quarta-feira, 20 de maio de 2009

Sexo é Tabu na grei- Parte 3


Conforme vimos na parte anterior, tudo o que o homem costuma inverter, fazer ao contrário daquilo que foi proposto desde a criação, explode uma hora.

Assim, vimos o nascimento do sexo como tabu de forma bem clara no contexto católico, se irradiando para as igrejas protestantes, aliás, acabei de ver, no jornal nacional, mais uma bomba:

Dessa vez na Irlanda...desde a década de 30, até os anos 90, foram abusadas mais de duas mil crianças nos orfanatos, colégios católicos, etc.

Além do abuso, padres e freiras ainda batiam nas crianças.

Antes do sexo propiamente dito, um dos grandes tabus é a questão de masturbação.

Como é mais fácil não falar da questão, prega-se logo que é pecado – mandam tudo pra esse pacote, deixando assim desde cedo, os adolescentes com um fardo terrível:

A culpabilidade do pecado.

Ora, desde cedo um menino normal de 13 anos já pode ser pai, bem como uma menina já pode ser mãe..

No passado, várias de nossas avós já se casavam aos 15 anos.

Com os hormônios em ebulição, evidente que o corpo vai mandar sinais de querer extravasar, nada mais natural.

Mesmo que não seja através de masturbação, a pessoa vai ter sonhos eróticos:

Ela vai extravasar de qualquer forma: não adianta dar chicotada no corpo.

Se foi Deus quem criou dessa forma, não deixe ninguém dizer que esse impulso, essa pulsão, é pecado.

A questão é como você vai lidar com ela: se vai se viciar nisso, e aí sim, vira uma obsessão, mesmo “sem vontade de fazer”, o que vai gerar mal estar;

Ou se vai lidar com isso de uma maneira sadia, sabendo que vai ocorrer, uma hora.

Mas lembre-se: isso geralmente vai até a idade adulta, pois depois, já adulto, nego não vai se contentar com uma “mão”, alías, já não se contentam mais nem como adolescentes...

Pois aí virá a questão da transa, propiamente dita, mas que não vou falar agora, deixo provavelmente para amanhã.

O que, ao meu ver, vejo acontecendo, é que além de não se falar de uma coisa “normal” por constrangimento ( já que geralmente não se fala em casa), quando se chega aos famosos estudos de igreja, muita gente vem com pacote pronto.

A grande maioria desses pacotes prontos, vem dos EUA, e seus vários cursinhos de preparação de noivos caretas, ou cursinhos de “família feliz”, estilo Veredas, etc.

Tudo fraquinho.

Nego tem preguiça de criar um tópico completo sobre sexualidade e casamento, e aí copiam tudo o que os americanos falaram, inclusive a famosa “posição missionária” (também conhecida como papai e mamãe) pois no início, os casais de missionários americanos que vinham ao Brasil só transavam assim.

Na questão de masturbação, creio ser algo normal, a partir do momento que não se vicie:

Nos homens, então, ela vai ser algo que, se a pessoa viciar, vai ser um candidato fortíssimo a ejaculação precoce no casamento.

O cara, na ânsia de se “aliviar” rapidamente, vai querer bater recorde de velocidade, o que vai levá-lo a ser o grande perdedor mais tarde na relação a dois...

Quem sofre de ejaculação precoce, desenvolveu o hábito de gozar rápido (pra não ser descoberto logo, ou bater “recordes”, quando adolescente) e quando tiver com mulher, a partir da penetração, não vai conseguir passar mais do que 36 segundos lá dentro:

É a média do ejaculador precoce, gerando uma frustração muito grande na mulher, pois mal ele coloca, e já pimba!

Mas, como disse, se acho a masturbação normal em fase de “ebulição”, é impressionante o grande número de homens casados que se masturbam.

Homem casado que se auto-masturba, não é feliz conjugalmente, a não ser que a própia esposa o masturbe.

Há algo muito errado quando o cara “continua” adolescente no casamento, nesse sentido.

Em geral, ou ele perdeu, ou nunca teve interesse pela mulher....se isso num se resolver,claro, não vai se contentar só com aquilo, e em geral acaba arrumando uma “por fora”..

Seja simples como a pomba e prudente como a serpente, como Jesus falou.

Nem num extremo, e nem num outro...se vc for “só como a serpente” e se viciar, a compulsão sexual não vai cessar, mesmo se vc comer (ou dar) pra meio mundo;

E se permancer só como pombinha, vai ter problemas conjugais sérios, já que vai chegar num casório imaginando que a cegonha é que vai trazer seu bebê.

Não deixe que ninguém fique colocando jugo de pecado em coisas naturais do corpo, que Deus criou:

Lembre-se que seu pastor ou padre já se masturbou antes...

Se não, é sinal que há algo de errado com ele.

Lee, que amanhã provavelmente vai falar de sexo antes do casamento...vamos pela sequência.

Na Sessão Revival, o Biquini Cavadão foi parar “ no mundo da lua”:


http://www.youtube.com/watch?v=JDkrUYznLVk