quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Foi Injusto


A seleção feminina de futebol lutou até o final, e merecia o ouro.

Chegou a dar pena ver algumas delas se arrastando, sem forças.

Falta de combústivel pra quem, em sua maioria, se alimentou mal durante a vida, por nem sempre ter o que comer, seja no interior de Alagoas, ou na favela de São Paulo.

Aí, não tem preparação física que dê jeito, é questão de estrutura mesmo.

Para as americanas, nunca faltou a caixinha de leite desde antes do 'High School' (que não é o musical).

Mesmo a mais magrinha, estava inteira no final.

A seleção jogou com muito mais disposição do que a masculina.

Pareciam que elas que eram os homens (se bem que tem 'macho' no time feminino, mas essa é outra história).

Uma coisa que os EUA e seleções da Europa têm é a disciplina tática, pra compensar uma falta natural de talento.

E que goleiraça elas tinham...Quando vi o time americano se soltando no final, enquanto o Brasil não fazia gol, bateu a sensação do 'dejavu': foi assim na olimpíada passada.

Por isso, digo: elas não 'amarelaram'.

Futebol, dos esportes coletivos, é o único em que um timeco pode ser campeão.

Já teve equipes, em Copa do mundo, chegando ás quartas-de-final só empatando em zero a zero e ganhando nos pênaltis.

Espero sim, que o vôlei feminino de quadra não amarele, elas adoram fazer isso.

Amarelaram na Olimpíada passada e na final do Panamericano esse ano.

Alías, amarelaram também na praia: pela primeira vez nenhuma equipe feminina das areias subiu ao pódio, em doze anos, desde que a modalidade começou a ser disputada.