segunda-feira, 23 de março de 2009

Jovens que tem dinheiro, mas que vão para o mundo do crime


Aumentou o número de jovens de classe média,que tem tudo, mas que viraram bandidos.

A Polícia Federal foi prender jovens que moravam em cobertura na Lagoa, um dos bairros de classe média alta mais valorizados aqui no RJ...sim, é bairro de rico.

Cada vez mais garotinhas da zona sul sobem o morro pra cheirar, e acabam virando mulher de malandro.

Em Niteroí, num bairro de ricos, prenderam jovens que abasteciam as malditas raves, com milhares de comprimidos ecstasy.

Antigamente, era só o jovem do morro que enveredava pelo crime.

Tenho um pouquinho de experiência com eles:

Por oito anos e meio, fiz evangelismo em cadeias juvenis aqui no Rio, e vi cada coisa que dá pra botar num livro- mais adiante penso nisso.

Vi celas só com meninos pobres, de 12 anos, me chamando de tio, tudo pequeno, celas com 20 desses meninos;

Vi celas só com carcaçudos do meu tamanho, todos com 17 anos, lotadas.

Boa parte deles, ligadas ao tráfico, e oriundos de camadas mais humildes.

Por incrível que pareça, uns 80% deles, tinham sido da igreja ou eram filhos de gente de igreja.

Mas nos últimos tempos, começaram a dar entrada meninos com mais condições
financeiras...nunca esqueço um que entrou com uma prancha de surf, lá do Leblon.

Tem muito nego fazendo faculdade, que virou bandido.

Nunca me esqueço também, do filho de um pastor, que quando eu era adolescente, se hospedou aqui em casa.
Ele veio daqui de uma cidade do estado do Rio, e o pai dele era de uma das grandes igrejas daquela região, a Primeira Igreja Batista da cidade, ganhava bem, tinham condições.

Ele havia passado no concurso pra ser oficial da PM, e passaria aqui umas duas semanas, antes de ficar interno lá, a pedido do então Pastor de minha grei...

Alías, ele começou a namorar a filha do Pastor.

Mas o cara só aprontou:

Se aproveitou da ingenuidade de minha mãe, descobrindo o número da senha bancária dela (nunca bote datas de nascimento) , e limpou a conta;

Roubou jóias dela, bem como objetos de arte;

Comeu a filha do Pastor, que era virgem, passando gonorréia pra ela.

Meu pai já tinha morrido, e eu ainda era teen...

Se fosse hoje, eu teria enfiado muita porrada, e denunciado o safado, que comeu e bebeu na minha casa, saqueando-a depois:

Minha mãe ficou com peninha, pois se o denunciasse, ele perderia a vaga no curso de oficial da PM...

Aí, só chamou o então Pastor de minha grei, o pai dele, que abriu o berreiro, e o safado, que fingiu arrependimento, chorando na sala.

Sabe o que aconteceu?

Não ficou nem um mês na academia da PM, pois roubou um colega no alojamento.

A última que soube dele, tinha virado ladrão de carros.

Mas que falta a esses jovens, dos adolescentes até por volta de 30 anos, mais ou menos?

Ao meu ver, faltam 3 coisas:

Atenção, Disciplina e Atividade.

Atenção, pois se um menino rouba um carrinho de outro amiguinho, desde que era pequeno, e o pai e mãe não percebem, mais tarde ele vai estar roubando carrões de verdade.

Atenção na necessidade de carinho e conselho, que eles precisam, nessa fase;

Disciplina, pois em plena época de internet, vejo pais deixando suas filhas e filhos, na semana, navegando até de madrugada, fazendo com que eles cheguem sonados a sala de aula:

Por que não controlam, deixando só no fim de semana?

Todos fazem o que querem, e na hora que querem, sem hora pra comer, dormir, nada...tudo é liberado.

Soube de uma mãe, dentro de sua própia casa, que teve que entrar no laptop pra chamar o filho pra almoçar- que estava trancado no quarto ao lado, no computador!!

Isso é o cúmulo do absurdo, a falência total de autoridade dos pais!

Esses moleques saem, vão aonde os pais nem sabem, pois mentem muito, desligam os celulares, e é nessas raves, boates, etc, que se iniciam nas drogas e na promiscuidade sexual, e bebedeiras:

Uns caem, de tanto beber, inclusive garotas;

Ecstasy, skank, crack..fica todo mundo doidão;

Os garotos pegam geral, e as garotas dão, e dão muito- e como estão bêbadas, nem se protegem, correndo risco de pegar filho pros pais criar, e doenças.

Sem falar quando não morrem ao voltar de carro, pois o motorista tá bêbado.

Falta atividade, que deixei por último, pois nada adianta atividade sem as duas questões acima.

Mas com elas, a atividade proporciona um afazer que o jovem vai gostar, se identificar:

Uma aula de luta, uma aula de um idioma, uma aula de música, um futebol, uma aula de GRD pra elas, vôlei, etc, enfim qualquer coisa que eles venham a gostar.

Penso que, com essas 3 coisas, muitos desses jovens ricos que a gente tá vendo na TV, que tem tudo, mas ao meu mesmo tempo não tem nada, não iriam parar em cana.

Sem falar, claro, no óbvio:

O amor de Deus no coração.

Lee, que mesmo em meio as crises de adolescente, por jogar bola, lutar, etc, não virou maconheiro, bandido, etc, nem nunca teve vontade de se matar.

Na Sessão Revival, Dr Silvana e Cia contam a história da menina que foi dar um “serão extra” no trabalho, dando duro com o patrão -veja em vídeos!