enfrentei muitas batalhas, e em muitas delas, saí ferido...

Agumas pessoas chegaram a pensar até que virei um “Ronin”...

É ruim, hein...esse samurai tem dono.

"E dizia: Por isso eu vos disse que ninguém pode vir a mim, se por meu Pai não lhe for concedido. Desde então muitos dos seus discípulos tornaram para trás, e já não andavam com ele.

Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos?

Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Mestre, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna.

E nós temos crido e conhecido que tu és o Cristo, o Filho do Deus vivente."

João 6:65-69