sábado, 11 de abril de 2009

A “Judaria” continua: Os Discípulos de Judas ainda estão entre nós


Ontem á tarde revi a última parte de Jesus de Nazaré, na Record:

A foto acima é do filme, com Jesus e Judas.

Como cinéfilo, acho que o filme de Franco Zeffireli foi o melhor feito sobre Jesus até hoje:

O do Mel Gibson, só vale pela realidade das chibatadas, que de fato, foi massacrante.

Mas o olhar e a expressão do ator que fez Judas na ocasião (o filme é de 1977) me fez refletir...

Judas de fato, admirava Jesus.
Judas conviveu 3 anos, diariamente,com Jesus.

Isso é mais que ser colegas de faculdade;

É mais do que ser amigos de igreja, que só se vêem na maioria aos domingos;

É mais do que ser colegas de trabalho, que ás vezes mal tem contato;

É mais do que muitos casamentos falidos.

Judas viu milagres ao vivo, mensagens inéditas para nós, que não estão nos evangelhos.

Judas foi tesoureiro dele...não precisava daquelas 30 moedas de prata do suborno, circulava muito mais dinheiro nas doações.

Primeira grande lição disso tudo:

Aqueles que são somente admiradores, quando surgem os problemas, as pressões e as perseguições, passam para o time dos traidores- passam a praticar a judaria.

O admirador só anda ao lado quando tudo está bem, quando é bom, calmo, confortável e agradável.

Mas quando a coisa fica feia, ou ele sai fora, ou te trai- ambos pra salvar a pele dele.

Já vi várias amizades terminarem em judaria, por causa disso- talvez você tenha até passado por essa experiência, que sempre é frustrante, dolorosa, as vezes.

Assim, veja se tem um Judas dentro de vc, e enforque-o, enquanto é tempo:
Não alimente- o com moedas de prata, senão ele vai estar sempre te chantageando.

A segunda grande lição disso tudo, é para o pessoal da grei:

Ser admirador não é ser discípulo.

Judas nunca abriu mão das coisas que tinha, nunca vestiu a camisa.

Judas, mesmo ao lado do Mestre, nunca aprendeu nada:

Só assistia- e admirava.

O admirador, só assiste, nunca permite que seu coração seja transformado pela mensagem do evangelho.

Tem admirador que tá todo domingo na grei.;
Tem admirador que toca e canta;
Tem admirador que dá dízimos e ofertas;
Tem admirador que é Pastor, Diácono, ou que “ensina” a Bíblia.

Mas se tão somente ele continuar admirando, sem vivenciar aquilo que ele admira, sem deixar o evangelho da graça preencher seu coração, ele tem destino certo:

O destino de Judas...o inferno é cheio de admiradores do evangelho.

Alías, Satanás gosta muito de um admirador de evangelho, que não lhe dá nenhuma dor de cabeça....

Jesus fala sobre esses admiradores no livro de Apocalipse:

Quem dera fosses quente ou frio, mas és morno”!

O frio tem mais chances, do que o morno.

Alías, certa vez Jesus também disse o seguinte aos discípulos Dele, até então apenas admiradores:

Os cobradores de impostos e as prostitutas vos precedem no reino dos céus”, (Mateus 21.31)

Isso por que eles creram...enquanto os discípulos estavam tão somente admirando.

Admirador é morno, e morno num joga no time dele- o frio tem mais chances!

Admirador é apenas assistente, e você pode passar sua vida toda dentro de uma grei sendo apenas assistente- As igrejas são cheias de admiradores.

Judas passou a vida dele ao lado de Jesus, mas sendo assistente, tão somente.

E depois fez aquela Judaria- terminou se enforcando.

O pior de tudo, é que fez escola:

Igreja sem amor com os de dentro e os de fora, não é de Jesus, é de Judas, que num se importava com ninguém.

Você tem sido tão somente um admirador do reino?

Lee, que já experimentou judarias de amiradores, que já recebeu ofertas de 30 moedas de prata para ser fantoche de igreja ( deu vontade de enforcar o cara que me fez a proposta, jamais vou diluir o que recebi Dele) mas que prefere estar no caminho em vez de vender a alma.
Na Sessão Revival, Beth Carvalho : Vou festejar.