segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Coisas Ruins Também Acontecem a Pessoas “Certinhas”


Final dos anos 80, Fevereiro, Areal, RJ:

Eu era teen, e acabara de sair do jogo de futebol, e estava relaxando na piscina.
Passávamos o carnaval com uma igreja de Olaria, e aquele era o segundo dia, ensolarado, dia muito bonito...tudo parecia normal.
Um senhor negro, muito simpático e querido pela igreja dele, por volta de seus 55 anos, arriscava-se a jogar vôlei na quadra de grama bem em frente a piscina.

Seus filhos estavam no acampamento, e um deles estava perto de mim na piscina:
-“Fulano”(não lembro o nome), acho que o seu pai está passando mal, avisou alguém.
-Meu pai? Virou-se ele,para olhar a cena:
Antes alegre e participativo no jogo, o senhor cinquentão estava deitado na grama.

Correu nego daqui e dali, começaram a fazer massagem cardíaca, respiração boca a boca, e nada..
Levantaram ele e o puseram dentro de uma velha e guerreira Caravan, da Chevrolet.
Soube depois que a Caravan deu 120 km por hora numa estrada de terra, em direção ao hospital.
Enquanto um dos membros mais queridos da grei de Olaria corria pra emergência, todos saíram da piscina, dos outros jogos, dos alojamentos, e fizeram uma grande roda:

Todos, inclusive eu, estavam ajoelhados nessa grande roda, de mãos dadas...

Muitos choravam...todos clamavam a Deus, pela vida daquele homem...

Desde a época, já tinha a mania de orar de olhos abertos (tem um motivo, mas não vou explicar hoje) e vi os filhos dele (3) chorando e orando...muita gente tinha a cara na grama.

Aquele senhor já chegou no hospital morto.

A grei de Olaria decidiu ir embora do acampamento...não havia mais clima.

Um mês depois, vi o nome e a foto daquele senhor na sessão de obituário do Jornal Batista:
Era diácono da igreja, e estava há muitos anos nela, onde era muito amado...

Deixou mulher e três filhos.

Meados de 2005, Rio de Janeiro:

- Obrigado pela carona, Pastor, disse eu para o Xavier, saindo do carro dele.

Era a segunda vez que eu levava o Pr. Xavier, da Igreja Memorial da Tijuca, para falar aos jovens da minha grei, onde era líder dos jovens.

Preferia levar alguém pela segunda, terceira vez, do que levar um mané qualquer, metido a “animador de auditório gospel”, como vários que tem por aqui, e que são populares entre os jovens -mas que são muito fracos de conteúdo.

Naquele dia, Xavier levou uma bicicleta de dois lugares, dentro do seu carro, e colocou lá na frente da igreja, ilustrando a necessidade de ajuda mútua...o visual ajudou a ilustrar a mensagem dele – aquela bike foi um sucesso...

Um ano depois, Xavier teve um câncer de estômago devastador, operou, mas não conseguiu se recuperar...foi para o Senhor em fevereiro do ano passado.

Mas foi com dignidade:

Ao contrário do vice- presidente José Alencar, que já está desenganado e disse que “Deus não precisa de câncer pra me levar”, Xavier sabia que este mal poderia ser a forma divina de falar a muitas pessoas:

Muita gente voltou para o Senhor, e outros foram encorajados com seu exemplo...

Na sua última pastoral (editorial de boletim de igreja) ele escreveu:

"Se nada de novo acontecer, esta será a minha última pastoral para vocês.

Quero que saibam que eu os amo profundamente e me sinto realizado de poder ter trabalhado com vocês ao longo desses tempos (17 anos).

Deus tem sido fiel para comigo em todas as coisas, mui especialmente, permitindo que eu pudesse me despedir de vocês, e aproveitar para encorajá-los a continuarem firmes no Senhor, sempre abundantes na Sua obra, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.”
Tinha apenas 52 anos...deixou mulher e 3 filhos.

Existem três tipos de situação nessa área que as pessoas não entendem:
1) Deus é Deus- Ele criou, e pode levar a qualquer hora.

Em nossos “achismos”, em nossa ética humana, não queremos aceitar as coisas como simplesmente um desígnio divino- queremos justificar, racionalizar tudo.

Crente então tem uma dificuldade imensa de entender isso...não aceita:

Em parte, por causa da falsa doutrina da “intocalidade”, que os profetas da prosperidade divulgam:

Vc tem que ser rico ( cabeça, não cauda), enfermidade não vem sobre nós, sofrimento é incompatível, etc...

