segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Ontem No Navio



Um dia atípico ontem no navio.
Primeiro, por que nublado, frio e garoando, ficamos restritos ás atividades internas, quer dizer, você não pode fazer nada ao ar livre...vai ficar tomando chuva?
Segundo, nosso capitão não estava...navio sem capitão, como assim? Só soube disso quando cheguei ao 'grande salão'...antes, participo de uma reunião com um grupo no terceiro andar do navio, é muito boa.
Assim, ao término da reunião,tomo o elevador para descer em direção ao mesmo, e dentro dele, encontro a 'ruivinha da locadora'.
No navio, tem uma pequena locadora, e que também vende alguns livros e 'souvernirs do navio', e ela é quem fica por lá.

Simpática e muito gente boa, pergunto a ela se ainda tem cds do Atilano Muradas, que teve uma temporada fazendo 'shows' no navio.Ela disse que, quando ele se foi, levou o material junto com ele. A Ruivinha se despediu e ficou no segundo andar, na galeria, e fui para o primeiro.
Chego ao Grande salão, e vou para a minha 'mesa' de costume. Sento-me ali pois o ar condicionado é menos frio.
Quando vejo o imediato do navio, auxiliar direto do Capitão, assumir á frente, pensei:
“cadê meu capitão”?

É quando ele nos informa que o mesmo foi a terra firme pois seria aniversário de sua mãe, e uma lancha foi buscá-lo na semana...Oh, Capitain, my Capitain...senti falta dele.
A verdade é que nosso navio sem nosso capitão fica menos alegre...o clima muda...o imediato é gente boa, mas quem disse que não existe pessoas insubstituíves, estava redondamente enganado- existem pessoas especiais, e o capitão é uma delas.

Bem, vejo a banda entrar, e está de volta a cantora principal, que chamo de 'pequena Rouxinol': pequena só no tamanho, mas de grande presença, e com belíssima voz.
Quando o Capitão está presente, eles formam uma harmonia poucas vezes vista entre
'apresentador' e cantora, com um 'feedback' imediato nos passageiros: saímos como se tívessemos no céu, pois todos 'embarcamos' no 'show' e dele não queremos sair.

Vejo que também é a 'baixista' que está hoje na escala da banda. Já conversei com ela, é uma pessoa agradável e 'superdescolada'...e que olhos são aqueles? Na vez que conversamos rapidamente, ela ia para o ensaio, vinda da academia de ginástica do navio.
'Chaveirinho' adentra o salão... Ela estava com uma camisa roxa, e uma blusa de manga comprida cinza por baixo, toda lindinha. Ao lado dela, 'July', que pelos traços, parece ser sua irmã...igualmente bonita.
Mas quantas irmãs a Chaveirinho tem? Seria 'Becky', que tem namorado a bordo, irmã dela também? Preciso espionar essa lista de passageiros...
Será Chaveirinho filha de artistas do navio? Pois vi fotos dela num grupo de dança, toda de preto,num álbum do navio, ela devia ter uns 15 anos...era um 'patinho feio' que virou 'patinho lindinho'... tá com cabelo lindo agora. E tem um dentão bonito, daqueles bons de dar peteleco!
Antes só mais uma na multidão dos 'Pós- teens', parece ter virado o centro das atenções do grupo...mas a culpa foi minha...foi o seguinte:

Pouco tempo atrás, eu tava lendo o cardápio do dia, cuja ênfase seria o MILHO, e isso estava afixado numa parede.
Foi quando saiu uma muvuca delas do elevador, bem na minha frente: 'instintivamente', procurei-a visualmente, no meio de mais de cinco delas.
Desde então, acabou-se o 'anonimato' dela- começaram a zoá-la a partir dali...uma pequena indiscrição minha...não aconteceria se tivesse em missão.
A verdade é que ontem a turma dos 'Pós-teens', da qual Chaveirinho faz parte, estava desfalcada.

Não vi a 'Bonequinha de Porcelana', uma branquinha que 'fala com as mãos' e que levou o gatinho(bicho mesmo!) á bordo;
Não vi uma me'nina' que sempre está com elas, mais gordinha, e que é fundamental naquele grupo:é um poço de alegria, e que passa a mesma a todas as outras quando está presente. Certa vez a vi triste, numa noite...espero que a turminha dela tenha reparado, e perguntado o que houve.
'Hoffie' também não estava. É uma menina super-articulada, com trânsito não só nas pós- teens, mas também em outras tribos...foi ela quem levou o bilhete de recados ao capitão, certa vez, dizendo que o Leandro Guerreiro, jogador do Fogão, estava á bordo.
'BBL', pelo que vi no informativo no navio, faz niver dia 24, na quarta. Saiu o nome completo dela, parece nome de 'princesinha herdeira de trono'...parabéns a ela, que quase num vejo, e pra variar, num tava lá, só se foi na galeria.
Mas a 'Mineirinha', estava lá... ela embarcou recentemente no navio, quando este atracou no último porto. Já conversei com ela, pois sabia que aquele sotaque era de Minas...mesmo á bordo, na ocasião que falei com ela, estava com apostilas do pré-vestibular, pois ela quer fazer psicologia...super-simpática e uma gracinha.
A 'geração seguinte' também não estava lá...só 'LL', á noite, mas já eu falo dela.
A 'flha do capitão' , uma loirinha, também deve ter ido com o pai...mesmo assim, a vejo pouco.
A verdade é que parece que ontem todos resolveram ficar em suas cabines.
Antes tivesse eu também ficado, pois me aborreci.
Como não passava nenhum garçom pra me servir um tira gosto, tava cheio de fome.
Aí, fui pegar um Bono que tava no bolso de minha jaqueta...mas quem disse que eu consegui? Mexia daqui e dali, o biscoito num saía...mas fazia barulho!
Aí, uma mulher que eu nunca vi antes, me cutucou, e disse algo que num ouvi direito, mas é claro que era sobre o 'barulhinho', e foi de forma grosseira.
Olhei pra cara dela como que a dizer:'te conheço'? E finalmente consegui tirar o biscoito.
Mas fiquei com a maior raiva. Ora, tinham duas senhoras na mesa ao lado da minha que num paravam de falar; celular de nego tocando toda hora,e ela veio logo encher o meu saco!
Só não falei nada, por que ia tumultuar o ambiente, pois ia acabar mandando ela pastar.
Levar 'bronca' de mulher feia e ranzinza? No more... xô, mal-amada!
Mas fiquei com raiva, e, se pra mim já tava sem graça sem o capitão, deu uma vontade de levantar e voltar pra minha cabine- ia pedir o almoço de lá.
Mas pensei...'vô marcar a cara dessa bruxa, e se ela passar na parte externa do navio, e ninguém tiver olhando...jogo ela no mar! Ninguém vai sentir falta! E se sentir, vai parecer acidente!
Assim, dei um encarada nela com cara de raiva, ao qual ela tirou o olhar...pronto, já tava marcada!

