quarta-feira, 29 de abril de 2009

Sobre Amizades Masculinas


Sucedeu que, acabando Davi de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a de Davi; e Jônatas o amou como à sua própria alma. (1 Samuel 18:1)

Do lamento de Davi na morte de Jônatas:

'Tenho o coração apertado por tua causa, meu irmão Jônatas. Tu me eras imensamente querido. Teu amor me era mais precioso que o amor das mulheres.' (II Samuel 1:26)

Em nossos dias, cheio de corações maldosos, nego logo diz que essa era uma amizade gay.

Não era...assim, em nossos dias de corações maldosos, para facilitar a compreensão, eu digo, por não encontrar expressão melhor:

Era uma amizade 'quase' homossexual.

Seria, se houvesse a junção carnal, e texto nenhum fala disso;

Seria, se houvesse a intenção, como nos mostra o texto de Gênesis sobre Sodoma e Gomorra, e quando o texto mostra a clara intenção dos habitantes gays que queriam "pegar" Ló, sobrinho de Abraão.

Davi e Jônatas desenvolveram uma sólida amizade, num nível que dificilmente dois homens heteros desenvolveram depois...sim, a alma de um se ligou na alma de outro;

É um amor de amizade, conseguiu superar, conseguiu ser mais forte, do que um amor de mulheres.

O pai de Jonatas, Saul, queria matar Davi...e ainda assim, mesmo sendo filho do rei, Jônatas não "fechou" com o pai, pois sabia que este estava errado.

E mais tarde, Davi, já rei, cuidou do filho do amigo Jônatas, Mefibosete, que era manco, levando o mesmo para viver no palácio com ele.

Isso é amizade de mais alto grau...num é amizade de levar o outro para mau caminho, de apresentar ás drogas, de fazer disputa pra ver quem pega mais na balada;

De chamar para ser um vaporzinho na favela ou atacadista de drogas de condomínio de luxo.

Homens guardam muito menos segredos do que as mulheres;

São raras as amizades masculinas que passam de uma garrafa de cerveja nos botecos da vida.

A alma de Davi e Jonatas se ligaram por que eles eram diferenciados:

Eles eram guerreiros, eles eram pessoas justas, que detestavam injustiças.

Eu queria ter um Jonatas pra conversar, alguém para confiar segredos e inquietudes de minha alma.

Eu queria ter um David que tivesse um amor de amizade tão forte, que me dissesse quando estivesse errando, que fosse ao hospital me levar conforto, se precisasse.

Mas existe um nível muito raso entre nós homens, atualmente...em parte, por que aquelas amizades de infância e juvenis, se desfazem com o tempo;

Em parte, pelo medo de pensar que todo homem com amizade mais chegada com outro é gay;

Em parte, pelo ciúme doentio de namoradas e mulheres neuróticas.

Lee, ainda sem um amigo mais chegado " do que um irmão", em tempos em que tê-los é quase uma sentença, para corações maldosos, de ser gay.
Mais fotos sobre o casório se abriram...já que abriram a porta da esperança... Vamos lá!
Juliana Farias
Belíssimo vestido púrpura, a cor da realeza, que ficou muito bem nela. Brinco Bonito, anel no polegar da mão, maquiagem ok, cabelo idem...se acertar como acertou na festa, passa no vestibular...tá parecendo uma pequena Barbie morena.
Simone
A pupila da Lalá também apostou na cor púrpura, mas de um tom um pouco mais leve.
Belo vestido, maquiagem ok, cabelo muito bonito.
Paola
O vestido é bonito, mas a cor cinza (da humildade) poderia ser num tom prateado, igual o da Cris... gente nova não precisa ser tão discreta.Belo cordão, maquiagem ok.
Thati
Méldeus, Toddynho...como vc tava linda! Lembra que falei que queria vê-la de vestido?
Eu tinha a certeza de que veria algo especial...e vi.
Thati usa um belo vestido pérola, um dos mais belos da festa. Ao mesmo tempo que consegue ser discreta, parece ter um brilho própio, diferente:
É Como se o que estivesse no coração, ajudasse a brilhar mais ainda o exterior.
Caimento perfeito, o melhor de todas as meninas...brinco discreto, maquiagem idem;
Cabelão lindo, brilhando, mãozinha lindinha, bem feita.
Toddynho é, de fato, como uma pérola:
Pequena, lindinha, e preciosa.
Na Sessão Revival, o Spandau Ballet, tal como Lee, escreve a verdade sobre linhas, legendado: