quinta-feira, 30 de julho de 2009

Você deixa Deus agir Livremente, ou o coloca numa caixa de sapatos?


Há muitos anos atrás,eu participava de uma igreja aqui perto de casa.

Mas infelizmente, tive que sair dela após uma série de práticas humanas que estavam desagradando ao “Chefe”.

Basicamente, homens estavam controlando a casa Dele, em vez de deixar que Ele as controlasse.

Foi aí que, pra variar, tive um sonho confirmatório de toda aquela situação...foi assim:

Eu via uma pomba no telhado daquela igreja, mas no mesmo telhado, eu via a mulher que, a época, era responsável pela música naquela grei.

Essa mulher ia atrás da pomba, a pegava, e a colocava dentro de uma caixa de sapatos.

O significado foi muito simples: O Espírito Santo ( a pomba é um dos símbolos do Espírito, no Novo testamento) era impedido de agir naquela igreja.

Igreja controlada por homens, o Espírito Santo não age – infelizmente, é o que mais acontece, vira clube religioso, apenas.

Mas vidas não controladas por Deus (já que Ele, o Espírito Santo, e o Pai são um) e controladas por nós mesmos, são vidas vazias, sem rumo, sem sentido.

Por isso que há algum tempo, parei de exercer o controle sobre ela, deixando que Ele a controle, como achar melhor.

Sim, os gostos são meus, para artes, jogos, esportes, etc.

É importante salientar que gostos e decisões, em geral,são de nossa parte.

Mas por exemplo, parei de pensar como será o futuro, de planejar conforme as coisas que eu via, e de procurar aquilo que todo mundo procura:

Estabilidade”, conforme os padrões desse mundo, casa própia, carro novo, e até mesmo, “amor”, no sentido de companhia.

Se vierem, ótimo, se não vierem, ótimo.

Já tive benesses de vida mais que muita gente, e tem gente que tem muito mais que a maioria jamais vai ter:

Mas que são extremamente infelizes, com seus casarões, carrões, e mulheres ou maridos de fachada, num casamento infeliz.

Trate dinheiro como papel, e não como um deus em sua vida, senão todas as suas referências, desde amigos, campo sentimental, família, enfim, tudo, será medido tendo o dinheiro como referência, uma das maiores desgraças que acontecem ao homem na vida.

Michael Jackson, Romário, e outros tantos estão aí para confirmar.


A maioria dos cursos que vc fará na vida, vai te ensinar a estar no comando.

A maioria dos livros mais vendidos, são de livros de auto-ajuda, ensinando vc a estar no comando, inclusive de autores ditos “cristãos”, que põe uma pitada “gospel” nas letras para ajudar a vender, tipo Augusto Cury e Max Lucado...estão longe de minha prateleira.

No livro de Atos, vc vê histórias de gente saindo de casa, sem saber o que ia acontecer, ou mesmo fazer, ou mesmo sem saber se ia voltar, mas saíam com fé, e no final da história, grandes coisas aconteciam:

Eles deixavam tudo sob o controle de Deus.

Hoje, nos ensinam a “planejar a aposentadoria”, e a igreja copiou os valores do sistema de pensamento humano deste século, em vez de ensinar os valores do evangelho.

Grandes homens na história tinham a vida controlada por Deus, e muitas vezes, alguns mesmo sendo mártires, transformaram uma situação anos e anos depois, como foi o caso de Martin Luther King- se hoje existe Obama, foi por causa dele, 42 anos atrás.

Deixe Deus agir livremente, e vc vai se surpreender com coisas que jamais ocorreriam se vc estivesse no comando:

Jamais ponha Deus numa caixa de sapatos, como muita gente tem feito na vida.


Lee, que nem guarda caixas de sapatos.



Na Sessão Revival, todos querem controlar o mundo:

http://www.youtube.com/watch?v=IdJIukGJ38c


terça-feira, 28 de julho de 2009

Uma Criança sem atenção = Problemas


Fui ver a origem de Mike Myers, da clássica série de terror Halloween, há 30 anos no cinema, com vários filmes.

O foco do filme é sobre a infância de Mike- e faz com que a gente entenda por que ele ficou assim.
O pequeno Mike tinha um pai que só vivia bêbado dentro de casa, que o rejeitava, e que batia nele.


A mãe, pra sustentar a família, ia a boates á noite procurar" clientes": era prostituta.

Mike a via chegar nos carros dos "clientes", tarde da noite, em casa.

A irmã mais velha o chamava de retardado.

O mesmo tratamento ele recebia na escola, dos colegas.

Mike só gostava de sua irmãzinha, que era um bebê.

Mike começou a se esconder atrás de máscaras, como a que vc vê na foto...era a maneira que ele se “protegia”, fugindo da realidade.

Mike começou a se sentir feio, também.

Começou a pulsão, o instinto de matar, com pequenos animais, como hamsters e gatos de estimação.

O restante, vcs veêm no filme.

Fiquei pensando no monte de gente que tem uma família tão “estruturada” quanto a que Mike tinha.

Pais que não dão atenção aos seus filhos, gerando neles sentimentos de rejeição, desordens psicologicas dos mais diversos tipos,etc.

Criança quer carinho, amor, atenção.

Sábado, mais uma vez, um menino na lan ficou ao meu lado, me vendo jogar.

Não devia ter mais que sete anos...perguntou se o jogo era difícil.

Perguntei o nome dele- João.

Joãozinho era muito fofo, e continuou a fazer perguntas repetitivas, que todo moleque na idade dele faz- ainda mais vendo o jogo ao meu lado.

Nem preciso dizer que “morri” várias vezes...tinha que dividir minha atenção com ele.

Disse ao Joãozinho que ele podia jogar no nível fácil (o nome do meu nível era “vc não vai sobreviver”), era só ele logar em qualquer computador ao lado.

- Ah...vou pedir então pra entrar onde o meu pai está, disse ele.

Foi quando eu vi o pai do Joãozinho num computador do outro lado, olhando pro monitor, e anotando um número no celular.

- Fica aqui, disse a ele, e detetivesco, fui ver o que o pai dele estava fazendo, já desconfiando do que eu iria ver.

Ele havia despachado o filho, com o intuito de anotar telefone de putas, num site pornô.

Na volta ao meu cpmputador, disse a ele:

- João, pede pro seu pai te logar nesse jogo, pra vc tb jogar.


Ele foi lá correndo, e o mané teve que tirar do site rapidinho...o filho começou a jogar.

Pouco depois, ele volta correndo pra me perguntar onde eram os comandos...

- W vai pra frente, A pro lado esquerdo, D pro direito, X pra trás, disse.

- E atira de onde? Me perguntou com aquela doce voz de criança.

- Atira do mouse!

Joãozinho estava agora todo feliz, virando um soldado na guerra...

Enquanto isso, o pai em vez de ficar com ele, deu uma saidinha na porta da lan, pra ligar pra agência perguntando o preço do programa.

Eu não tenho filhos, mas sempre dou atenção as crianças que me param ou pedem ajuda.

Cuide de seu filho, dê atenção, carinho, e um ambiente adequado no lar, para ele:

Não deixe um Joãozinho virar um Mike Myers.

Lee, vendo mais um Halloween pra coleção.

A Thaís tá uma graça nessa foto...

Na Sessão Revival, Got to Be There legendado...também não deixaram ele ser criança.

http://www.youtube.com/watch?v=Ra_82l4P6XE

segunda-feira, 27 de julho de 2009

O que vem a ser a Graça de Deus?


A graça divina é algo muito pouco pregado ultimamente, nas igrejas:

Meu próprio pastor admitiu de púlpito ter pregado muito pouco sobre ela na grei, e quer prestar mais atenção nisso.

O resultado é que o entendimento sobre a Graça é por vezes desconhecido no meio cristão.

Isso tem por motivo, formações legalistas de líderes eclesiásticos, que mais ouviram sobre “leis” ao longo de suas vidas, e nada mais fazem se não repassar essas leis aos ouvintes.

