terça-feira, 16 de dezembro de 2008

A Música e Eu


Amo música...faz parte de meu cotidiano, de minha vida: cresci ouvindo, e cantando tocando música.


'Cresci ouvindo' o que há de melhor na música, pois quando criança no fim dos anos 70, só tinha coisa boa:
Bee Gees, Stevie Wonder,Carpenters, Kool and the Gang (adoro Joanna!... ao contrário da maioria que prefere Celebration, muito cantada por bandas de flashback),Earth Wind and Fire, Jackson Five...


Até os “bregas” eram bons: Abba, Brotherhood of arms, Dee D. Jackson,Patrick Hernandez...
Vc deve estar pensando: e os Brasileiros?


Ora, quando criança morei fora, e só escutava fitas cassete (vc sabe o que era isso?) do Roberto Carlos e do Benito de Paula, que chegavam do Brasil.


Mas fui as forras na adolescência com a música brasileira,especialmente com o Rock nacional: os Paralamas, meu favorito, e até o Kid Abelha...bem, a lista completa está na página inicial do meu orkut.


Quando ouço música, me concentro nela- por isso não ouço em computador, andando na rua, etc- tenho que parar pra ouvir, sentir todos os intrumentos que estão tocando, etc...

Só mesmo no banho que consigo ouvir: Sim, só tomo banho escutando música.


'Cresci cantando', pois sempre fui de corais na igreja, desde o coral infantil...até em conjunto vocal, já adulto;


'Cresci tocando', pois aos 5, 6 anos, tocava chocalho na bandinha ritmica da igreja...e mais tarde, aprendi bateria e a deliciosa panderola, ótima pra marcação de ritmos...até uma música aprendi a tocar no piano...mas só uma...


No colégio militar, formamos uma banda, ensaiávamos em estúdio e tudo mais...tocávamos de Paralamas até Rolling Stones...sempre na bateria.


Também tive uma banda Gospel montada por 3 anos, era baterista e letrista, mais tarde, por saída de alguns músicos, virou grupo vocal.


Tocar é muito gostoso, mas tocar ou cantar louvando a Deus é muito mais.


Adoro o som de uma guitarra, de um piano, de uma percussão, de um baixo, de um sax...
Adoro músicas de qualidade...tem tanta porcaria hoje que não consigo ouvir, como esses funks com letras pornográficas, ou defendendo maconha, bandido, etc...


Boa parte das bandas, cantores e cantoras de minha infância ou da época teen, são sucesso até hoje, ao contrário de um Bonde do Tigrão ou É o Tchan da vida, que se vão tão rápido quanto chegam...


A Madonna (que não curto), aos 50 anos botou 70 mil pessoas no Maraca ontem...minha amiga, que foi ver um show dela em Nova York, diz que lá tava lotado, também;


Elton John (que curto) sessentão, vai lotar a Apoteose dia 19 de janeiro, no Rio.
Músicas de qualidade, geralmente permanecem por muito tempo, sendo cantadas muitas vezes por 3, 4 gerações seguidas- sem falar nas regravações.


Lee , que não vive sem música.