sexta-feira, 3 de julho de 2009

Cuidado quando disserem: “Deus tem um plano pra sua vida”



E é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé (Galátas 3.11).

Deus tem um plano pra sua vida, ou Deus tem um plano pra vc” deve ter sido uma das frases que mais escutei ao longo da vida, dentro das igrejas.

É o tipo da frase que mexe com a pessoa, afinal, quem não gostaria de saber o que Ele tem como plano pra gente?

É aí que começa o problema...com o passar dos anos, vi que isso infelizmente não passava de mais um “jargão de grei”(assim como nas ruas, no futebol, em profissões, etc, a igreja tb é cheia de jargões).

Por exemplo, na Bíblia, vejo Deus separando pessoas para anunciar sua palavra, tão somente:

No Antigo testamento, vejo pessoas separadas para Ele, como Samuel, Daniel, enfim os outros profetas.

No Novo testamento, vejo Jesus separando pessoas para serem “pescadores de homens”.

E as únicas duas vezes que Ele fala quanto ao futuro de cada um, não foi nada bom, humanamente falando:

Disse para Pedro que ele ajudaria a edificar a igreja dele,mas em João 21.18, disse como ele haveria de morrer (e historicamente, Pedro morreu crucificado de cabeça pra baixo);

Para Paulo, como ele iria sofrer a beça pelo evangelho (cansou de ser açoitado, e vivia sendo preso e torturado,e também acabou sendo morto).

Com exceção de anunciar o evangelho, o que ele esperava de seus discípulos, Ele nunca disse a ninguém o que “iria ser” na vida, com quem se casaria (ou não), onde iria morar, que tipo de roupa usar, o que teria que fazer, nada disso.

Ele nunca disse que “tinha um plano pra vida” de ninguém...sabe por que?

Por que aí o justo não viveria pela fé, mas sim, pelo “plano”.

Pois o suposto “plano” seria um roteiro traçado, um “destino”(como é moda agora estar falando), no qual já saberíamos que tinha que fazer, até a data da morte.

Isso só existe em filme, ficção, ou em religiões (tipo karma, etc).

O que Deus quer, é que estejamos ao lado Dele...mas mesmo assim, se não quisermos, Ele respeita.

A vida de Sansão é um exemplo disso...ele tinha um pacto com Deus.

Mas quando quebrou esse pacto (cortou o cabelo, provou vinho, etc) ele ficou sem a força descomunal que tinha- foi a escolha de Sansão.

Virou atração de circo, entre os Filisteus, que antes morriam de medo da força dele.

Mas no último instante, se arrependeu, e a força voltou pela última vez:

Sansão morreu levando mais de mil Filisteus com ele.

Deus está conosco, quando estamos Nele- mas a qualquer hora, a escolha será sempre nossa, e Ele vai respeitá-la, mesmo se entristecendo se for uma decisão errada nossa.

Pra isso, Ele coloca conselheiros a disposição;

Pra isso, Ele diz para pedirmos por sabedoria.

Pra isso temos a disposição o evangelho, á fim de tomarmos nossas decisões segundo o espírito desse evangelho (o amor, a paz, o bom senso, a justiça, evitar falsidades, etc).

Há 3 anos atrás, uma jovem me procurou, pois tinha um cara bem mais velho que tava pressionado ela pra namorar (ela tinha 36, e ele batia nos 50).

Me perguntou o que eu achava...

Eu disse que quem tinha que achar era ela, mas disse dos sinais exteriores que eram evidentes:

O cara era esquisitão; Não era sociável; Não vinha com ela pra grei, pois não gostava de igreja; Era extramamente ciumento; Apesar de ser mais velho, não se cuidava, sendo desleixado na aparência; Não se relacionava com ninguém do círculo de amigos dela, etc.

Mas ela entrou na síndrome das encalhadas, e achou que tinha que casar, por causa da idade (o que é pensar conforme esse século).

Bem, nesse curto tempo, o mané fez ela sair do trabalho (por ciúmes);

Proibiu de pintar cabelo, unha e usar maquiagem;

Só vai a grei uma vez ao mês, com horário controlado (tem hora pra sair, ele espera na porta);
Ela, magrinha e bonita, ficou toda desleixada (como ele) e está irreconhecível, parecendo uma porca gorda....fez a escolha dela.