Muitos deles “vendem a idéia” de um Deus tirano, prestes a chicotear quem comete pecado.

Aí, quando o povo cai no erro, seguindo fora do caminho que Deus quer conduzir, muitas pessoas se sentem péssimas, carregam um fardo de culpa que vai consumindo-as a ponto de se sentirem as piores pessoas do mundo.

A Graça é citada pelo menos 155 vezes no Novo Testamento: Se vc quiser se aprofundar no assunto, veja as epístolas Paulinas (tudo aquilo que Paulo escreveu).

Paulo é o Apóstolo que mais fala sobre Graça no Novo Testamento...enquanto Moisés, no Antigo Testamento, é quem mais fala sobre a Lei, Paulo, no Novo, é quem mais fala sobre a Graça.

“Onde abundou o pecado, superabundou a graça” (Romanos 5:20)

O termo “graça” provém do latim “gratia”, que é tradução de “charis”, em grego, que significa graciosidade, benevolência, favor ou bondade.

Graça é um favor que não merecíamos de Deus, mas que mesmo assim Ele resolveu “fazer esse favor” pra gente:

Vinde a mim, todos vós que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei. Aprendei de mim, que Sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para vossas almas,” disse Jesus.

O terapeuta, psicanalista, pode te ajudar a superar alguns conflitos, fobias, etc.

O médico pode ajudar fazendo um diagnóstico, e passando remédio pra uma enfermidade.

Seu esporte favorito, ou uma malhação, ou até mesmo uma simples caminhada, vai te dar bem estar físico, aliviando até o stress.

Mas descanso pra sua alma, só a Graça é capaz de dar.

A Graça é um convite de Deus para caminharmos, ainda nessa vida, com Ele, e depois continuarmos essa caminhada em outro plano, muito mais perfeito.

A Graça é como aquela água de côco da praia, ou o meu mate gelado com limão:

Vai me hidratar, mesmo eu estando cercado de calor...

Mas pra vc, que está num local de frio, pode ser aquele copo de café expresso,ou de um achocolatado quentinho, apesar da frieza que te cerca...
É isso mesmo, a Graça nos sustenta no deserto, matando nossa sede...

E também nos aquece a vida, apesar da frieza dos outros.

Lee, um agraciado pela graça- vc também pode "ter graça".
Na Sessão Revival, Os Carpenters deixam a melancolia de lado e vão se divertir na Disney:
ative o botão de tradução (espanhol) perto de onde está escrito HQ.

sábado, 25 de julho de 2009

Uma Vida Secreta



Sonho: Uma Vida Secreta

Objetivo: Alertar “alguém” a deixar o tipo de vida que vem levando, antes que aconteça o pior.

Término do Sonho: 19.42h de Sábado, 25.

Ensaiei de manhã (tocamos domingo a noite) e fui assistir ao Campeonato de Jiu-Jitsu no Tijuca, ali mesmo perto da grei.

Cheguei em casa 16h, almocei, desci com Chubby, postei sobre a morte do ex-goleiro Zé Carlos (post abaixo) e capotei...tá muito frio aqui no Rio, especialmente na Tijuca, por causa da floresta..

Fui surpreendido com um sonho, já que a maioria vem de madrugada...

São raros os fora dela...esse foi um deles.

Ainda bem que estava com um papel e lápis para anotar, pois já estava apagando da mente: eu me lembrava da última parte, que comecei a anotar...

Pela primeira vez, anotei um sonho de trás pra frente, pois a medida que ia anotando a última parte, ia lembrando das duas primeiras partes anteriores.

E mais uma vez fui surpreendido...claro que não vou colocar nomes, e nem julgar ninguém, quem sou eu pra fazer isso?

Mas muito mais do que uma vida secreta, título desse sonho, senti que precisava postar urgentemente, pois na verdade a vida de alguém que vai ler esse post, pode estar correndo perigo:

De vida, literalmente...vamos ao sonho, lembrando sempre á vc que neles, minha “captação espiritual aumenta”.

Cena 1:

Eu entrava numa festa, e via “determinada pessoa do meu rol de conhecidos”.

Na hora, “captei” que ela estava numa “festinha”, e que ela, em sua vida secreta, fazia programas para sobreviver- é daí que vem a fonte de renda dela.

Na hora em que a vi, estava dançando aquelas danças sensuais a lá funk, e se esfregando em outra garota, que tinha tendência lésbica.

O ambiente me parecia familiar, mas não conseguia identificá- lo, ainda: tava muito escuro, mais pelo ambiente de trevas, do que por falta de iluminação.

Cena 2

Agora eu estava no terraço da área onde havia a festa, na verdade, acabara de subir até lá.

A escuridão continuava, tudo difícil de enxergar, mas não havia pessoas na minha frente, pelo menos eu não as enxergava...

Foi quando vi um vulto caindo do terraço, e corri desesperadamente para ver, na tentaviva de acudir.

Cheguei a tempo só de vê- la batendo em dois toldos de janela, antes de atingir o chão, onde caiu.

Era a mesma pessoa que vi no início do sonho, que tinha sido contratada para a “festinha”.

Estava com um belo vestido que usa nessas ocasiões, para delinear o corpo.

Estava morta ao chão...me segurei com as mãos enquanto via o corpo dela,lá do terraço, e comecei a ter medo de cair também- tenho fobia a grandes alturas.

Mas como não via ninguém, pensei que ela tinha se jogado, que tinha se suicidado.

Mas assim que deixei de olhar e sentir a fobia de altura, veio uma “captação muito forte”:

Ela não havia se jogado...empurraram ela de propósito!

E o local, ou melhor, o lado que ela caiu, estava afastado do barulho da tal da “festinha”:

Ninguém viu ou ouviu nada, ninguém a não ser a mim mesmo, viu ou ouviu o barulho do baque do corpo no chão.

Desci correndo desesperadamente, na esperança de poder socorrê-la, por mais que sentisse que estava morta...mas aí, nova surpresa:

Alguns homens a colocaram numa Kombi com teto branco, e o restante todo de cor vinho, e tentavam acelerar a kombi para fora do estacionamento:

Eles queriam se livrar do corpo dela.

Eu corri desesperado até a kombi, e subi nela, na parte de trás segurando aquele pedaço da parte de cima, e subindo no paralamas de trás, tentando entrar no carro:

Eles perceberam, e antes de arrancar pelo portão, deram marcha a ré tão forte, e frearam para que eu caísse...e eu caí de costas.

Via eles passando pelo portão, mas não via quem eram...o autor do empurrão estava lá dentro, e obteve ajuda na ocultação do crime.

E agora...Quem iria acreditar na minha história, sem corpo?

Correram pessoas pra me acudir, alguns eram seguranças, pensando que eu tentava roubar a Kombi...

Disse a eles o que tentava fazer, e pra ligarem pra polícia, pra ver se localizavam a kombi, com o corpo...eles iriam se livrar dele.

Acordei, vi a hora no celular, e o sonho começava a apagar da mente- ainda bem que havia deixado papel e folha ao lado, da noite anterior...

Interpretation:

Essa pessoa, eu já havia sentido algo de estranho que não batia com a realidade que eu via:

É uma pessoa de igreja, gente boa, ama ao Senhor,mas sofre com esse tipo de vida secreta que leva- e com o conflito que vive, pois sabe que está errada, e isso a deixa arrasada por dentro.

Não se assustem com isso que vou dizer:

Não é a primeira nem a última pessoa de igreja que é garota de programa...existem algumas, que até casadas são.

Como quase toda prostituta, quer apenas reunir uma grana pra pagar as contas, e se possível, tentar fazer um pé de meia- ela é doida pra sair desse tipo de vida.

Ninguém, mesmo do círculo dela da igreja, sabe disso- ninguém acreditaria nela, se ela dissesse...na verdade ela é muito querida por todos, e morre de medo de ser descoberta, e os "amigos" virarem as costas- gente de grei é ótima pra fazer isso.

