quinta-feira, 19 de março de 2009

Fé Mental X Fé de Coração


A grande maioria das pessoas tem apenas uma fé mental.

Muitas pessoas, de várias igrejas cristãs, seja da parte protestante, seja da parte católica, tem apenas essa fé mental.

Cada vez mais, um número maior de Pastores e Padres, tem deixado evidente em suas condutas, que possuem apenas fé mental.

Aliás, muita coisa que eles pregam é apenas vinda de suas mentes, mas esse é assunto para outra reflexão.
O que é fé mental?

Fé mental é apenas uma aceitação intelectual dos fatos, que não requer uma experiência sobrenatural, nem uma mudança no estilo de vida.

A pessoa responde apenas intelectualmente ao mistério da fé:

Ela até crê no sacrifício de Cristo, mas fica só nisso, pois não permite que a raiz do evangelho se aprofunde em seu coração.

Essa é uma das causas do “inchaço evangélico” hoje existente:

Algumas igrejas em algumas regiões, como aqui no RJ e em São Paulo, vivem cheias...

Aí dizem que “o evangelho está crescendo”.

Como ele está crescendo, se a violência também está?

Viram a festa dos traficantes no morro do Alemão?

Como ele está crescendo, se a corrupção, como temos visto nas polícias do Rio, São Paulo, setor aduaneiro, político, também cresce?

Viram a corrupção envolvendo aeroporto, polícia, aduana, em São Paulo, com igrejas em toda esquina?
Não existe outro lugar que o evangelho possa crescer, se não no coração dos homens.
Quando o coração humano está cheio do evangelho, ele produz fruto.

E esse fruto, transforma a sociedade.

O resto, como temos visto, é “inchaço”.

E a causa desse inchaço, é a fé puramente mental.

Ora, Jesus disse que o semeador lança a semente, e tem terrenos que ela não pega.

Nunca facilitou a mensagem, como tem sido facilitada por facilitadores, ultimamente.

Ele disse também que sem fé, é impossível agradar a Deus.

Fé mental, além de não agradar a Deus, provoca toda esse distorção que temos visto.

Ele disse que mesmo uma fé pequena, remove montanhas, respondendo aos discípulos que pediram para aumentar-lhes a fé.

Mas nego hoje nas igrejas, trocam a fé pequena, do tamanho do grão de mostarda, por uma fé racional, lógica, adequada.

Aí, pregam conforto material, que é o que 99% da humanidade quer:

Ter casa, carro e posição social...ser pobre é ser maldito;

E todo mundo tem que ser “ cabeça, e não cauda”...já repararam?
Como cresceu esse jargão evangélico...

Nas igrejas, todo mundo quer ser cabeça, ninguém quer pegar na vassoura.

As igrejas estão cheias de “hidras”:
Só tem cabeça, não tem mais servos.
Estão cada vez mais parecidas com o pensamento secular.

E o que é fé do coração?

A fé do coração, nos muda de dentro pra fora.

Ela nos transforma.

Não corremos atrás das coisas que todos correm...seguimos adiante, e se elas vierem ou não, não deixamos de ter a felicidade que só vem Dele.

A Fé do coração cria em nós disposição.

Ela cria disposição para a resposta do evangelho, pois ele só cresce no coração.

A Fé do coração cria em nós uma dependência tão somente Dele.

É quando vc o busca, pedindo ajuda, e não a homens.

É quando vc se abastece dele...a fé mental não abastece, nem sustenta ninguém.

Qual tipo de fé vc tem?

Lee, perplexo com o estrago que a fé mental tem feito por aí, na vida de pessoas, na vida de igrejas.