Quem não for assim, tem algum “pecado” impedindo, ou então é o diabo mesmo.
Engraçado é que com , foi diferente...mesmo Deus deixando o diabo tocar nele (para prová-lo), olha só a reação dele:

“Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus, e desviava-se do mal.

E nasceram-lhe sete filhos e três filhas.

E veio um mensageiro a Jó, e lhe disse: Os bois lavravam, e as jumentas pastavam junto a eles;
Eis que um grande vento sobreveio dalém do deserto, e deu nos quatro cantos da casa, que caiu sobre os jovens, e morreram; e só eu escapei para trazer-te a nova .

Então Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou.
E disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o SENHOR o deu, e o SENHOR o tomou: bendito seja o nome do SENHOR.

Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma".

Mas além da dor na alma, Jó teve dor física (e bota dor nisso):

"Então saiu Satanás da presença do SENHOR, e feriu a Jó de úlceras malignas, desde a planta do pé até ao alto da cabeça.

E Jó tomou um caco para se raspar com ele; e estava assentado no meio da cinza.

Então sua mulher lhe disse: Ainda reténs a tua sinceridade? Amaldiçoa a Deus, e morre.

Porém ele lhe disse: Como fala qualquer doida, falas tu; receberemos o bem de Deus, e não receberíamos o mal?

Em tudo isto não pecou Jó com os seus lábios." (Jó, capítulos 1 e 2, editado)

Esse e outros textos, não deve ter na Bíblia desse pessoal que diz que crente não pode sofrer.

2- Não ache que, por ser uma pessoa a serviço Dele, nada pode lhe acontecer.

Muitos se chocaram com aquela irmãzinha que saía da Assembléia de Deus e levou um tiro de “bala perdida no peito”, há alguns meses, aqui no Rio:

Tombou ela pra um lado, a Bíblia pra outro lado...Onde está Deus? Por que deixou isso?

Canso de ligar pra minha mãe, quando chove e venta forte, pra ela não sair da grei quando já está lá:

Ventos fortes derrubam muitos galhos na rua da igreja dela...pode machucar.

Já teve tiroteio, e mandei ela se segurar por lá.

Canso de receber “avisos” do Chefe em meu espírito para não sair de casa (ou não voltar pra ela logo), quando existe risco de perigo, assaltos tiros, etc.

Inclusive quando ia pra igreja...já voltei da rua.

Isso acontece...o salmo 91 existe? Claro...cansei de experimentá-lo...

Mas essas coisas podem acontecer com qualquer um, inclusive os "Dele".

3- Vc que se sente um super-gospel,“um intocável do Senhor", pode ser atingido de propósito.

Pessoas metidas a serem super- gospel (exagerados, beatos, alienados da realidade,marionetes de pastores) em geral são pessoas que, conforme o tempo vai passando, sentem-se “intocáveis”.

Sentem-se a prova de calamidades, de desgraças, de perdas, de dores.

Elas se justificam por causa de sua imersão gospel, sem se aperceber que seus corações já estão contaminados pelo farisaísmo que se arraigou em seus corações.

Se sentem mais “santos” do que os outros...se sentem pessoas exemplares:
Olham para os “pecadores” não com a graça da misericódia, mas com ar de condenação.

Elas tem o espírito do irmão do filho pródigo, que não aceitou ver o pai receber de volta, com um abraço e festa, o filho perdoado que foi viver uma vida louca.

Os super- gospel são assim, eles não aceitam isso de jeito nenhum.

A esses, quando vem a calamidade,dizem:
Mas eu não fiz nada- o que foi que eu fiz para merecer isso? Sempre estive aqui!!”

Muitos desses, o Chefe os faz passar por um “exílio”, ficando sozinhos para ver se, em seus pensamentos, reflitam no modo disfarçadamente farisaico em que vivem, á fim de que possam mudar de postura...

A esses, o Chefe, de uma hora pra outra, faz com que provem de um chocolate muito amargo, ao qual não estão acostumados, para experimentarem o sabor amargo da vida.

E acredite, esse é um ato da graça Dele, pra ver se a pessoa muda.


Lee, que ainda teen viu que nem sempre o Chefe responde do jeito que a gente quer...
E que também, ainda teen, viu seu pai dar beijinho, saindo pra trabalhar com um sorriso, e voltar dentro de um caixão fechado, todo remendado:

Nunca me revoltei, nem perdi a fé, por causa disso.


A queridinha substituta tava muito lindinha de vestido...vai acabar virando a principal!
Sem bico, Lalá...e por que vc tirou a foto no “paredão”? Aquela foto era o máximo!



Na Sessão Revival, duas músicas me vieram a mente:


Lanterna dos Afogados



E uma que "bombava" nas rádios, no ano em que Lalá nasceu:


Overkill