Querida amiga, o significado do sonho, não significa morte espiritual:

Significa morte real, uma cilada que o diabo está preparando, pois vc vai se envolver em algo em que, ou vc vai chantagear alguém, e esse cara vai "dar um sumiço em vc", parecendo ser acidente, ou:

Algum “cliente” seu vai te reconhecer e ficar assustado, e com medo de vc contar o segredo dele, vai fazer isso, e com cobertura.

Por incrível que pareça, o ambiente em que vc estava era frequentado por pessoas “de igreja”- reconheci o local depois, mas não posso dizer onde é.

Alías, a menina que vc dançava junto, eu também conheço, e ela sofre com as recaídas dela no lesbianismo...ela também é de grei.

As pessoas chamam a prostituição de “vida fácil”, talvez por filmes como Pretty Woman, com a Júlia Roberts, mas nem imaginam os perigos que elas passam:

Homens cheirando cocaína, e forçando elas a cheirarem, ameaçando de bater (algumas se viciam assim);

Caras que ficam bêbados, e que, quando elas estão distraídas, tentam a força realizar taras como introduzir casco de cerveja no ânus, ou mesmo na vagina;

Transar sem camisinha, bater nelas, e por aí vai.

Quero que vc saiba que em nenhum momento estou te julgando, mas sinto que esse sonho veio em forma emergencial, pois é uma “linha” prestes a acontecer, caso vc não abandone logo tudo isso.

Procure seu pastor, ou caso vc não confie nele, alguma amiga íntima sua, que não seja legalista nem fofoqueira...na verdade, vc ainda não fez isso com medo de saberem...cuidado com quem fala:
Gente de igreja são amigos quando tudo está bom, mas geralmente dão as costas quando a gente mais precisa, além de serem falsos e fofoqueiros, nesses casos...infelizmente, é uma constatação.

Jesus nunca expôs ninguém, a não ser os fariseus religiosos metidos a santarrões, aos quais ele chamou de “raça de víboras”- esses "religiosos", foram todos pro inferno.

Confie Nele para acertar sua vida, e pra pagar suas contas.

Lee, que nos evangelhos, vê Maria Madalena, que foi uma famosa prostituta em Jerusalém, se transformando em uma das discípulas mais fervorosas Dele.

Zé Carlos se foi

Zé Carlos em amistoso pelo Master do Flamengo
Leandro, Zé Carlos, Andrade, Edinho, Leonardo, Jorginho;
Bebeto, Aílton, Renato Gaúcho, Zico e Zinho - Fla Campeão de 87
Zé Carlos foi titular do Flamengo por 5 anos, tendo jogado 352 jogos com a camisa número um do Flamengo.

Zé morreu ontem de câncer no estômago, onde foi fazer exames de rotina em maio e surpreendentemente descobriu que o órgão estava 75% comprometido com a doença.

Tinha só 47 anos.
Ele foi Campeão Carioca em 86, da Copa União (como foi chamado o Campeonato Brasileiro naquele ano) em 87, onde foi destaque num time que todo rubro-negro conhece de cor.

Foi nesse mesmo ano que se destacou, tendo sido convocado para reserva de Taffarel nas Olimpíadas de Seul, onde foi medalha de prata (88).

Foi reserva do mesmo Taffarel na Copa de 90, e em 96, em sua última passagem pelo rubro negro, teve sua última convocação para a seleção, pra reserva, num amistoso.

Como titular, fez apenas 7 jogos pela seleção.

Foi auxiliar técnico de Jorginho (atual auxiliar técnico da seleção de Dunga) no América do Rio, em 2005, e até há pouco tempo, jogava nos Masters do Flamengo.

A nação rubro-negra está de luto.


Lee, Botafoguense, manifestando seu lamento pela partida do "Zé Grandão".

quinta-feira, 23 de julho de 2009

A Espera de Atenção


Uma senhora que chegou a minha grei a época com seus 22 anos, contava a sua história.

Tinha acabado de se desquitar, pois na época nem existia divórcio.

“Desquite” era uma das nossa aberrações jurídicas, pois ele dava direito tão somente a uma “separação de corpos”, mas na prática, “continuavam casados”.

Imagine então o fardo de uma pessoa “separada e ainda casada”, ao mesmo tempo.

Por isso, que naquela época, antes de 1977, muita gente vivia separada mas casada dentro de casa, mesmo.

Ela chegou na igreja arrasada, e chorava muito, todos os culltos.

Aos 22 anos, na flor da juventude, não sabia em que grupo ficar...afinal, se até hoje em igrejas legalistas os descasados são descriminados, imagina naquela época...

E era vista como “ameaça para os outros jovens casais”- ainda que ninguém dissesse isso.

Foi quando o então pastor da igreja, Hélcio Lessa, um dia após o culto, chegou até ela.

De longe, ele reparou nos olhos que insistiam em ficar cheios de lágrimas, culto após culto, todos os domingos.

Marcaram de conversar, onde ela teve toda a atenção que precisava naquele difícil momento, já que ela estava “sem turma”, e ele a aconselhou a participar do coral da igreja.

Bem, após todos esses anos, ela continua no coral até hoje:

E escreveu essa história no boletim da grei, na ocasião da morte do pastor Lessa, esse ano.

Diversas pessoas estão hoje precisando de ajuda, e se encontram conosco todos os dias.

Muitas talvez não estejam recebendo a atenção devida, para compartilhar os seus problemas.

Muitas não tem ajuda nenhuma, pois ninguém da atenção.

Outras, parecem bem, mas não estão...

Eu tinha um colega do meu prédio, que também foi meu contemporâneo no Colégio Militar, onde ele tocava na banda.

Ele tinha um pai comandante, que o tratava com indiferença...não ligava pra ele.

Teve problemas com as drogas, e vivia num mundo de ilusão, pois mentia pacas...a gente nunca sabia o que era ou não verdade- e a maioria, era mentira.

Já adultos, a última vez que conversamos parecia bem, alegre...

Mas duas semanas depois ele se enforcou com uma corda.

É isso que acontece com a pessoa que não recebe a devida atenção, a devida ajuda...

É isso que acontece com a pessoa que não se sente amada:

Vai morrendo aos poucos.

Antes de se matar, meu colega já havia morrido há muito tempo, pela indiferença do pai.

As drogas, as mentiras, era tudo pra ver se chamava a atenção dele...não conseguiu.

Um simples pastor, como era o Lessa, uma pessoa simples, viu no meio de uma multidão uma loirinha chorona, e foi lhe dar a devida atenção:

Hoje, 30 anos depois, ela continua na grei, e seguindo seu conselho- está no coral.

Um Almirante, pai de apenas um filho, dava mais atenção e era rigoroso com sua tropa, do que com o próprio filho, que acabou se perdendo.

Dê abertura para as pessoas se abrirem com vc, reconhecerem as suas fraquezas.

Tem gente que, com um simples abraço, é como se estivesse recebendo um “agasalho” em pleno inverno caindo neve, e a pessoa estivesse sem agasalho...

Por diversas vezes, ao abraçar pessoas com carinho, vi que elas choravam, só depois fui entender o por quê:

Estavam passando por momentos difíceis, e receberam atenção.
Lee.
Na Sessão Revival, Rick Astley fala de tudo o que escrevi acima:

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Abrindo Mão disso e daquilo, até vc não ter mais nada


Tenho visto, ao longo da vida, relacionamentos em que uma das pessoas vai abrindo mão disso e daquilo outro, até chegar em algo que é fundamental para a vida delas:

Aí, chega a hora em que não suportam, e estouram.

É necessário conversar, expor bem claramente seus gostos, delimitar aquilo que pra vc é considerado “parte essencial”, sem as quais vc não consegue passar.

Já imaginou pedidos para uma pessoa parar, abandonar atividades, tais como:

Parar de tirar fotos, parar de pintar, de ter aulas de dança, de fazer teatro, de tocar instrumentos e cantar, e outros, de parte ligados a arte?

Para algumas dessas pessoas, isso não é só um curso, ou um meio de ganhar a vida:

É uma necessidade de expressão da alma.

