quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Sem Dúvida, um Grande Filme


Só tem poucas cópias desse filme na cidade, por isso mexa-se, vá assistí-lo: é uma peça premiada de 2005 que virou filme, que não é de “circuitão”.

Por isso só 27 pessoas estavam na minha sessão...na minha fileira da frente, um casal gay cinquentão, antes do filme, escolhia num encarte da Casa e Vídeo, qual ventilador de teto eles iriam comprar...pelo que vi, escolheram um modelo mais clássico.
Na minha fileira, uma mulher negra na casa dos 30, falava ao celular com o Luís...ela disse que era pra cortar em três pedaços, um amarelo, outro vermelho, e outro preto, em quadrados....mas que ela num iria demorar, assim que acabasse o filme, ela estaria em casa...

Suponho que tenha a ver com fantasia, algo assim...ah, ela tomava água com pipoca, nunca tinha visto isso...

Bem, o filme é muito bom, e todos os quatro atores da trama central tiveram indicações ao Oscar.
A sinopse, segundo o site Adoro Cinema:

Uma rígida freira, que é também a diretora de uma escola, inicia uma cruzada contra o padre local, devido à suspeita de que esteja dando atenção demasiada a um aluno. "
Políticamente correto é uma praga...em outras palavras, que estivesse praticando pederastia com o aluno, único negro numa escola de brancos.
Por que nego tem medo de falar as coisas claras?
É dificil falar que a freira suspeitava que o Padre tava comendo o moleque?

Sim, tem a ver com pedofilia e com opção sexual (que vai te deixar pasmo), mas também com rigidez e progressismo na educação, vocação, farsas e mentiras religiosas (eu que vivo no meio, me lembrei de um monte de histórias) e mãe criando filho.

Mostra as hierarquias religiosas e seus contrastes (os Padres comendo pacas e enchendo a cara, e as freiras até na comida, eram “castas”).

Entre as melhores mensagens que ouvi no ano, estão as três mensagens do Padre Flynn, (Phillip Seymour Hoffman, no cartaz do filme ali em cima) que vi no filme- isso, apesar de ser o Padre Flynn (por isso que vc tem que ver);

E poucas vezes vi alguém com a coragem da irmã Aloysius ( Meryl Streep, sou fã de carteirinha), apesar de ela ser absolutamente neurótica.

Posso dizer que o filme vale cada uma das cinco indicações que obteve...e eu ainda acrescentaria a de melhor filme.

Dúvidas...como vc lida com elas?

Recomendável para aqueles que querem tirar suas dúvidas...
E os que querem, na dúvida, continuar com elas.

Lee, que chegou a duvidar se veria esse filme...tava desde de domingo, tentando.

Amanhã > Samba na TV: Cristão pode ver?