segunda-feira, 18 de maio de 2009

Traição Virtual é Traição?


Claro que sim, só é mais uma modalidade moderna de traição.

Inclusive, existe agora o investigador virtual:

Tal como o detetive que investiga se a pessoa tem caso no real, também já tem gente se especializando no virtual, fazendo varreduras no computador, etc.

Com as salas de bate papo, chats de tudo quanto é tipo, sites de encontro, orkuts e Msns da vida, isso pode se tornar um inferno na vida da pessoa.

Particularmente falando, eu odeio Msn e outros tipos de papo online- meu msn é um museu empoeirado – prefiro mil vezes falar ao vivo, sem falar que ninguém humanamente falando, consegue falar, se concentrar em mais de duas pessoas ao mesmo tempo.

Tem umas que dizem que falam com 10 ao mesmo tempo- mentira- uma frase a cada 5 minutos pra cada um, e diz que isso é conversa, isso não existe.

Ou aqueles que saem bloqueando todo mundo, pra poder falar com um ou outro- pra que adicionou, então?

Sim, quem tá mais longe, em outro estado ou país, desde que vc conheça, é uma coisa, mas nego deixar de sair para falar ao vivo, pra ficar se falando em computador, é dose.

Enfim, o Brasil é o segundo país no mundo que fica mais tempo on line: mais de 26 horas por semana, só perde pros States.

Todo dia, um namoro vai pro espaço por causa de traição virtual.

Todo dia, um casamento "baba" por causa de traição virtual.

Eu num confio muito em garotas com perfil de orkut repleto de gente:
Significa que o msn delas, também é assim.

Existem várias que falam mais com os “amigos” do que com o namorado, assim como vários que falam mais com as “amigas” do que com a própia namorada.

Mais quando se é casado, é muito pior...

Vou começar com os que traem.

Conheci um cara, de grei, casado, que em menos de seis meses transou com 4 mulheres que conheceu na internet, se tornando amante fixo de uma delas, por alguns meses.

Elas vinham de outros estados pra ficar com ele, aqui.

Outro, mandava a mulher na frente para a grei, pra ficar fazendo “sexo virtual” nas salas de chat, e chegava atrasado...

Com o passar do tempo, foi se sentindo péssimo com a hipocrisia dele.

A mulherada também manda ver nessa modalidade de traição.

Várias delas esperam o maridão pegar no sono, e correm á frente do computador:

Ficam ansiosas para chegar logo a hora dele dormir, sair pra jogar bola, etc.

Essa geração mais nova, com menos de 25 anos, vai ter um problema muito sério quando se casarem: O vício da internet.

Vão levar esse vicío para o casório, de querer ficar conversando com meio mundo até altas madrugadas.

Então, quando começarem os problemas de casório, vão correr para onde se acostumaram: a net.

E lá, vão começar a se confessar com as pessoas do sexo oposto, e que logo,logo, se transformará num caso não mais virtual , mas real.

Primeiro vem a confissão do problema, a intimidade, o telefone ou marcação do encontro, e depois vem a cama.

E a culpa.

E o medo de ser descoberto/a.

Quem é de grei, sofre mais nesses dois últimos casos.

Navegar por aqui é bom- tudo é puro para os de mente pura.

Mas tudo é impuro para os de mente impura:

As maiores sacanagens sexuais do mundo atual, envolvem a net.

Aqui tem pedofilia, pornografia pra tudo quanto é gosto, todas as taras.

Muita gente, hoje, é viciada em pornografia de internet, inclusive gente de igreja, tanto membros quanto os chamados “oficiais de igreja":

Ano passado, um pastor aqui do RJ foi exonerado da grei, por que nego descobriu que ele acessava sites pornôs do gabinete pastoral dele.

Alías, tente dar uma olhada no histórico de navegação do seu pastor/padre, mas cuidado- vc pode se surpreender (desaconselhável para as filhas e filhos de pastores que me lêem).

Recentemente, por um das greis que passei, eu convidei uma amiga que tava afastada da grei para assistir um culto á noite.

Ela chegou muito atrasada, e quando chegou na metade do culto, estavam servindo a ceia, eu a vi chegando, conseguiu um lugar bem atrás, afastado de onde eu estava.