Ou aquelas pessoas que tem a veia esportiva, fazem natação, jogam futebol, vôlei, fazem artes marciais, surfam, remam, correm,etc...

São pessoas com uma tendência natural para a ação.

E as pessoas que gostam de viajar, nem que seja pra uma cidade ao lado?

Suma com a mochila do mochileiro, e algeme suas pernas, pra ver se ele não morre.

O problema número um do relacionamento, é quando um começa a querer mudar o outro.

É claro que vez ou outra, deixar de jogar sua pelada ou faltar um ensaio ou treininho para uma festa de aniversário, casamento, ou mesmo uma saída inesperada acontecem.

Mas exigir que outra pessoa começe a fazer cortes em coisas de sua vida, que ela considera importantes, por exigência mesquinha, pura e simplesmente, é sinal que a pessoa não ama ou se importa com vc de fato- além, de como disse, ser egoísta.

Uma senhora que morou muitos anos aqui no prédio, me contava sua história na natação.

Ela obteve o índice para ir as olimpíadas de Roma, em 1960.

Mas infelizmente não foi:

O noivo, que era da Marinha, começou a infernizar a vida dela, conseguindo a ajuda dos pais da então jovem, para que a mesma não perdesse “um bom partido” ,como eram considerados os militares, pessoal do Banco do Brasil, etc (financeiramente falando) a época.

Hoje boa parte dessas carreiras, andam com o pires na mão.

A então jovem chorou, tal como naquelas chuvas que, previstas para caírem durante um mês, mas que caíram durante dois dias direto – arrasando sua vida naquele ano.

Aquelas olimpíadas tinham menos de 3 semanas- de 25 de agosto a 11 de setembro daquele ano.

O índice dela – só o índice – era quase igual a que ficou com a medalha de bronze.

Ela ficou muito tempo ser ver olimpíadas...

Desde então, ficou reclusa e toda largada, e costumo ver o “maridão” dela todos os dias quando saio, jogando carteado na praça- é muito difícil ver os dois lado a lado, mesmo quando eu era teen.

Mulheres sufocam homens, perturbando-os até que parem de lutar, de treinar, de ensaiar, de estudar, enfim, de fazerem o que gostam.

Homens sufocam mulheres, mandando-as pararem de pintar os cabelos, de se maquiar, de terem amizades com suas amigas, não deixando sair com elas, em determinadas ocasiões.

Cansei de ver namoradas indo ao tatame, fiscalizando colegas, no Jiu-jitsu, e depois monitorando no celular.

Um amigo casado, faixa-preta, foi ameaçado pela mulher de ser deixado, e um faixa-marrom (ou seja, todos com vários anos de arte) é zombado pela mulher toda vez que sai pra treinar, com se aquilo fosse coisa de criança- ele tá doido pra “pular fora”.

Sou ligado a música desde criança, cansei de ver cenas de chantagem emocional pra não ir ensaiar (com malas que estava na época) inclusive com simulação de estar passando mal;

Até hoje, vejo namorados e namoradas fiscalizando seus pares nos ensaios:

Alguns são de "maneira natural”, até por que ele ou ela são conhecidos dos outros...são do mesmo ambiente.

Outros, é por puro ciúmes mesmo, ficam iguais cães de guarda - acho ridículo:

Tanto pra quem faz, tanto a quem se submete a esse papel.

Engraçado é que ninguém “increspa” com cigarro, ou mesmo com bebida além da conta, coisas que fazem mal- geralmente, não enchem o saco um do outro por causa disso.

Só “increspam”, perturbam, com essas atividades saudáveis, dessa relação toda acima de coisas que citei.

Por isso, converse nessas horas, pois se vc for tirar e fazer tudo o que a outra pessoa está te pedindo, logo logo ela vai começar a embarreirar coisas essenciais a sua vida.

Sem falar na maneira de se vestir, etc.

Verifique os motivos do pedido, se há alguma razão;

Se não é por ciúmes;

Se não é por inveja (da capacidade que ele ou ela não tem, que vc tem);

E veja se ele ou ela também abrem mão de algo (se é que eles tem algo para abrir mão- também tem isso).

Quanto ao mais, digo o seguinte:

1-Não importa se todos achem ele ou ela bonzinhos (uma “boa moça”, um “bom moço”, um bom crente, etc- como as pessoas dizem):

Quem sabe quem tá sendo sufocado ou não, é vc – tenha coragem de agir, de delimitar, ou mesmo mandar pastar, pois se ele ou ela não mudar agora, não vai mudar no casório.

Que alías é o segundo erro dos relacionamentos: achar que a pessoa vai mudar, depois de casar.

2- Local de mala, é no aeroporto, rodoviária, e nas lojas, além daquela que vc tem no armário- não carregue peso sem necessidade, todos os dias...faz mal a coluna.

Enfim, não deixe de participar de uma olimpíada (o melhor da sua vida - o momento máximo de um atleta) por causa de pessoas que querem passar a foice nos seus gostos e hábitos (saudáveis) de vida:

Podem acabar passando a foice na sua esperança, te deixando “largado na vida”, enquanto vão jogar carteado na praça.

Lee, que não abre mão do essencial.
Na Sessão Revival, Os Tears For Fears falam da Mulher Acorrentada:

segunda-feira, 20 de julho de 2009

O Camaleão



O Camaleão é um réptil conhecido por mudar a sua cor para se adaptar a um ambiente ou a uma situação.

Esta estratégia o ajuda a se proteger de potenciais predadores e a passar desapercebido por eles.

Além disso, possui a capacidade de movimentar os dois olhos independentemente e também de enrolar a cauda para se agarrar.

Muita gente se parece com um camaleão, na vida.

No trabalho, ficam com a cor correspondente dele (trabalho), e segue fielmente tudo o que lhe é proposto, ainda que o que estiver fazendo, seja contra os seus princípios.

Muitas vezes, enrolam a cauda, se agarrando ao mesmo, preferindo “estar empregado” em uma empresa na qual vá direto em conflito com seus valores.

Dois diferentes casos, mas muito parecidos:

Dois rapazes da igreja que trabalhavam, um numa empresa de cigarros, e outro numa cervejaria.

Todos os dois se sentiam mal, pois ia de confronto aos seus valores.

Mas o que trabalhava na Souza Cruz (cigarro), era contador, ganhava bem, mas se sentia muito mal, pois ajudava a matar pessoas com aquele cilindro maldito, no caso, aqui no Brasil.

Era o tesoureiro da igreja ,também...ajudava, portanto, a contar dinheiro pra Deus, e pro diabo, literalmente.

E ninguém pode servir a dois senhores...
Mas ele cansou de ser camaleão, de se “adaptar ao lugar” de destaque, que tinha, na empresa de cigarros:

Pediu demissão, sem nada em vista...Deus o honrou pouco depois, colocando-o em outra companhia (Xerox, se num me falha a memória).

O outro, vivia em conflito, pois além de tudo, começava a causar mal-estar na grei, pois levava o carro da Brahma, com um “Beba Brahma chopp” estampado na carroceria da Fiat a que tinha direito (ficava direto com o carro) pro estacionamento da grei.

Igreja e bebida nunca foi uma combinação legal...
E ele sabia que ajudava a vender um produto que causava acidentes com morte no trânsito (viva a lei seca), maridos espancarem esposas, além de alcóolatras de várias idades, inclusive adolescentes.
Mas se justificava, dizendo que era o ganha pão dele.

Nunca teve coragem pra chutar o balde- na verdade, tal como um bom camaleão, entortou a cauda, se agarrando ao local, ao qual já estava “adaptado”.

Várias pessoas passam suas vidas assim, vivendo como camaleões.

No trabalho, é o que diz que ele deve ser, sem opinião alguma, apenas entortando o rabo e se agarrando a algo só por causa do dinheiro:

Recebe humilhação, vê coisas erradas e não questiona, faz injustiça a mando de injustos, e por aí afora.

Ele, tão somente fica “da cor do local”.

