domingo, 12 de outubro de 2008

Mar de Chocolate


Anteriormente, no Navio/ Previously on the Ship :


“...foi o caso da “LL”, que não estava no navio: aproveitou a última parada para permanecer um pouquinho em terra, já que deu um pulinho na cidade para votar no pai-candidato...que lindinho...será que é por isso que dizem que “A LL é um amor”?


“...e eu nem sei se você está aqui, se é fruto de um sonho, uma miragem, ou se é um fantasma...”
“Eu pareço um fantasma”?, pergunta Amy, séria.


“Quando vejo a Chaveirinho, é como se o céu fosse mais perto...
É como se eu perdesse os sentidos, e nada mais fizesse sentido”.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Acordar cedo no domingo não é fácil - especialmente quando está chovendo e 'friozinho'.
Dá vontade de ficar na cabine até a hora do rango...mas como sei que hoje tem jogo da seleção ás 17.00h (e eu, claro, vou secar o anão) terminando praticamente na hora em que começa a reunião da noite no navio, faço um esforço para me levantar pela manhã:
Sei que praticamente estou fora da reunião da noite, ficarei em minha cabine.


Desço da reunião do terceiro andar que frequento, pois sou chocólatra anônimo, e vou para o 'grande salão', aguardar o início da programação.
Gosto de chegar um pouco antes não só para garantir minha mesa no local menos frio do salão, mas também para sentir o “clima”...
Eu nunca vi a Amy, em suas aparições, dentro do 'grande salão', e também fico pensando nisso...
Acho que no dia em que a vir adentrando o mesmo, tenho que ter cuidado pra num ter um 'piripaco' (Favor traduzir 'piripaco' pra ela).


Novamente, outro orador fraco esteve pela manhã. Era um capitão de outro navio, mas esse nem sequer chegou a abrir o seu “diário de bordo'! Como pode?
Ir ao 'grande salão' pra ler dados e assisitir slides foi dose!!
Resultado: nego dormindo em tudo que era mesa...e quando deu 11.30h, começou a debandada geral, tanto embaixo, quanto no segundo andar. E não adianta nada nosso capitão falar para não se movimentar:
O povo fica, quando tem qualidade, até mais tarde, mas dois domingos seguidos de oradores fracos,vai minando aos poucos...ainda bem que, vendo agora da cabine pela internet, soube que é o nosso capitão quem vai falar domingo que vem pela manhã...ufa!


Bem que a 'filha do Capitão' podia dizer isso pra ele – o povo já não aguenta mais gente fraca falando! O nível caiu pacas...ah,mas diga com jeitinho...todo pai acaba sendo envolvido pela filha...ajude-nos!


Banda completa hoje. Destaque para a 'Branquinha de Tupi', que está magrinha, e estava muito bonita de rosinha. Tava cheia de sono... também, com aquele orador...Tupi or not Tupi, that´s the question!
A 'Volleyball-girl' não cantou, estava ao lado da mãe...ela não tá bem, andou 'malzinha' essa semana...tem batalhas que a gente ganha, outras que a gente perde...


Mas tive o privilégio de ver, pela primeira vez juntas,LL e a Bióloga do navio,bem pertinho de minha mesa...um verdadeiro 'café com leite' (rsss)...vamos começar pela LL.


LL está de volta, após ter apoiado e votado no pai candidato a vice-prefeito, domingo passado. Eles ficaram em segundo, com 33,74 dos votos válidos, o que lá, cidade pequena, foi uma diferença de apenas pouco mais de 2 mil votos.
Me bateu um 'feeling': se o pai dela fosse o candidato, em vez de ser o vice, LL teria sido a 'primeira-filha' da cidade ano que vem...tinham que ter invertido...ainda num é dessa vez que voltarei a Paraty!
Ver aquela tatoo de borboletinha tão de perto, me deu vontade de caçar borboletas...Vô passar a levar um coador gigante na minha mochila!
Teve uma hora em que todos deviam se sentar logo, ela se distraiu e continuou em pé, vendo o celular...baixinho, falava:'senta, Lalá, senta!” Tava uma graça com aquele vestido, e o batom combinando com as unhas.
Boas filhas costumam dar boas esposas...espero que LL, que também tem um 'jeito descolado' bem agradável (apesar de ás vezes com um ar meio avoado)não se envolva com qualquer mané, 'minando' o jeito dela,como muitas que vejo por aí.


Já a Bióloga do Navio combinava o esmalte das unhas com a camisa vermelho-vinho.
O cabelo tá uma graça, e aquele belo sorriso derruba qualquer um:
'Cy' eu estivesse triste, pra baixo, e visse aquele sorriso, recuperaria o ânimo rapidinho;
'Cy' eu estivesse com raiva, zangado ou de mau humor, só com aquele sorriso,ficaria alegre na hora;
'Cy' ela resolvesse me assaltar mesmo sem arma, bastava aquele sorriso pra levar tudo na hora!
Ela pensa que eu, mestre nas artes da espionagem, não vi uma outra ruivinha que ela deixou como espiã, e que sentou -'cy' na mesa do outro lado...há!


Das 'pós-teens', somente Naomi, de amarelinho e com cabelo preso, e Liane, tão baixinha quanto a Chaveirinho, estavam.
Houve outro passeio em terra, e a maioria delas foi.


Subo para almoçar, e quando ia dar a primeira garfada, Amy aparece:”posso sentar aqui, ou guardou pra suas amigas”? Diz ela, em tom irônico.
“Pode sentar, Amy, só deixe essa cadeira ao seu lado reservada, disse”.
“Pra quem”, pergunta ela curiosa.. 'Pro seu irmão, ora...'
“Meu irmão”? “É, pro Gasparzinho'!
“Engraçadinho..”, resmunga Amy.
Amy está com um corte novo, muito bonito. Conversamos, e revelo a ela que no dia em que houve a votação e o navio ancorou, trouxe minha irmã a bordo do navio e a coloquei numa mesa com missão de 'contra-espionagem'- tem nego me monitorando via torpedo!
Não vou entrar em mais detalhes, é um segredo meu e de Amy.


Só estou um pouco mais calmo pois sei onde Chaveirinho estava...
Mas confesso que ir ao grande salão e não ver Chaveirinho, é como ir a Disney e não ver o Mickey ;
É como ir ao cinema e não ter pipoca;
É como chegar na saraiva, e não ter o livro que vc queria;
É como ir ao fast-food e não ter batatinhas;
É como ir ao Starbucks e não ter café.


Entro na cabine...abro o frigobar, onde guardo um pequeno bombom alpino...
Não, não,esse não é pra consumo:costumo pegá-lo quando penso na Chaveirinho, e fico com ele até o gelo passar...mas esse não pode derreter, e assim que volta a temperatura normal, guardo na pequena geladeira novamente.


Ligo meu rádio que só toca flashbacks, e por 'mera coincidência', está começando a música dos Paralamas que eu mais gosto...
Ora, ora, ora...
Quem disse que Chaveirinho num tem 'trilha sonora'?
Lee


(obs: Ver música dos Paralamas na sessão revival, os vídeos do meu orkut)