sábado, 14 de fevereiro de 2009

Sabadão Oscarizado


Vi dois filmes que concorrem ao oscar, nessa tarde de sábado, e vou postar pela ordem dos que vi:

O Casamento de Rachel e O Lutador.

O casamento de Rachel (melhor atriz pra Anne Hattaway) é longo, mas não cansativo...por isso, não está no circuitão de Shoppings...drama familiar estilo “lavagem de roupa suja”...e na pior hora: durante uma festa de casamento....muita roupa lavada...!

Alás, quase toda Rachel que conheci era problemática...

Pra quem tá acostumado a Anne Hattaway com papéis leves ou cômicos, vai se surpreender com ela, a ovelha negra da família que só vive em clínica de dependentes químicos, além de ter feito algo que a marcou negativamente em sua família.

Sei que sou fã dela (viu, ela num é morena) mas tá merecendo o Oscar...uma das que concorre com ela é a bela Marisa Tomei, que tá em O Lutador, filme que vi a seguir, por isso posso dizer que entre as duas, o papel da Anne é um pouco mais denso.

Pra falar de O Lutador, tem que começar falando de Mickey Rourke...vc sabe quem é ele?

A molecada mais nova não sabe...nos anos 80, ele tinha o mesmo cartaz que Brad Pitt ou Tom Cruise tem atualmente....e o personagem (que existe de verdade) se confunde com o próprio ostracismo que ele viveu:

Mickey, depois que casou com uma tal de Carré Ótis, só se afundou...aí, deu um tempo na carreira, virou lutador de boxe profissional por 4 anos, com razoável destaque. ..

Depois, não conseguiu mais bons papéis e foi sumindo...aí veio drogas, álcool,aquela história toda...os (falsos) amigos se foram, e só não virou mendigo graças a dois amigos:

Robert Rodriguez, que o chamou para filmar Sin City, em 2003, e Stallone.

Stallone, por anos, deu uma mesada pra ele sobreviver...era da onde ele comia.

O personagem dele carrega uma carga dramática pessoal que faz vc rir, chorar, refletir, etc: um coroa que num pode parar de lutar (wrestling, o telecatch), apesar de tentar outra profissão, pois é só aquilo que ele sabe fazer.

Mas só que ele tem um problema no coração...

A Marisa Tomei também está bem no papel de uma stripper que faz o que faz pra alimentar duas bocas em casa: seus filhos.

Gostei...vou ficar com o cabelo dele daqui há um ano ou dois...daquele tamanho e cor..kk!

Lutar eu já luto, o Jiu-jitsu...alías, um ano depois que tive um problema cardíaco, fui campeão mundial master....mas o problema dele foi mais sério.

Vou torcer por ele no Oscar, e pela Anne.
Lee, cansado da maratona de sábado.