Com os amigos, ele também “assume a cor” da área deles, faz o que eles estão fazendo- conheci muita gente que começou nas drogas assim, e hoje virou assaltante, e tá morto ou preso- tudo por causa de um “tapinha na maconha”, ou por “aprender a beber e fumar”.

Na igreja, assumem a “cor da grei”, e agem de acordo com que as pessoas esperem que se aja numa igreja- ainda que, fora dela, seja irreconhecível- claro, ele é um camaleão.

Na família, são tão camaleões que ficam parecidos com o que os pais esperam deles, inclusive seguindo as mesmas profissões dos pais - ainda que não tenha vocação alguma, não goste daquilo- mas “tomam a cor” pra agradá-los.

Afinal...quem é você?

Lee, que adoeceu tentando ser um camaleão...num dá pra mim, não.
Na Sessão Revival, Boy George e o Culture Club trazem a história do Carma do Camaleão:

sábado, 18 de julho de 2009

Walter Cronkite (1916-2009)

Em Foto Recente
Nos anos 60

Hoje em dia, estamos acompanhando o William Bonner ficar de cabelos brancos, mas quem o antecedeu no Jornal Nacional foi o Cid Moreira, que hoje narra a Bíblia em cds.

Pois é, o Cid Moreira ficou no ar do Jornal Nacional por 27 anos, onde disse 8 mil “boa noites”.

Walter Cronkite está para os americanos como o Cid foi para nós:

Atravessou boa parte dos grandes acontecimentos da América como testemunha viva da história, relatando por 19 anos como Âncora da CBS para 25 milhões de americanos tudo o que acontecia:
Ele acompanhou os soldados americanos na segunda guerra mundial, no front, correndo risco de vida;

Já na TV, viu e noticiou o homem chegando na lua;

Sua opinião contrária a guerra do Vietnam, fez o país mudar de opinião sobre o conflito;

Noticiou e chorou, ao vivo, ao dar um boletim noticiando o assassinato de Kennedy.

Por ter opinião pessoal e demonstrar seus sentimentos, apesar do jeito sóbrio, conquistou a confiança dos americanos, a ponto de em 1972 ser considerado o homem mais confiável da América – barrando políticos, pastores, atletas profissionais , etc.

Poucas pessoas, no jornalismo, foram consideradas confiáveis, como Walter foi.

Nesses nossos tempos de “Jornalismo mandado ao gosto do patrão”, são poucos que se salvam...
Entre eles aqui no Brasil, o Bóris Casoy é um, na TV (Band) – graças a Deus pelos blogs.

Walter morreu ontem em Nova York após anos de luta contra uma doença vascular- mas é sempre bom noticiar a partida de alguém bem mais velho.


Lee, dizendo como Walter falava nos finais do noticiário: “And that’s the way it is”.
Walter Cronkite arrasado dando a notícia da morte de Kennedy-algo raro, americanos são frios:

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Olhares Furtivos


Como lidar com olhares furtivos, “ dando mole”, de namorado/a, ou de marido/mulher de amigos seus?

Muita gente já se viu nessa situação, que ás vezes é constrangedora.

É constrangedor pra quem está sozinho (a “vítima” da olhada), por lamentar pela amiga ou amigo...vc acaba de perceber que fulano/fulana está numa furada...

Quando se é casado/a então, aí é que é triste...mas o que fazer ao receber o “fogo amigo”?

É desaconselhável vc contar para sua amiga ou amigo, a não ser que tenha muita, mas muita intimidade com ela ou ele.

A mulher então fica mais cega, e pode pensar que a amiga está fazendo por ciúmes ou inveja dela....a não ser que vcs tenha muita amizade mesmo, não é bom contar.

Você pode perder a amizade dela/dele por completo...espere o tempo, pra ver se ele ou ela percebe, pois se ele/ela olha pra vc, uma hora vai dar uma mancada, e a não ser que ela ou ele seja muito alienada, vai perceber.

Quando se é casado, então, é uma desgraça...boa parte dos homens são mal casados e estão na “secura” de sexo ( a revista Veja publicou um raio X na semana passada, em sua capa : de cada dez casais, um não faz sexo a mais de um ano – isso é mais comum do que muita gente imagina, aqui no Brasil).

Canso de ver nos shoppings, restaurantes, transportes públicos, igrejas, locais de espera, homens casados “secando” mulheres, muitas vezes, ao lado de suas esposas e filhos.

Pelo olhar, pela maneira com que fala com uma “conhecida”(cheio de mãos, num contato direto, ou com voz mansa ou sensual, num celular) eu percebo quando o cara tá na “secura”.

Mesmo para o homem, é difícil contar para um amigo, ou mesmo parente:

Lembro de um caso, em que um irmão foi falar para seu própio irmão (de sangue), que a mulher dele estava traindo-o com um dos amigos do círculo deles.

O cara quase bateu no irmão, ficou sem falar e tudo.

Anos mais tarde, quando ele descobriu que a “paixão de sua vida” era amante de um amigo dele há muitos anos, ele se separou, e decepcionado, desenvolveu um câncer que o matou mais tarde...forte como um touro, morreu magrinho, irreconhecível...
Tudo por que não quis ouvir a tempo.

Eu canso de pegar homens e mulheres traindo...

Essa semana mesmo, vi uma vizinha esperando o amante perto da rua do motel...o maridão tava trabalhando.

Perdi a conta de homens cujas mulheres conhecia, com suas “outras” por aí a fora...gente “acima de qualquer suspeita”.

Em nenhum momento, abri minha boca.

Só fale se vc for consultada/o...quando sua amiga pedir conselho, como o famoso “ o que é que vc acha”?

Diga que quem tem que achar é ela/ele, mas aí sim, já que perguntou, faça seu comentário, sua impressão, se vc viu alguma coisa, ou se ele/a te secou, ficou dando mole, ou mesmo te cantou.
Afinal, vc foi perguntado/a.

Eu sei que tem gente mal casada, que na verdade, olha pela situação de carência, como a dizer “que mancada que eu dei, entrei numa furada”...

A não ser que a pessoa realmente ame seu cônjuge, é só uma questão de pouco tempo pra cair, e viver na terrível vida do esconde-esconde, apavorado/a pra ninguém descobrir.

A questão nessa hora é se perguntar: vale a pena viver de fachada?

Para as meninas então, é uma tortura, um sadomasô emocional, se envolver com alguém casado.

Se envolver com cara casado, é a maior ilusão que a pessoa pode ter...na maioria das vezes, ele não vai largar a mulher, só quer ter a amante na cama, e todas as datas festivas, como niver, natal, fim de ano, etc, ela estará sozinha, pois nessas datas, ele tem que estar com a família- faz parte do “pacote hipocriton”.

E a maioria dos caras que se separam, não vai se casar com a amante: é o que diz a estatística.

Fale somente se consultado/a...e ainda assim, talvez ela/e não acredite.

E o que fazer para evitar esse olhares?

Afaste-se deles, por enquanto.

Uma amiga belíssima, agora no segundo casamento, ficou horrorizada quando o marido da melhor amiga deu em cima dela, na casa deles...

Ela sabia que a amiga não ia acreditar, e se afastou de lá.

Estou falando mais da mulher, por que elas sofrem bem mais com isso...

Mas já cansei de ficar nessa situação em locais públicos, e quando a mulher é casada, eu fico com pescoço duro pro outro lado:

Certa vez, esperei o cara dar o flagra na mulher que me olhava – ele ficou p da vida, rolou barraco e tudo- mas ele viu que eu num tava secando a mulher dele- num corri risco de
nada...rs...eram casados....isso já ocorreu várias vezes.

Mas de mulher namorada ou noiva, só deixo claro que ela tá olhando, e ás vezes olho também, como a dizer: “vc num tá vendo isso?” – o cara tem que perceber “onde tá entrando”.
Isso, claro, de desconhecidos, de conhecidos, não.

Outra boa maneira de fugir de olhares furtivos de acompanhados, é estar acompanhado de uma amiga ou amigo.

