quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Pessoas de Vidro


(obs: Não existe nenhuma ficção nas linhas abaixo)


Quinta – feira , 15 de janeiro de 2009 : Já estava estranhando de ainda num ter vindo nenhum dos sonhos proféticos que me acompanham ao longo da vida, esse ano...


“Estaria eu de folga esse mês? O 'Chefe' saiu de férias?”, pensei (rss)...que nada...veio um hoje no fim da madruga, muito forte, e que posso compartilhar com vcs (alguns, não recebo autorização Dele para fazê-lo).


No sonho, eu e Denzel Washington (ator que me amarro e procuro acompanhar a carreira), procurávamos por pessoas, pois todos pareciam ter desaparecido...era tudo muito estranho.


Chegávamos a um anfiteatro bem grande, e ele estava com uma pistola...ele foi verificar o lado esquerdo, lá no alto, e eu, o lado direito, mais do meio pra baixo.


Foi quando uma multidão adentrou o grande anfiteatro, todas ao mesmo tempo...todas as pessoas eram semelhantes a seres humanos, mas com um diferencial: todas elas eram feitas de VIDRO, e no lugar do globo ocular, era tudo branco, vazio.


Elas vieram todas na minha direção, e me cercaram...Denzel viu tudo lá do alto, mas assustado, se escondeu atrás de uma mesa que havia lá no alto: ele sabia que a pistola não poderia fazer nada naquela situação...


As pessoas chegavam e me cerceavam...comecei a ter medo, pois todos queriam me tocar, parecia filme de terror de zumbi...e quando estavam cada vez mais próximos, confirmei que eram mesmo de vidro, e com olhos brancos...


Mas o pior de tudo foi que consegui captar a 'sensação' que eles tinham: a 'sensação' de não terem VIDA. E queriam ter vida, como eu tinha...


Acordei assustado, e apertei o cubinho-relógio para ver a hora: 5.20h da matina, tudo ainda escuro, e fui ao banheiro.


Na volta, ainda com a sensação das pessoas de vidro, voltei a dormir- não sem antes pegar o meu 'caderno de anotações de sonhos proféticos' (popularmente chamado de caderno das loucuras) para anotar o sonho, após acordar (se ainda me lembrasse).


Acontece que o sonho continuou, numa espécie de 'parte dois', bem mais completa...
Agora, um 'ser Celestial', caminhava ao meu lado...não era um anjo, que já vi, eles são reluzentes e usam branco...entendo como sendo a pessoa do Espírito Santo (que guia a toda verdade, esclarece, etc) pois o rosto dele não tem forma- já o tinha 'visto' antes.


Caminhávamos lado a lado, e perguntei : ”Onde está Denzel?”
O ser Celestial me respondeu: -'Denzel não poderia te ajudar...ele representa as pessoas que estão no Reino (de Deus), mas não tem o entendimento das coisas espirituais', me disse.


(Obs: Denzel na vida real é filho de Pastor pentecostal, criado na igreja, etc...para estar 'vivo', e não ser de vidro, era provável ele ser 'do Reino', mas devia ser do jeito que o ser celestial falou...).

Continuando nossa caminhada, as pessoas de vidro começavam a passar... assim que passavam bem ao nosso lado, eu as cumprimentava, e eles respondiam, com sorriso e aceno mecânicos.


“Por que eles eles são tão mecânicos, quase robóticos?”, perguntei.
“Por que são tristes, respondeu o ser Celestial....”a grande maioria das pessoas é triste, pois eles não tem vida com Deus,” continuou ele... “Assim, levam a vida de forma mecânica, sem graça e repetitiva- eles não tem a alegria do Senhor”.


“E por que os olhos deles são brancos?, perguntei.
”Por que são cegos espiritualmente...não querem, por vários motivos, enxergar a verdade”, me respondeu Ele com paciência...eu tinha que bombardeá-lo de perguntas.


Muitas e muitas pessoas passaram por nós...algumas delas usavam realmente óculos como aqueles que os cegos usam...á fim de esconder o buraco branco nos olhos.


Até que duas belas jovens vieram em nossa direção...uma também usava o tipo de óculos que falei...
“Oba”, pensei, “que bom”...assim que elas estavam quase ao meu lado (todos passavam pelo meu lado direito) eu as saudei, como a todos, levantando a mão...


Elas passaram direto, nem me cumprimentaram...
Quando a maré tá braba, nem em sonho eu me dou bem: kkkkkk!


Mas aí veio a explicação:


Elas são lésbicas, jamais te olhariam com os olhos de uma mulher”, me disse o ser Celestial.
“Mas lá onde janto (ás vezes, num bar-restaurante) tem um casal de lésbicas que sempre fala comigo”, retruquei.


“Por que elas perceberam que vc não faz acepção de pessoas, vc não discrimina ninguém- mas essas, não te conhecem”, disse o ser Celestial.