Semana passada uma amiga pediu um conselho, pois descobriu que o cara com quem tava saindo usava cocaína (apesar de ter dito a ela que usava, ele carrega um frasquinho pra poder dar “um tapa”). Ela gosta dele...

Disse a ela pra sair fora, pois se ele achava isso natural, e a tendência era se afundar cada vez mais...que iria ficar uma relação doentia, pois se ele achava normal (não pensando em se tratar), as doses iriam aumentar, e que iria torrar a grana dele com o pó.

Disse também que ela não era Madre Teresa pra ficar numa relação (doentia) pra “ajudá-lo a sair dessa”, que ele teria que fazer isso por ele mesmo, e não por ninguém.

As pessoas fazem suas própias escolhas.

O plano de Deus é que vivamos pela Fé.

Esse "plano de Deus” que vejo sendo pregado por aí, especialmente em círculos Neo pentecostais, nada mais é que uma espécie de “tarô cristão”,e que tem gerado o seguinte:

Distorções aberrantes...exemplo:

Profecia pra se casar; pra ser empresário de sucesso; etc, etc.

Em alguns círculos, inclusive católicos, só se casam se o Pastor ou Padre permitirem/acharem que a pessoa serve pra outra.

Quem escolhe, é a pessoa...o máximo que podemos fazer é aconselhar.

Outra distorção que isso gera, é a síndrome do príncipe/princesa encantado/a cristão.

Isso em igreja, é uma das maiores desgraças que vem acontecendo nos últimos tempos.

Dizer que tem alguém separado pra pessoa, e que “ela vai surgir na hora certa”:

É mais um jargão de grei,que só gera confusão e frustração.

Vc é quem escolhe a pessoa: não é pastor, padre, ou mesmo Deus:

Vc escolhe de quem vai gostar...milhares de mulheres e homens na história do mundo, casaram-se forçados (reis, rainhas, principes, princesas, empresários, castas, como na India, Japão, Coréia, etc, atores, artistas) casaram-se com gente que pra quem os empurrou, parecia ser boa...

Mas se casaram amando secretamente outra pessoa.

Se vc está namorando/noivando uma pessoa só por que todos acham que ele/ela é “o plano de Deus” pra vc (e vc não sente isso, fica intranquilo em seu coração) saia fora enquanto é tempo:

Melhor chorar agora, que ficar chorando casada/o escondido, infeliz mais tarde, e passar pela chateação do divórcio...num dá pra ter peninha com relação a sofrimentos que não são por causa do evangelho.

Essa história de “plano de Deus” pra vida dos outros, tem gerado neuroses, frustrações, decepções com Deus, etc.

O carro, a casa, o trabalho, tudo, é vc quem decide. Simples assim- sua escolha.
O que vc "vai ser quando crescer", com que vc vai se relacionar, onde vai viver, que roupa vai usar, o que pode ver na tv, pra qual lugar vc vai viajar...
Acredite, soube de gente que faz jejum e passa a noite em vigílias por isso:
Ficam com fome e sem dormir á toa.

Pastores e Padres tem que ensinar as pessoas a viverem pela fé.

Professores de escolas bíblicas, de reuniões nos lares, também.

Muitos, só dão papinha na boca do nenem...assim vivem como nenem até morrerem, esperando o “plano de Deus pra suas vidas”- e não descobrindo-o, claro.

Outros, mandam pegar papel pra escrever sua vida daqui há cinco, dez anos,etc...

É por que eles mesmo tem dificuldades em entender o que é fé – afinal, não se vê, não se pega- a fé é viva, mas assim como o vento, não dá pra pegar com a mão.
E eles mesmos exigem coisas do povo que eles mesmo não fazem.

Jesus não disse qual o plano Dele para sua vida -mas disse muita coisa a respeito da fé.
Vc só vai saber qual a boa, e "perfeita vontade de Deus", vivendo por fé, e não segundo os costumes desse século;
Não em escritos pré-determinados, ou em profecias carnais para agradar o ouvido.

Quando entendermos e vivermos pela fé, quando alguém chegar com supostos planos divinos para nossas vidas, vamos dar uma imensa risada:

- Cara, eu vivo pela fé, sigo o bom senso do evangelho...conta outra!

Lee, aprendendo com erros (de más escolhas minhas), torcendo por acertos (também de escolhas minhas) e vivendo pela fé (o “plano” Dele para mim).

Na Sessão Revival, Michael e o tema do filme Ben (o rato assassino, virou filminho trash):