O pior é que agora tem que fugir também de olhares gays...são os novos tempos...
Inclusive dos bissexuais acompanhados das namoradas, que não sabem discernir quando um cara é gay ou bi- to cansado de ver elas com "eles", também.

Lee, discorrendo sobre as formas de se evadir de olhares furtivos indesejados.



Na Sessão Revival, já que falamos de olhares, vamos ouvir Bette Davis (foto acima) Eyes, um clássico com a voz rouquinha de Kim Carnes (adoro mulher com voz rouquinha)...

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Trocando Carinho e Atenção por Presentes



Tenho observado alguns pais acharem que presentes podem substituir o carinho, atenção, e amor que devem dar as suas crianças, aos seus filhos.

Presentes podem, no máximo, complementar esse carinho, nunca substituí-los...

Sim, criança gosta de presente, mas vai gostar muito mais da atenção que os pais derem a elas.

Nos shoppings, agora tem espaço de brincadeiras, com jogos eletrônicos, pula-pula, etc, e vi que alguns pais deixam os filhos por lá, como uma espécie de “estacionamento para crianças”, com ticket e tudo...e isso para crianças pequenas.

Ficou famoso nacionalmente, por esses dias, o casal que deixou a filhinha de 5 anos sozinha por menos de 20 minutos, tempo suficiente para a menina cair da janela da área de serviço, do 5º andar de um prédio, domingo passado.

O casal foi preso por abandono de incapaz, passaram uma noite em cana, mas conseguiram a soltura, e irão responder em liberdade.
Se essa lei ampliasse a" falta de atenção" que os pais tem para com seus filhos, muitos estariam hoje em cana.

Crianças até 10 anos são super-agitadas, é qualquer descuido é preocupante...

Mas encher a criança de presentes, sem brincar com eles, sem dar atenção, é algo muito comum nos pais de hoje, ainda mais se eles forem separados...

Pior ainda, se eles, sendo separados, virem a criança como um “indesejável”, e essa passar o fim de semana inteiro trancados com os avós, sem brincadeiras, já que esses não tem pique pra isso, sem jogos, sem internet, sem tv a cabo pra ver um canal de cartoons decente.

Uma colega vivencia esse problema, e a filha pré-adolescente não quer mais ir passar os finais de semana na casa dos pais, pois o mané sai, e deixa ela com os avós.

Vi duas sobrinhas serem abandonadas pelos pais, e a dor que isso acarretou na vida delas.

Presente nenhum vai substituir a presença dos pais...não adianta dar carrinho e num brincar com ele, dar boneca e num participar das brincadeiras dela, comprar vídeo game ou computador e não participar (e monitorar) junto a eles.

Não adianta sair pra ir ao shopping e deixá-los toda hora no “estacionamento de crianças”.

Ensine seu filho a ver um filme no cinema, com vc;

Ensine-os a fazerem a passagem de filmes dublados para legendados, quando chegar a hora:

De que adianta eles terem aulinhas de inglês na escola, se vc não se dá a esse trabalho?

Veja as aptidões de sua filha, se são musicais, artísticas (jazz, balé);

Veja as aptidões de ambos em artes marciais (inclusive capoeira, não é pecado):

Veja qual eles gostam, são ótimos para disciplina e gastar energia.

E pais que são da igreja:

A educação cristã começa em casa.

Não é responsabilidade da igreja, nem da escola.

Conte uma história bíblica para seu filho, isso ajudará a desenvolver a fé dele.

Não é responsabilidade da “tia” da igreja, nem da “tia” da escola.

Tem gente que tem a falsa idéia que uma escola dominical substitui a responsabilidade deles, como pais em educar as crianças, no caminho do Senhor.

Tem crianças que nunca escutaram uma história bíblica DOS PAIS, NA VIDA.

Num ponho minha “mão no fogo” por nenhuma “tia”, seja de igreja, seja de escola.

O máximo que elas poderiam fazer, seria complementar o que os pais ensinassem em casa, a respeito de Deus.

Ensine a disciplina a eles...tem muito pai e mãe frouxos, “refém” de crianças.

Demonstre como ama a seu filho ou filha...fazer é fácil...

Demonstre amor, carinho e atenção por eles, participando de suas vidas, inclusive dando disciplina...

Não só presentes.

Lee, que na tarde de sábado passado no shopping, teve sua atenção pedida por dois meninos, pra jogarem com eles na lan em que estava;

E após ter encontrado com a filha de 5 anos de uma amiga, foi “sequestrado” por ela, para ver um clip do Michael Jackson nas lojas americanas, enquanto a mãe lanchava;

Sem falar na camisa com carinhas de heróis que usava, e as crianças identificavam um por um, quem era quem (elas não tem medo do Hulk, e adoram o Homem-Aranha e o Wolverine).
Agora, vá pegar seu filho, pra vcs verem juntos um dos clássicos dos desenhos animados (como era chamado os cartoons antigamente): Os Super-Amigos!

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Oração,Óleo, Cura e Unção



Hoje, quando desci do almoço, encontrei um rapaz que tava passando mal, e ele me chamou a atenção.

Ele já estava sendo socorrido por um taxista, pois estava sentado bem em frente a uma loja.

Eu me lembrei de como minha mãe já foi acudida na rua( e já acudiu os outros), geralmente é uma coisa que sempre procurei ajudar- todos podemos precisar de ajuda, um dia.

Ele devia ter no máximo uns 20 anos, e estava com a camisa do Vasco (será que eu acudiria se fosse flamenguista?)

Perguntei aonde morava, ele disse que era no fim da rua.

Quando toquei nele, estava gelado, a pressão devia estar muito baixa.

Orei por ele, em silêncio, e depois de algum tempo, ele reuniu forças para se levantar e ir pra casa.

Perguntei se queria que eu fosse junto, ele agradeceu, disse que estava bem melhor.

Atenção não faz mal a ninguém...oração, muito menos.

Me lembrei de algumas circunstâncias no passado...

A primeira, numa grei em que eu estava.

Um coroa pediu que orasse pela filha, que iria operar- ia tirar um cisto, acho que tava no ovário ou no útero...sei lá.. não me lembro, enfim, "lá praquelas bandas".

Senti que tinha que orar com ela, perguntei se podia fazer isso, e uma semana antes dela passar na faca, fui lá na casa deles.

Levei meu vidrinho com o óleo da unção...apesar da banalização que a Universal faz disso, e com outros interesses( $), eu creio que é uma prática neo testamentária:

Em Tiago 5.14 está escrito: Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor.” A expressão “...em nome do Senhor...” , mostra que os presbíteros usavam o óleo num sentido espiritual e não num sentido físico- foi como eu fiz.

O pai da menina, na época com 15 anos, estava assustado, pois ela corria o risco de não poder ter filhos.

E disse que só estava deixando eu fazer "aquilo" (passar o óleo na cabeça dela) por que me conhecia e eu "era batista"...é mole? rs!

Bem...na semana seguinte, assim que o médico abriu pra tirar o cisto, teve uma surpresa:

Ele, que era do tamanho de uma laranja, agora estava do tamanho de uma bolinha de ping -pong.

As outras experiência de orar por enfermos, foram das mais surpreendentes que já tive.

Eu estava numa cadeia de menores infratores.

Um deles me disse que sofria de insônia, ficava acordado até 5.30h da manhã,mas depois era acordado ás sete horas, como todos, para o café.

Orei colocando as mãos na cabeça dele, pedindo que ele tivesse sono.

Três dias depois, o reencontrei, e perguntei se ele havia dormido.

Ele me disse que passou, do momento em que orei por ele, mais de 12 horas dormindo direto, e no dia seguinte, só se levantava para refeições e ir ao banheiro- o resto, ficou dormindo.

Mas tempos depois, um menino estava passando mal na cela.

Um amigo dele me chamou, perguntando se não havia como levá-lo ao médico...era fim de semana, não havia médico nem veículo pra levá-lo ao hospital.

O menino suava e tremia..o amigo me perguntou:

- O Sr. num é da igreja? Faz uma oração por ele.

