domingo, 17 de agosto de 2008

3000 milhas para o inferno


É o filme que passou sexta á noite, no SBT .

Nele, Kevin Costner é o líder de um bando que vai assaltar um cassino onde vai haver uma convenção de sósias de Elvis Presley, realizada anualmente.Todos, claro, caracterizados de Elvis (tem até Elvis negão).

Elvis foi o 'Rei do rock' para os americanos. Cada país tem o Rei que merece (nós temos Rei Roberto, Rei Pelé...) e o que chama a atenção na história dele, foi sua morte prematura por overdose (alguns dizem de cocaína, outros de barbitúricos, enfim, nenhum médico teve coragem de assinar o atestado de óbito).

Elvis tinha seus própios filmes.Teve sua própia banda. Teve todo o 'staff ' necessário para o sucesso, mas morreu quando a vida começa: aos 40 anos.

Acabou vivendo na terra um inferno desnecessário, percorrendo cada milha nessa direção.

Ele, que foi criado em Igreja, fez dele mesmo,com o passar do tempo, o seu próprio deus.

Vez por outra, ainda cantava em seus shows uma canção gospel de seus tempos de menino.

Não caminhe 3000 milhas para o inferno...

Por mais que vc esteja adiantado nesse caminho, ainda tem volta.

Dê sim, cada dia, um passo para o céu.

O caminho é muito mais 'estreito', mas vale a pena...

Só não demore.

"Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, são poucos os que a encontram" Mt 7: 13- 14.