Nessa hora, novamente fui tomado pela sensação de tristeza das pessoas sem Deus...as que eu via, eram de vidro, por que vidro é frágil, quebra a toa...qualquer coisa mais forte, elas se despedaçariam.


A seguir, o ser Celestial me levou até um grande igreja, que tinha centenas de pessoas...
O curioso é que adentramos a igreja, quando se encerrou o culto, e todos começavam a se levantar para ir embora...


"Observe as pessoas vc mesmo...veja-as”, me disse, e ficou parado, enquanto eu andava pela igreja, observando as pessoas.


Quando eu olhei para as pessoas ali dentro, via cada um usando sua roupa de trabalho, a roupa da sua profissão, do seu serviço...


Assim, descobria as profissões de cada um...via médicos, dentistas, militares, porteiros de prédio, homens de terno, mulheres de tailler (provavelmente advogados/executivos)...


Via também algumas pessoas sem uniforme, com roupas normais- eram as pessoas que estavam desempregadas,ou não estavam trabalhando, por algum motivo.


Entre elas estava a Rachel, que é filha de um pastor de uma igreja da zona sul aqui da cidade.
Via o neném dela perto de sua mãe, no carrinho.

Rachel estava bem ao lado de uma médica que estava de uniforme azul, touquinha e máscara.


Foi quando vi algo diferente nela...Rachel estava de amarelo,mas parecia ter algo a mais...me aproximei, meio pasmo, pra ver o que era...ela me olhou, me saudou, e eu disse:


Perái, vc tá diferente”...me aproximei o mais que eu pude de seu rosto...ela riu,achando que eu a estava paquerando, e mexeu os cabelos loiros prum lado, depois pro outro, fazendo uma cara engraçada (num sabia desse bom humor dela)...no sonho, os olhos delas estavam brilhantes, e havia um brilho todo especial a envolvendo...


Vc está sob uma unção”, consegui discernir...Deus te deu uma “unção materna”, por isso está diferente: está mais bonita (ela já é uma graça).


(obs: Unção:capacitação especial vinda de Deus para algum propósito)


A seguir, 3 jovens rapazes vieram me cumprimentar...perguntaram de onde eu era...perguntei o que eles faziam, e cada um me disse o seu trabalho.


Mas vc não está trabalhando, né?, disse ao rapaz da esquerda, que tomou um susto.
“Não, tô sim,” me disse meio desconcertado...foi fácil descobrir: ele estava de roupas normais, e seus colegas com roupas de empresas.


Saíram de perto de mim, zoando o que disse que tava trabalhando, e num tava...ele devia enganar os outros, sei lá...


Finalmente, o ser Celestial se aproximou de mim...meu contato com Ele de alguma forma aguçaram meus olhos espirituais, eu nunca consegui 'enxergar' tanto quanto ali naquela igreja...


Via Rachel saindo da grei, empurrando o carrinho de bebê...a “unção” a distinguia dos demais...


“ O que é essa “unção materna?”, perguntei.


“É a unção que Deus derrama sobre a vida de toda mãe que tem filhos pequenos”, disse o ser Celestial, “Deus sabe que esses primeiros anos são difíceis pra elas, mas com essa unção, capacita-as para essa missão”, disse.


Eu nunca tinha escutado falar nisso, em nenhuma mensagem de igreja...era a primeira vez que eu ouvia, mesmo assim, após ter “visto” a unção, literalmente.


“Por isso, Deus não se agrada de mães que abandonam seus filhos em praças, ou os jogam fora no mato, ou os atiram em rios, ou mesmo jogam-os em lixeiras”, continuou o ser Celestial.


Se vc é mãe de bebê, ou mesmo de filhos ainda pequenos, pode ter acerteza que Deus te capacita a criá-los, mesmo vc se achando uma “não capaz”, uma sem jeito,sem paciência, etc...ele sabe que a carga maior é para a mãe, e não pro pai (que deve sempre ajudar), e por isso reveste vc com essa capacidade sobrenatural- essa “unção materna”.

Pessoas de vidro são pessoas extremamente frágeis, muito tristes, e nada nesse mundo aplacava essa tristeza: nem grana, nem bens, nem fama, família, nada...
As pessoas do Reino dele, sabem que sem Ele, não são nada- a força delas vêm Dele, e por isso, elas tem vida.


As de vidro, se quebrar já era:não tem conserto...eu não vi nenhuma vidraçaria quando caminhei com o ser Celestial...
As do Reino, tem conserto, se caírem...sabem que Deus cola “peça por peça”.


O que vc prefere ser, uma pessoa de vidro, ou uma pessoa “do Reino” de Deus?


Acordei do sonho pegando fogo...cubinho- relógio marcava 6.10h da manhã.


Rascunhei no meu “caderno das loucuras” o meu primeiro e intenso sonho profético do ano.


Lee, que tinha um mundo de perguntas sobre o Reino pro ser Celestial, mas ele sumiu...fica pra próxima.


Amanhã, pra relaxar: Sexta-feira, dia de sair com a namorada...imaginária.