quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Carmen Miranda poderia ter chegado aos 100


Ela faria 100 anos se estivesse viva, dia 9 de fevereiro passado...

É impressão minha ou pouco se falou da maior artista brasileira no mundo, durante esse carnaval?

Sim, pois antes do Pelé e de outros jogadores atuais, Carmen foi a brasileira (portuguesa de nascimento, veio pra cá com um ano de idade) mais famosa de todos os tempos:

Ainda hoje, em algum lugar do mundo, tem alguém imitando ela em shows, no instante em que vc lê essa frase.

Realmente pouco se falou do centenário dela nesse carnaval, mas este é um páis que não se honra a memória...justamente ela, que ajudou a difundí-lo com as marchinhas.

“Taí, eu fiz tudo pra vc gostar de mim”, que vários blocos cantaram nesse carnaval, de autoria de Joubert Carvalho, foi o primeiro grande sucesso da carreira dela:

Naquele ano (1930) , já estava sendo apontada como a maior cantora Brasileira.

Carmen foi a primeira cantora a assinar contrato (Rádio Mayrink Veiga, por dois anos), numa época em que as cantoras ganhavam cachê por participação.

Seis anos depois estreava no cinema em Alô, Alô Carnaval, e aí o sucesso foi estrondoso, e não parou mais:

Um empresário americano assistira seu espetáculo no Cassino da Urca, e a convidara para fazer shows nos States.

Carmen fez um show em Boston, que de tanto sucesso de público e crítica, foi se apresentar ao Presidente Franklin Roosevelt, na Casa Branca.

Hollywood foi questão de pouco tempo:
Carmen filmou 13 filmes em Hollywwod, participou dos mais famosos shows de tv, cassinos, teatros, etc...tem os pés na calçada da fama.

Chegou a ser a atriz em solo americano que ganhava o maior salário da época.

No entanto, duas coisas provocaram o declínio da saúde de Carmen, e que nos servem de lição:

O desgosto profissional, num grau menor;

Mas especialmente, num grau infinitamente maior, um mau casamento.

Carmen queria fazer filmes e teatro sem o estereótipo de “latina com salada de fruta na cabeça”- passou a época, ela sentia isso, e a novidade em 11 anos de states, se esgotara.

Ela queria pintar o cabelo de loira, e se desassociar das “bananas”, que ela dizia irônicamente ser o seu “sustento financeiro”.

Não conseguiu: antes de morrer, horas antes ainda dançava com todo aqueles penduricalhos que vemos até hoje em fotos e posters.

Pra piorar, a pequena notável (tinha só 1.53m, por isso sempre salto 15 nas apresentações), como era conhecida no Brasil (nos states ,Brazilian bombshell, algo como explosão brasileira) se casou com um mané americano.

Já disse antes e repito: casar-se com manés, pode custar sua vida- inclusive física.

Antes simples funcionário de uma produtora, acabou virando empresário dela, conduzindo muito mal seus negócios e contratos, jamais permitindo a libertação de Carmen do personagem Carmen, com medo de perder a grana que o sustentava.

O mané, além de tudo, era alcoolátra, e quando enchia a cara, largava a mão nela, fato que a empregada de Carmen confirmou anos depois....ele tinha amantes, também.

Eram outros tempos, e Carmen, católica fervorosa, não quis o divórcio para “evitar escândalo”, e pagou o preço por isso...esse é o grande problema das pessoas que vivem por imagem.

Vc vive por imagem, por aparência?

Carmen vivia uma vida infeliz, em que ia morrendo aos poucos...e vc?

Tornou-se dependente de barbitúricos, pois fazia, em seu período final de vida, um show ás 21h, e outro a meia-noite, que a deixavam extenuada, e pra piorar, pela agitação, depois não conseguia dormir:

Carmen tomava 10 pílulas pra “apagar”, e muitas vezes, só acordava no outro dia poucas horas antes do primeiro show, se alimentando muito mal...

E pra ficar acordada, pois ficava sonolenta pelos remédios, tomava “arrebites” que a deixavam ligadona pros shows, vindo novamente a sequência de pílulas pra dormir, mais tarde.

Não tem corpo que aguente isso, e um ataque cardíaco fulminante a matou em sua mansão em Beverly Hills:

Eram duas da matina, do dia 5 de agosto de 1955 ...ela só tinha 46 anos.

Tinha um espelho em sua mão, provavelmente vendo como a sua beleza se fora...

O corpo dela veio para o Brasil, e 60 mil pessoas compareceram ao seu velório, na Câmara municipal do RJ, então capital do país.

Durante o percurso para o cemitério São João Batista, meio milhão de pessoas a acompanharam...Carmen era amada pelo povo, que bem baixinho, cantava:

Taí, eu fiz tudo pra você gostar de mim...Ai meu bem não faz assim comigo não, você tem que me dar seu coração...

Carmen se foi cedo demais, por uma má escolha- isso acontece.

O que não pode acontecer, jamais, é vc ficar com medo de tomar decisões, “com medo do que as outras pessoas vão pensar.”

Ninguém sabe o que se passa na sua vida, só vc, o cônjugue...e o 'Chefe'.

A família de Carmen sabia o traste que o sujeito era, e provavelmente lhe daria apoio.

Talvez vc não tenha apoio de ninguém, e esteja sofrendo sozinho.

Não se preocupe com a opinião dos outros, se vc sabe a realidade que te cerca:

Quem vai morrendo aos poucos com isso é vc, e não os outros que poderão te julgar, pois é só isso que eles sabem fazer, julgar.

Viva sua vida, seja livre e feliz.

Carmen, assim como a Dercy Gonçalves, poderia ter chegado aos cem anos...

Poderíamos ter ouvido as historinhas dela nesse carnaval, e visto um bolo cheio de velas.

A diferença, é que Dercy num tava nem aí para imagem, pro que pensavam da vida dela, e olha que ela não teve as facilidades de carreira que Carmen teve.

Nas palavras de Dercy, ela diria que estava cagando e andando pro que pensavam dela.

Dercy passou dos 100, despreocupada;

Carmen, só foi até aos 46, por causa da aparência:

Pense nisso.

Lee, que outrora jogava no time da Carmen, e vivia sob o jugo da aparência, até o coração emitir sinal de alerta...hoje, passou pro time dos despreocupados da Dercy.
Na sessão revival, reveja Carmen Miranda- vá em vídeos.