domingo, 5 de outubro de 2008

“O Melhor Navio do Mundo”


Não fui para a reunião do terceiro andar, só chegando mesmo para a hora do 'grande salão'...
A banda estava completa, mas já começo a sentir falta da 'baixista descolada'. Mas a vi na semana(que olhos são aqueles?!) e ela já está bem...coisas de escala, mesmo...
A 'pequena Rouxinol', líder das cantoras, hoje estava bem mais solta, se sentindo á vontade...gosto quando ela está presente-faz bem ao ambiente.


Já nosso Capitão deu a oportunidade para um sr. de 78 anos falar...até tentei dar uma força,mas foi uma monotonia geral quando chegou a hora dele...era um tal de nego dormindo aqui, outros conferindos torpedos de celular ali, que foi uma coisa...se soubesse, teria ficado na cabine e indo só a noite, que aliás ,não fui...soube que serviram pão e vinho.


Bem, as mesas...como sempre, fiquei na minha já tradicional mesa á esquerda do salão.
A 'Ruivinha da locadora' devia estar de folga, pois sentou-se numa mesa próxima a minha..."aqui é menos gelado", ela fala pra mim..."é mesmo", confirmo.
Ao meu lado, uma menina que tinha embarcado na última parada do navio, e só ia ficar até aquele domingo, uma espécie de 'visitante'...muito simpática e bonita.
A 'Next Generation' super-desfalcada hoje, devido as eleições, muitas desembarcaram no domingo passado e permaneceram para votar...foi o caso da “LL”, que não estava no navio: aproveitou a última parada para permanecer um pouquinho em terra, já que deu um pulinho na cidade para votar no pai-candidato...que lindinho...será que é por isso que dizem que “A LL é um amor”?


Mas eu vi a “bióloga do navio” depois de algum tempo...estava uma graça, tá mais magra,o cabelo solto, e as unhas pintadas de vermelho forte.
Ela 'cy' sentou numa mesa com um casal Chinês que está no navio, os 'Ping-Mings'.
Quando me levantei pra ir embora(dei uma hora pro velho, e depois 'piquei a mula'), ela estava se distraindo com o celular...


Em compensação, as “Pós-Teens” estavam quase completas.
Lá estavam a “Bonequinha de Porcelana”, sem o seu gatinho, e de cabelos presos;
“Naomi”, também branquinha, com sardinhas e de cabelos pretos e blusa preta, de calças Jeans...deve ter uns 19, e gosta de GRD;
“July”, fiel companhia da Chaveirinho,mas que dessa vez não estava ao lado dela;
E, tchanamm: a Chaveirinho!


Ahh...Chaveirinho...
Quando vejo a Chaveirinho, é como se o céu fosse mais perto...
É como se as flores murmumarassem ao vento...
É como se eu perdesse os sentidos, e nada mais fizesse sentido;
É como se o céu...ah, isso já falei!
Chaveirinho estava toda gracinha num vestido quase marrom...que , somando-se a cor dela, dava um marrom-bombom, ou seja, o verdadeiro bombom alpino!
Sempre com seu inseparável chiclete, ela chegou já com a reunião começada, e sentou-se a mesa junto com a “Bonequinha de Porcelana”.


Quando deu 12.15h, 'piquei a mula' do salão, pois queria me adiantar, sabendo que ia passar Náufrago no início da tarde , na TV.
Mas quando saí do salão,bateu vontade de olhar na proa do navio...
Fui então na proa do Navio (a parte da frente). De vez em quando dou uma passadinha por lá, é sempre bom ver para onde estamos indo.


Quando estou quase chegando, vejo Amy 'de biquinho', e com os braços cruzados.
Mulher de bico já é um problema;mas de 'bico' e com os braços cruzados, é um problema ainda maior!