Agora entendo o que o Roberto Jefferson, do mensalão, disse sobre o Zé Dirceu , quando disse que o mesmo 'despertava os instintos mais primitivos' nele.
Aconteceu o mesmo comigo!
Ao término do 'show', e num é que ela resolveu cortar caminho por fora, mesmo pegando chuva? “Já é, vai ser agora', pensei.
Mas assim que fui na direção dela intentar meu plano, só aí que vi, no meu campo visual, ela ao lado de uma senhora que devia ter uns 80 anos, devia ser a mãe dela.
Mas uma 'missão abortada'. A regra da agência é: 'sem riscos, sem alardes, sem testemunhas'.
Assim, por causa da raiva, mal prestei atenção na 'atração' da manhã, pois me desconcentrei todo.

Depois do almoço, me recolhi a minha cabine, tava frio pacas...só acordei aos 30 minutos do segundo tempo do jogo do Botafogo. Antes tivesse continuado dormindo: vi a Portuguesa virar e ainda fazer 3x1...realmente, o dia não estava sendo bom pra mim.
Tomo um banho e vou jantar...e quando entro ao refeitório do navio, vejo...Amy?? Não, num pode ser...that´s not possible! Ela estava sentada sozinha, numa mesa á luz de velas, e fez sinal para eu ir ao encontro dela.
'Amy...é vc mesma'?, pergunto eu...ela tá diferente, com cabelo bonito, á luz das velas iluminado o rostinho...'puxa, se soubesse que vc tava aqui, tinha me arrumado, mais...
Fico sabendo que ela fez niver na semana passada, e ficou sabendo o que eu iria dar de presente a ela se fosse a Boston, e me agradeceu.
É quando ela me faz a seguinte pergunta, inclinando-se e colocando a mão no rosto, cotovelo á mesa:” E se eu voltar, o que é que acontece”?
Meu coração se acelerou, como se tivesse em minhas missões 'impossíveis'.
'Ora, Amy',começo a balbuciar ...'se você voltar, nós...(toc, toc, toc)...bem, se vc voltar Amy, a gente...(TOC-TOC-TOC, o barulho aumenta)...olho para a porta do salão e o garçom está com nossa refeição na bandeja.
Quando me viro para olhar a Amy...ela sumiu!!
É quando acordo...eu tava na cabine! Adormeci depois do jogo...mas antes tinha pedido meu rango! E quando abro a porta, era o garçom do meu sonho!

Foi a segunda vez no dia que me deu vontade de jogar alguém ao mar!

Decido não ir ao 'grande salão' na reunião da noite.Mas vejo do meu laptop a reunião, coisas de navios modernos, como é o Copacabana...
A banda toda reunida, a mesma formação da manhã...
Vejo 'LL' bem na ponta do salão, ela foi á noite...uma das poucas da 'geração seguinte' a estar presente.
O Imediato do navio manda o povo saudar quem está na internet, e ela dá um 'tchauzinho' pra câmera, e dou um 'tchauzinho' de volta pra ela da cabine...
Estava toda de preto, com um forte batom vermelho, daqueles bons pra deixar marcas quando se dá beijinho (kkk)...hum...será que esse navio passa por Parati na volta??

É quando é apresentado o 'entertainer' da noite...num desceu. Com cinco minutos, desliguei a transmissão. Com o passar dos anos, sei quem é 'fake', e quem não é.
Num suporto aquelas coisinhas 'americanizadas', tipo ''olhe pra quem tá do lado e diga isso', 'repita comigo isso', etc. É muito sem graça essas coisas copiadas. Achei fraco.
O capitão faz falta, tomara que volte logo...a vantagem de ver na internet é essa, vc 'pica a mula' quando num gosta, no grande salão vc tem que ser mais educado...por isso num 'rodei a baiana' com aquela bruxa- ela não me conhece.

Penso no 'flash-forward' que tive com Amy...será que aquilo vai acontecer?
O que eu ia dizer pra ela?
Num faz sentido...é quando ligo no meu rádio, que descobri que só toca flashbacks (valeu, navio) e está tocando 'The Logical Song' (a canção lógica), do Supertramp.
Num tem lógica...mas 'Copacabana' é cheio de mistérios...e acho ainda que tem muitas surpresas reservadas para mim nesse navio...continuo a observar...continuo de olho.
Mas ontem num foi o meu dia.
Me aborreci de manhã.
Me aborreci com o Botafogo.
Me aborreci com o garçom que me acordou do sonho...humpf!
O capitão não estava no leme do navio...fez falta.
Lee