Veio um ímpeto em mim ( e aí entendi aqueles textos bíblicos que dizem: e fulano, cheio do Espírito Santo...foi como me senti) , olhei em volta, não havia ninguém, só eu em frente aquela cela, sozinho com eles...

Olhei ao lado, e a sala da rouparia estava aberta, sem ninguém- fui até lá, e peguei um camisa lavada, limpa e seca,para dar aquele menino que estava passando mal.

Mas antes, na frente deles (haviam só 4 naquela cela) orei pedindo ao Senhor que curasse o menino no momento em que ele vestisse a camisa- orei segurando a camisa, e orando.

Dei para o menino dar para o amigo que passava mal, meu tempo havia se esgotado, e fui embora.

Na semana seguinte, fui perguntar do resultado...

O que aconteceu foi o seguinte:

Assim que o moleque vestiu a camisa, a febre foi cessando, os tremores também, e ele não sentiu mais nada;

Os outros moleques, pasmos, pediram pra usar a camisa, um a cada dia, e:

A cada dia que um usava aquela camisa "orada", eles eram curados de dores de cabeça (por falta de droga), zikiziras de cadeia (coceiras pelo corpo), etc.

Quem usasse a camisa, se sentia bem, não tinha nada.

Na mesma ora, pedi a camisa, a essa altura surrada pela disputa em usá-la, e eles me devolveram:

Não podia deixar que o objeto virasse motivo de adoração, de culto.

Afinal, o poder vinha de Deus, não da camisa, usada em circunstância especial, numa situação super-específica, que senti na hora.

O dia em que a gente simplesmente orar com fé,crendo que Deus responde orações, a gente vai ter respostas surpreendentes...

Eu era um cara mais fervoroso- com 13 anos, já orava por gente com enxaquecas, e passava a dor na ora...

Mas o convívio com os crentes me fez muito mal, foi me deixando cético demais, pelas coisas que via, e que vejo até hoje.

Só muito tempo depois que me situei.

Lee, cansado... hoje durmo cedo.








domingo, 12 de julho de 2009

Sonho: A Ajuda Veio do Alto


Sonho: A Ajuda veio do Alto

Objetivo: Demonstrar como Deus responde em situações de emergência

Término do sonho: 11.27h da manhã de domingo, 12 de julho

Acordei, olhei o tempo gelado e chuvoso, confirmado após descer com Chubby, dessa vez já sem chuva, mas com um frio de ter que botar gorro na cabeça.

Na volta, vi na internet quem ia pregar na grei, num era o Israel, e num levei fé, tomei café, e capotei na cama...

Num me arrisco mais a sair por mensagens que não sejam de qualidade- ainda mais nesse frio.

Ah, mas antes dei uma olhada na corrida, e quando vi Rubinho em primeiro, sabia que tinha alguma coisa errada...sabia por que o Rio estava chuvoso e muito frio....rsss!

Aí fui deitar de novo...vamos ao sonho:

“ Eu estava de novo na minha grei de origem...sempre com o templo antigo, pequeno, mas de épocas melhores que as vacas magras de hoje.

No pátio da igreja, com pouco movimento, eu avistei um helicóptero militar semelhante ao da foto acima, bem assustador, fazendo mó barulho:

Ele estava se preparando para pousar no estacionamento da grei, que a época, era ainda mais aberto do que hoje (sem teto).

Senti que as poucas pessoas presentes ficaram com medo, assustadas...muita gente correu pra se esconder.

Eu fui ao encontro deles, enquanto soldados armados até os dentes pulavam do helicóptero, cada um corria pra um pedaço da grei, parecendo que tinham determinada função em cada perímetro-passavam por mim correndo, me ignorando.

O líder deles era um sargento veterano, cascudo de guerra (era o que sentia): estava acostumado as batalhas.

O sargento também não me deu atenção, só coordenava os soldados.

Em questão de minutos, todos os soldados voltaram correndo para o helicóptero, e por último o sargento entrava, e a nave se preparava para decolar novamente.

Eu aproveitei pra tirar fotos com minha máquina “teco—teco”...foi a única coisa que deu tempo pra fazer...tirei foto do helicóptero.

Via a nave ganhar altura, subindo aos céus, cada vez mais...subindo, até sumir de vista.

Foi quando percebi que o chão estava diferente:

Estava todo verde, e o estacionamento agora tinha limites, com faixas para cada um botar o carro com ordem, e não estacionar da maneira e do jeito que quisesse.

Na verdade, tive a impressão que o helicóptero trouxe um “novo chão”, mas só percebi na subida desse. "

Interpretation:

Olhei no cel-clock, que marcava 11.27h...frio pacas...num fui ao culto, mas num deixei de receber mensagem, rs...

Grei vazia- como aquela grei está agora;

Soldados – eram anjos do “Chefe”.

Helicóptero – máquina de combate das mais eficazes na guerra, em certas ocasiões, melhor do que o avião, pela mobilização...significa que Deus se mobilizou, enviando soldados, e mostrando a estratégia dele.

Novo estacionamento:

Verde- a cor da esperança...novos tempos que chegarão ali, por causa da oração da “resistência”, e do novo pastor que chegará ali, no futuro, que vai pedir ajuda ao “Chefe” (em oração);

Limites nos estacionamento: Ordem na casa...igreja não é a “casa da mãe Joana”, onde nego acha que faz o que quer...

Aquela grei, em particular, tem um histórico de mandos e desmandos, inclusive com membros que se acham “donos dela”, fazendo o que querem...esse tempo vai acabar.

É isso aí...como disse ontem, já desisti de tentar entender por que esses sonhos me tem vindo com frequência.

Ah, o Rubinho não chegou em primeiro, claro...

Chegou em sexto.

Lee, batendo continência...
Falando em bater continência, me lembrei de um dos meus "filminhos do coração" preferidos :
A Força do Destino, com Richard Gere e Debra Winger, Oscar de melhor canção daquele ano, um filme que me marcou muito quando era teen (entrei sem ter idade pra ver).

sábado, 11 de julho de 2009

Sonhei, Mas não quis Contar

O Dom espiritual de captar as coisas ao meu redor, ou de pessoas que tenho contato, seja real ou virtual, as pessoas que o “chefe” determina, que quer que seja captado, é algo que tive que aprender a conviver ao longo da vida.

Esse captar espiritual funciona da seguinte maneira:

Vem através de sonhos, que ao longo dos anos, vim aprender quando era sonho espiritual ou não, pois existem sonhos “comuns”, espécie de descarga do cérebro, e sonhos oriundos de nossa vontade (sendo que alguns espirituais podem ser mesclados nesse sentido).

A ciência não entende muito sobre sonhos:

Só a menos de 110 anos é que estudaram mais a fundo, com Freud (que publicou em 1900 "A interpretação de Sonhos", dando caráter científico a matéria) e Jung, e cada um com opinião diferente em relação a alguns tópicos.

Descobriu-se que os bebês já sonham desde o útero, mexendo os olhos (R.E.M., movimento rápido dos olhos): só descobriram isso nas recentes ultra-sonografias...

Já disse que a Bíblia tem muito mais a falar sobre os sonhos, do que a ciência, que só mais recentemente falou sobre isso...do antigo ao novo testamento, ela está repleta de sonhos proféticos.

Mas, infelizmente, os pastores da modernidade tratam isso como coisa do passado (sem explicar por que os sonhos continuam no novo testamento) ou, como não tem muita espiritualidade, dizem que isso é coisa de pentecostal.

Sou batista tradicional desde pequeno, e a primeira vez que tive um sonho profético, foi com a Dona Alda, uma vizinha idosa que vivia numa cadeira de rodas há uns 5 anos, após um problema.
Eu tinha só 4 anos, e sonhei com ela se levantando da cadeira de rodas, ao qual era confinada...


Na minha inocência e fé de criança (que Jesus diz para termos, sermos como elas), assim que acordei, saí correndo, abri a porta de casa, e fui tocar na campanhia dela.

Assim que ela abriu a porta, eu disse:

- Dona Alda (com quem eu num tinha a menor intimidade), sonhei que a sra. vai se levantar da cadeira de rodas, Jesus vai te curar!