“Amy...errr..oi...tudo bem?” Pergunto, ainda surpreso. “Não sei”, responde ela , seca.
“O que houve... algum problema?”, insisto - e não sou disso...
“Eu vi como você olha pra Chuveirinho”, diz ela, com sotaque gringo-brasileiro-engraçado-característico.
“KKKK”, num guento, “é CHAveirinho que você quer falar”!
“Que seja”, resmunga ela, sem rir. Por que você olha pra ela, posso saber?
Pelo menos Amy num mandou o já famoso “O que é que ela tem que eu não tenho?”!


“Amy, eu olho tudo e 'retenho o que é bom'...rsss...apenas isso...além do mais...”
“Além do mais o que?”, insiste ela, curiosa.
“Além do mais, estou solteiro e posso olhar pra onde quiser...e eu nem sei se você está aqui, se é fruto de um sonho, uma miragem, se é um fantasma...”
“Eu pareço um fantasma”?,pergunta ela séria.
“Bem, de tão branquinha, você parece a irmã do Gasparzinho...kkkkk”!
POF! Amy me dá um soco bem abaixo do ombro...doeu, foi de surpresa!
Agora não entendo mesmo...ela parece bem real!
“Err...olha num fica zangada não...vem ver a paisagem comigo, vamos ali no bico da proa”.
Enrosco meu braço no de Amy, e ando com ela... de fato, tudo tá parecendo real novamente...


Quando chegamos no bico da proa, que é a parte mais extrema da proa do navio, num tem como não lembrar do Titanic...naquela parte que o Di Caprio e a Winslet fazem aquela brincadeira de abrir as mãos.
“Estou lembrando do Titanic”, diz Amy, dessa vez já com um leve sorriso no rosto e menos resistente.
“Sabia que diria isso”, disse. E sabia que ela queria que fizéssemos a mesma cena do filme...acho meio brega, mas você entende essas coisas de americano...
“Você se lembra da cena”? Diz ela, uma verdadeira sugestão...
“Ok, mas nada de dizer que 'eu sou o rei do mundo', tá? Aí a breguice seria completa!”
Amy num entendeu direito, mas sabia que num era para falar a mesma coisa do filme...
Assim, ela em forma de crucifixo, e eu com uma das mãos na cintura dela, pra que não caísse, repetimos a famosa cena do Titanic.
“Mas o que vamos falar então?”, pergunta Amy, vento batendo nos cabelos castanhos...
“Bem, o capitão vive dizendo que esse é o melhor navio da zona sul, já que é o Copacabana...podemos dizer que é o melhor navio do mundo?”
“Isso, o melhor navio do mundo”, diz ela agora animada.


Assim, em vez do “I'm the king of the world”, do filme, dissemos juntos: “Esse é o melhor navio do mundooo”(e eu torcendo pra que ninguém estivesse vendo ou ouvindo esse mico!)! Eu e Amy 'paying a monkey'!
Até que foi engraçado...antes arredia e com ciúmes da 'Chuveirinho', agora Amy era só sorrisos...acalmei a irmã do Gasparzinho!


“Oi, Você vai almoçar com a gente hoje?! Que você tá fazendo aí?”, me pergunta um adolescente. Hoje o almoço no refeitório seria um evento dos adolescentes do navio...
"Ah, eu estava aqui com a...(olho em frente e Amy some novamente)...errr...estava aqui olhando a frente do navio"...
Ele me entrega um folder explicando a programação deles no almoço, e vai embora.
Olho em volta, e a 'irmã do Gasparzinho' sumiu...deve ter ido almoçar com o irmão dela!
Bem, só me resta almoçar e voltar para minha cabine- tô acostumado...


Lá chegando, ligo meu igualmente misterioso rádio que só toca 'flashbacks'.
E o engraçado é que só toca músicas antigas das que eu gosto...
Dessa vez está começando Cazuza, com “O Nosso amor a gente inventa”.
Parece a 'trilha sonora oficial' das aparições da Amy, junto a mim...a letra tem tudo a ver!
Será que você conseguiu me entender? Se sim, me explica!
Lee

(obs: Clip de "Nosso amor a gente inventa na minha sessão revival, nos vídeos do meu orkut)