domingo, 9 de novembro de 2008

Yesterday in the ship


A reunião do terceiro andar estava cheia, a ponto de ter de pegar mais cadeiras.
Encontro um visitante no elevador, que procurava uma sala para ficar, e ele me pergunta em qual sala deveria ficar...
Na sala J1 tinha 2 gatos pingados, e ele escuta o barulho de minha sala de reunião(a J 2), mais cheia, e diz:” ali parece estar mais animado”.
“É claro que está, é a minha sala”, disse eu...assim, apresento ele ao grupo, e ele diz o nome dele: Djavan. “Olá, Djavan”, respondem todos...quase que eu pergunto o que ele ia cantar...Djavan branco não combina!


Quando todos sabemos que é nosso querido capitão a falar, o salão enche, e não foi dirferente nessa manhã...aliás, ele já está reformado.
A banda hoje estava sem a 'pequena Rouxinol', a cantora principal, mas quem a substituiu a altura foi a branquinha de tupi, inspiradíssima-deu conta do recado em substituí-la.
Mas sinto falta da Rouxinol...mesmo.
Volleyball-girl me cumprimentou , subiu ao palco e hoje cantou também...tava uma graça.


Ds pós-teens, só Bonequinha de porcelana. Da next generation, só a Bodyboard-girl, que pensei até que tinha sumido do navio...tá com a franja maior (acho franjas engraçadas) foi niver dela, o Capitão mencionou.
Aonde foi parar LL e sua borboletinha? Se tivesse complexo de rejeição e dependesse dela, da bióloga e da chaveirinho, teria me jogado no mar!
Alguns amigos que fiz no navio vem a minha mesa, e nos cumprimentamos.


A noite, uma rápida espiadela da cabine, e só...já falei que fora o Capitão, tem que ser muito bom pra me fazer sair...isso se comprova quando duas senhoras próximas a minha mesa lêem o informativo e verificam quem vai falar a noite.
“Ih, num vou vir não”, diz uma...”nem eu”, responde a outra.
Eu, muito menos!
Resultado: salão cheio de mesas vazias...


Vou para a cabine, e dessa vez não ligo o rádio...vou ver tv.
Tem um filminho com Mestre Steven me esperando mais tarde.
Lee