sábado, 16 de maio de 2009

O Rico pensou que tava garantido, mas só Lázaro que tava


"Ora, havia um homem rico, e vestia-se de púrpura e de linho finíssimo, e vivia todos os dias regalada e esplendidamente.

Havia também um certo mendigo, chamado Lázaro, que jazia cheio de chagas à porta daquele;

E desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as chagas.


E aconteceu que o mendigo morreu, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico, e foi sepultado.

E no inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão, e Lázaro no seu seio.

E, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e manda a Lázaro, que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.

Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro somente males; e agora este é consolado e tu atormentado.

E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá passar para cá.

E disse ele: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai

Pois tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham também para este lugar de tormento.

Disse-lhe Abraão: Têm Moisés e os profetas; ouçam-nos.

E disse ele: Não, pai Abraão; mas, se algum dentre os mortos fosse ter com eles, arrepender-se-iam.

Porém, Abraão lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite." (Lucas 16.19-31)
Essa história que Jesus contou, deixa bem claro algumas coisas:

Primeiro, que riqueza nunca salvou ninguém, e ainda assim , os ricos de nosso tempo acham que podem comprar vaga no céu, assim como os ricos fariseus daquela época.

Sim, havia o pensamento, pelos fariseus, que os ricos eram “abençoados” naturalmente, e que isso se prolongaria com uma passagem automática para o reino dos céus, pelo simples fato de serem ricos.

Jesus cortou o barato deles, contando essa história, e mostrando que aquilo não tinha o menor fundamento.

Os ricos de hoje, que também vivem “regalada e esplendidamente”, podem até não dizer isso de maneira mais aberta, mas pelas suas atitudes, confiam mais nas suas riquezas para curar doenças, fazer tráfico de influência, e tudo mais...

Acham que também podem “comprar uma vaguinha no céu”, afinal estão cansados de verem pastores que estimulam isso por aí.

Dinheiro não compra vaga no céu, que isso fique bem claro.

Por isso, Jesus disse que por terem esse pensamento, era muito difícil um rico entrar no reino dele- “era mais fácil passar um camelo pelo buraco de uma agulha, do que eles entrarem no reino dos céus”.

Rico que confia na sua riqueza, tá roubado, mesmo que nunca seja assaltado.

O segundo ensinamento desse texto, tem a ver com decisões.

Qualquer decisão com relação á sua vida futura, vai ser tomada aqui, e não na passagem.

Sua vida em qualquer uma das eternidades será decidida aqui, e referendada por lá, seja no céu, seja no inferno.

Tem gente que acha que essa decisão é aleatória, que só vai saber pra onde vai pouco depois da morte, numa espécie de sorteio.

Eu sei pra onde vou...milhares de pessoas também já sabem.

Lázaro era um mendigo doente, mas tinha já tomado uma decisão, e sabia para onde iria.

Na época, ele decidiu seguir a lei de Moisés, único meio então de se alcançar a vida eterna.

Mas a lei era muito pesada, e como toda lei, sujeita a extremos.

Depois, com o sacrifício de Jesus, entramos na dispensação da graça, onde toda lei se resume no amor.

Assim, quem crê no sacrifício Dele, e segue essa nova lei do amor, vivendo sobre a graça que ele concede, também se juntará a Ele.

Quando o rico, desesperado, pede para que Lázaro seja ressuscitado e mandado para pregar a parentada dele, recebe como resposta:

Eles tem a lei e os profetas- que os ouçam.

Milagre não salva ninguém.

Hoje, milhares escutam a palavra, mas não tão nem aí.

Riqueza não traz vida eterna com Deus;

Bom comportamento não traz vida eterna com Deus;

Fazer bem aos outros também não.

A sua decisão agora, e não depois, é que poderá te dar vida eterna ao lado Dele.

Lee, que além de pai Abraão (o pai da fé) quer levar altos papos com Ester, Davi, e Daniel, quando chegar por lá...isso, claro, depois de dar um abraço demorado Nele, e conhecer “o pedaço”.

Na Sessão Revival, o Whitecross diz que não há segunda chance: veja em vídeos.

http://www.youtube.com/watch?v=uafAzA6co-k