quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Vc abandonaria seu cônjuge se ele ficasse paraplégico?


E se de repente alguma coisa acontecesse, e seu marido ou esposa ficasse paraplégico?
Um acidente de carro;
Uma bala perdida;
Uma queda do cavalo, como o antigo Superman,Cristopher Reeve,fraturando a vértebra;

Ou mesmo um vírus devastador atingindo o osso da coluna (conheci um caso assim)?
De uma hora pra outra, tudo mudando...


Tenho uma vizinha cadeirante, e vez ou outra a ajudo atravessar a rua.
Uma vez, subi a rua inteira com ela, atravessei o sinal, e coloquei-a no elevador do prédio...fiquei cansado, e todo ensopado de suor! E isso por alguns minutos...


Em menos de dez minutos, deu pra ter uma leve noção do que é a vida de uma pessoa paraplégica...evitar buracos na rua, subir em calçadas não preparadas, levar um tempo enorme, facilmente percorrido a pé em 5 minutos...
Imagine então se isso acontecer com seu cônjuge.


Ou mesmo se não for paraplégico, mas algo que venha mudar inteiramente a rotina de uma pessoa, como algum problema cerebral com sérias disfunções, etc...
Dependendo da intenção de quem casou (se for por interesse) a maioria 'vaza' na hora.


Dana Reeve não.
Ela ficou ao lado do marido nos 9 anos em que este ficou tetraplégico, até ele falecer de insuficiência respiratória...e isso dos 34 aos 42 anos, nova, bonita, numa idade em que sexualmente falando, é o auge da mulher.
Dedicou sua vida só a ele, nesse período...somente após a morte dele, ela, que também era atriz, voltou a atuar. Ele morreu há 4 anos atrás, e ela, há 2 anos, de câncer no pulmão.


Já Carla, ex-mulher de Marcos Menna, inspiradora do maior hit do LS Jack, vazou pouco depois que ele ficou com o cérebro paralisado, após parada cardíaca de 20 minutos na mesa de cirurgia.
Entendem por que só pode se casar se for por amor?


Se for por grana, vaza: já vai estar garantida/o.
Por fama, ora, perdeu o 'encanto'...
Por amor, a chance da pessoa ficar com quem se acidentou, é maior;
Por amor, o acidentado pode até 'autorizar' uma liberação ( como fez o ex-Superman, mas sua mulher quis ficar, chamou ele de louco) e o outro cônjuge, decidir.
O amor faz o acidentado pensar no que é melhor, querer o bem de seu cônjuge...se ele amar, vai pensar assim.


Tudo tem que ser decidido no amor.
Quem nunca amou, de fato, num vai ter o menor problema em tomar uma decisão rápida.


Ah, o Marcos Menna nunca mais cantou 'Carla', apenas para registro...
Está com uma nova esposa.


Lee


(na sessão revival 2 vídeos: Tributo ao eterno Superman Cristopher Reeve, e a recuperação do Marcos Menna)