No fim do culto, vindo embora, quando fui me despedir dela ,eu vi que ela tava esquisita, tava branca, meio assustada...

-Que é que foi ? Perguntei.

Ela abriu o jogo, dizendo que nesse período que se afastou, vivia nesse vício de net, com papos “mais quentes”(conforme disse) em msn...

Mas assim que descobria que o cara era casado (mais da metade era), não dava trela pra pessoa, geralmente bloqueava.

- Descobri agora nesse culto, que uma das pessoas com quem eu falava, é casado, disse ela.

O cara que teclava com ela é diácono, e quando a viu, quase derrubou a bandeja com os cálices, de susto.

Entre outras coisas, ele disse o tamanho do pinto, e perguntou se ela queria conferir o tamanho pela webcam- deve fazer isso com todas.

A mulher dele é uma morena bonita e charmosa, de óculos, muito atraente...num dá pra entender.

Canso de ver traições virtuais logo se tornando reais, não existe outro caminho, se não parar, a sequência é essa.

O traído vive num estado permanente de desconfiança, que gera um frustração ou stress enorme.

Enquanto o stress do traidor é o medo de ser desmascarado, o do traído é saber quando ele vai descobrir aquilo que seu coração já lhe diz que está acontecendo...

ô vidinha desgraçada, que ambos estão levando.

Não adianta fazer blitz, ter orkut compartilhado (detesto isso, ás vezes vc só conhece uma pessoa), saber senhas do outro, etc- quando a pessoa quer fazer, faz.

Mas tem uma coisa: cedo ou tarde, a outra descobre:

Assim como na vida real, a traição virtual também não demora a ser descoberta.

Colo abaixo os 14 sinais de traição virtual que encontrei num site, que achei interessante, a quem interessar possa.

Lee, aguardando encontrar a minha internauta, que entenda minha missão de navegar aqui, e que até navegue bem, mas que não seja dependente dessa navegação, sabendo que os “amiguinhos virtuais” dela cairão por terra quando eu chegar:

Ela só perde tempo com essa manézada, por ainda não ter me conhecido.

14 sinais de traição virtual

1 A sua mulher não deixa você bisbilhotar o email dela.

2 O histórico do navegador está sempre limpo.

3 Ela comprou uma webcam sem motivo e disse que estava aproveitando uma promoção.

4 De repente começou a perder muito tempo na Internet.

5 Ficou mais safada na cama. Renovou a gaveta de lingerie, comprou umas calcinhas de puta.

6 Mudou o computador de lugar. Virou a tela do monitor contra a porta do quarto.

7 Instalou programas de privacidade e disse que era para aumentar a segurança em compras online.

8 Baixou uma coletânea de "love songs" e fica ouvindo essa droga o dia inteiro.

9 E então, um dia você descobre uma pasta escondida com uma porção de fotos dela pelada e dando risada. Ela diz que era uma surpresa pra você.

10 Toda vez que você entra no quarto, ela demonstra um certo desconforto. Você olha para a tela, e ela sempre fecha alguma coisa rapidamente. Ou está sempre lendo um (mesmo) texto bobo qualquer.

11 O tempo que ela perde na internet tende a se estender cada vez mais, atravessando madrugada afora.

12 Você a surpreende sorrindo em frente ao computador, enquanto ela digita algo freneticamente. Quando você se aproxima, ela fecha tudo e dá uma desculpa esfarrapada:
"Não é nada não, amor. Só uma piada de um site aqui...".

13 Ela fica distante, calada, pensativa, distraída. Deixa queimar o arroz, esquece de buscar o menino na escola.

14 De repente, você a vê sorrindo pelos cantos da casa, mesmo com o PC desligado.

Quando a coisa chegar nesse ponto, das duas uma:

a) Ela está a um passo de ultrapassar a fantasia virtual e ir às vias de fato, muito em breve. Certamente é uma questão de dias, tudo já deve estar esquematizado. Local do encontro, reserva no motel, álibi... E por isso ela anda numa expectativa tão grande que não consegue disfarçar.
b) O encontro físico já aconteceu. E esse sorriso dela não é expectiva. É recordação. Está passando um filminho de sacanagem na cabeça dela o tempo todo. Com replay nas cenas mais crocantes.