Ela se emocionou e começou a chorar na hora...duas semanas depois, teve fé para ficar em pé, e se livrou da cadeira de rodas.

A partir dali, tive inúmeros sonhos ao longo da vida...comigo, com pessoas que não conheço, com pessoas que não tenho intimidade, com pessoas íntimas, com pessoas que admiro, com pessoas que não entendo por que sonho com elas...

Sonhos podem ou não acontecer, dependendo do caso...ás vezes recebo um alerta, ás vezes é algo positivo que o “Chefe” tem preparado para o futuro da pessoa, ás vezes é revelado uma luta ou problema, que tem que orar pela pessoa...

Mas em tudo, Ele respeita a nossa decisão, mesmo se quisermos continuar indo numa direção errada:

Sonhei com meu pai morrendo no navio, seis meses antes, e avisei a ele, que sorrindo, “disse que era apenas um sonho”. Ele tinha várias coisas a ajustar na vida dele, mas abreviou a passagem dele por aqui...

Ver seu pai morto, caído na proa do navio, imerso a uma poça de sangue (do jeito que ele morreu- a corrente da âncora se soltou, indo na cabela dele como um chicote) foi algo que me marcou como adolescente -mas eu fiz a minha parte.

Sonhei com um Pastor de 60 anos, que joga bola ás vezes com a gente, indo em seu carro,na linha do trem, em direção ao trem que vinha em sentido contrário.

Eu estava no banco de carona, esses sonhos são desesperadores...contei a ele o sonho, ele num levou muita fé, não (ele está indo na direção errada, ministerialmente falando -é extremamente legalista).

Diversos sonhos são postados aqui...com o tempo, fui aprendendo o significado, recebia espiritualmente, o simbolismo de algumas coisas, por isso prefiro anotar.

Já disse, e a crentada pensa que isso é privilégio só deles, mas não é:

Os que “não são do Senhor”, também recebem sonhos, são avisados:

Faraó - Sete vacas gordas seguidas de sete vacas magras (sete anos de prosperidade, seguidos de sete anos de fome, no Egito), e Nabucodonozor (de que ia ficar louco, por causa de sua presunção, um ano antes de isso acontecer).

Paul Mc Cartney sonhou com a melodia de Yesterday, e assim que acordou foi ao piano, e essa se transformou numa das músicas mais conhecidas dos Beatles.

Toda dádiva perfeita vem do alto, crentada- aprendam isso...mesmo se a pessoa não souber, isso vem de Deus- a maioria dos pastores e padres, desconhecem isso.

Também tenho impressões espirituais: vc sente algumas coisas, de pessoas,ou lugares.

Se der, eu vou embora, me mando...se num der, sofro pacas.

Ás vezes, conto os sonhos, quando sinto que tenho que contar, outras vezes, apenas oro pela pessoa, pois não tenho autorização pra contar.

Recentemente sonhei com uma amiga virtual, e conversamos sobre o sonho, ela agradeceu numa boa – levei mais de um mês pra contar, o sonho era “estranho”.

Com outra amiga, dessa vez real, sonhei que ela tava grávida, e o recado foi bem claro:
Se cuide (seria indesejado, por descuido).


Ninguém deve ser guiado por profecias- nós somos guiados pelo Espírito Santo.

Nós temos que andar pela fé – é o que recomenda a palavra.

Sonhos, visões (só tive umas 3, na vida), impressões, são parte dessa caminhada, é o que vejo através da Bíblia.

Foram poucos os sonhos externos que interpretei- até por que vivo num meio em que isso não é considerado algo cotidiano, ou mesmo não é “crido”.

Interpreto mais os meus própios, e acho ótimo- assim, se houver erro ou má interpretação, é comigo mesmo, não prejudico ninguém.

Há 2 meses, tive mais um sonho com a turma de Copa (onde passei um ano) e fiquei muito aborrecido, brigando com o” Chefe”, e num peguei a interpretation.

A mesma coisa com a Sibarj, minha grei de origem – não gostava pelo mesmo motivo-não estar mais lá.

Sendo que nesta última, não vejo ninguém nem as pessoas, nem o pastor...em Copa, sempre vejo:
Sempre vejo as meninas (devido ao fato de ser homem, suponho) e só por uma vez, o Pastor (mas sei que muitos rapazes leram a série de sexualidade, em especial sobre masturbação e os que tem problemas com homossexualismo).


Já sonhei com a Rachel, Lalá, Cristina, Criszinha, Milena (pianista), Priscilla, Márcia,Rebeca, Juliana Farias, e com a Toddynho, mais recentemente.

A maioria foi “coadjuvante”, mas Rachel (em “Pessoas de Vidro”), Lalá (em “Os Descolados”) e Toddynho (em “Retorno ao Grande Nada”- vejam nos arquivos do blog) foram as “atrizes principais” dos sonhos- tiveram simbolismos especiais.

Sim, meus sonhos tem títulos, que nem filmes!

Pessoas de Vidro” foi um dos sonhos mais profundos e reveladores que já tive, em especial pela revelação de como Deus vê as “mães recentes” (representado pela Rachel).

Bem, eu ficava aborrecido, pois achava que num tinha nada a ver, até que 2 meses atrás, quando Ele me deu um sonho, me explicou por quê sonhava com elas:

Elas me leêm, e em vários momentos, são abastecidas com os textos.

Nunca pedi pra ninguém me ler, nem amigos, virtuais ou não.

Nunca fiz propaganda do blog, a não ser deixar um link no orkut.

Num tô em nenhum grupo, nenhuma corrente bloguiana, etc.

Comecei a escrever a mando do" Chefe".

E hoje, não sei como, mais de 200 pessoas no Brasil, de Belém, no norte, a Erechim, no sul do país, dão um pulo por aqui todos os dias.

E várias nos EUA, Canadá, Portugal, algumas na Alemanha, México, uma no Japão, India, China e Suíça, etc.

Bem, agora vou contar quem vi no sonho de 2 meses atrás, que me recusei a me aprofundar (só me abri ao significado hoje de manhã):

"Eu saltava do metrô na estação de Siqueira Campos (a mais próxima da turma de Copa), só que ela tinha a estrutura da estação de Cantagalo, que é bem maior.

A estação, na verdade, tinha se transformado numa grande redação moderna,cheia de computadores:

Cynthia lia a primeira edição de um jornal compacto, tipo JB, em primeira mão.

Atrás dela, mó galera,muita gente:

Todas já citadas acima, e várias outras, como Dani Louback, a turma da Toddynho, como a Luíza e Juliana Reis, a turma do louvor, como Cristina e Pri, a turma da célula, como Fabi e Márcia, via Nádia, Juliana Marques, Noêmia (que voltou a me ler) e várias “agregadas”, como Amy (que tb voltou a me ler), Géssica, Ciça, e outras:

Tinha muitas com rosto em branco...são amigas dessa turma...e certamente, mais gente que esqueci...eu andava pela “estação-redação”, e todos as presentes estavam como estátuas, em frente aos computadores.

Interpretation:

Estação Siqueira Campos- Copacabana (turma de lá).

Redação- local de muita agitação: corre-corre da vida.

Congeladas em frente ao computer: lendo o blog...que abastece, alivia ou diverte, na loucura do dia a dia.

E Cy, o Jornal que vc tava lendo, tinha nome, que só vi depois que andei por toda a redação, vendo a turma, voltando á vc, no início, é que fui ver o título:

Apontando o Caminho...já vi isso em algum lugar antes...rss!

Assim como a Dona Alda, a idosa que levantou da cadeira de rodas, no início desse texto, eu não tenho a menor intimidade com a maioria delas;

Nem por isso, o "Chefe" deixa de se importar com cada uma delas, nem com cada um de vcs que me leêm.


Lee, caminhando, sonhando, and pointing the way.



Na Sessão Revival, Um Sonho a Mais não faz mal:


http://www.youtube.com/watch?v=wPtcyqMwIao