quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Deus Cupido: Só na Mitologia



"Estas três coisas me maravilham; e a quarta, eu não entendo:

O caminho da águia no ar; o caminho da cobra na penha; o caminho do navio no meio do mar;
e o caminho do homem com uma mulher. (Provérbios 30.18-19)

Milhares de pessoas, em alguma época, em algum lugar, em algum momento ,oram pedindo a Deus uma pessoa para que lhe sirva de companhia.

Mas talvez por falta de entendimento, de alguém que lhes orientassem a ter sabedoria e discernimento, acabam fazendo uma oração como se Deus fosse o cupido mitológico:

Acham, em sua inocência, que Ele atiraria uma flecha do céu, atingindo o coração da pessoa, fazendo com que esta se apaixonasse automáticamente, trazendo assim seu eleito ou eleita para junto da pessoa que fez o pedido.

O que vi ao longo da vida, de gente que pensa assim, e se deu mal, ficando “decepcionados”, e culpando a Deus;

O que vejo de gente fazer de seu Pastor uma espécie de Pajé (líder espiritual dos Índios, que é consultado para todas as decisões da tribo) ,pedindo sua “benção”, ou mesmo sua autorização(!) pra casar com a pessoa, não dá pra relatar por aqui.

Vamos então comentar sobre isso ...
É importante também notar o seguinte:

Deus jamais vai colocar amor em alguém por outra pessoa, como se fosse “flechado”.

Ele não faz isso nem pelo evangelho...Jesus nunca forçou ninguém a seguí-lo, pelo contrário, em alguns textos, até dificultava:

“Vende tudo quanto tens, e segue-me”
“ Senhor, deixe primeiro ir enterrar meu pai, e irei seguí-lo”...

“Deixa os mortos enterrarem seus mortos”, respondeu.
Ele nunca interferiu no livre-arbítrio, na vontade própia do homem, em suas escolhas.

Mas no entanto, diversas pessoas hoje em dia oram dessa forma.
Aí, o primeiro que aparece, ás vezes insistentemente, a pessoa acha que “veio de Deus”, apesar de ás vezes nada sentir, apenas achar “legalzinho ou legalzinha” – e olhe lá.
Lembre-se sempre: Deus não “traz a pessoa amada” em 3 dias!

Líder espiritual nenhum pode tomar uma decisão que é pra vc tomar.
Pastores estão mandando ovelhas parar de tomar remédio, fazer tratamento médico (inclusive psico-terapêutico), não fazer acunpuntura, não praticar artes marciais (as duas últimas, dizendo que é do demo) , etc.

Que casa, que carro ter, em que candidato ou partido votar, é decisão sua.

Com quem se casar, é uma dessas decisões:

Nem pastor, padre, rabino, pai-de santo, tem esse poder.


Entenda o tipo de amor que vc sente pela pessoa, e saiba que vc precisa de 3 “tipos de amor” para se casar.

Ágape

É um amor incondicional, sem “pré-requisitos”, que não discrimina- é o amor de Deus por nós.

É o amor que Jesus cita para se ter pelos inimigos:

“ Eu porém vos digo: Amai (Ágape) vossos inimigos.”(Mateus 5.44)

Philos

É o amor de amizade, de companheirismo, de camaradagem, de parceria, de irmãos.

Paulo falando a igreja de Filipos:

“Portanto, meus amados (Philos) e mui queridos irmãos, minha alegria e coroa, estai assim firmes no Senhor, amados (Philos).” (Filipenses 4.1)

Eros

É o amor sexual, de desejo, atração física, tesão, erotismo.
Não está expresso na escritura do novo testamento, pelo simples fato de que o objetivo da escritura era transmitir o evangelho e a missão da igreja.

Mas é a designação de amor- erotismo, no grego.

Muita gente se casa só com o amor Ágape:


O amor-ágape é uma não resistência ao inimigo, pra deixá-lo desconcertado...
É um tapa de luva de pelica, em que vc mostra que seu amor em obedecer a Deus, é maior do que qualquer coisa que ele possa estar fazendo contra vc.

Mas não possui um carinho especial...afinal, vc não tem" carinho" pra inimigo:

Vc não consegue “gostar” de inimigo, vc só consegue amá-lo com amor Ágape.

No Ágape, vc troca seu desejo natural (raiva, indiferença) pelo inimigo, pelo amor incondicional de Deus.

Muita gente se casa só com esse amor, e não tem nenhum tipo de carinho (Phileos) ou desejo, de atração, de Eros, pela outra pessoa...
Muita gente só se casa com o amor Philos:

Tem até uma amizade...um carinho pela pessoa....Ela se casou com uma “boa pessoa”, que é companheira, que dá atenção, e tem “condição de vida”...

Ele se casou com uma pessoa “legal”: A mãe dele e as outras pessoas acham ela um doce.

Quem os vê, pensa até que são “irmãos”, de tão “parecidos”...

Mas jamais nenhum dos dois entraria numa casa pegando fogo, pra salvar o conjuge;

Ele jamais atiraria seu corpo em cima dela, na hora do tiroteio na rua, ônibus ou carro;

Ela jamais se atiraria num rio, pularia de um barco, pra tentar resgatá-lo;

Se ele for preso, ela vai deixá-lo;

Se ela ficar numa cadeira de rodas ou ter seu rosto desfigurado, será abandonada.


Eles não tem o amor incondicional - o ágape – Jamais fariam qualquer sacrifício.

Eles também não tem (muita ou nenhuma) atração sexual um pelo outro - Eros - aos poucos, se tornam “amigos de cama”- as transas são raras...até a pulsão bater forte, procurando fora de casa, ou reprimindo com outras coisas (comida, por exemplo).

Se um dos dois ( ele ou ela) não tem esses elementos, o casório vira pura “fachada”:
É o que mais tem por aí.

Muita gente só se casa com o amor Eros:

Eles estão loucos de tesão um pelo outro:

Fazem amor na cama, na cozinha, no banheiro, no sofá, no chão, no quarto de empregada ( e a empregada entra também, se topar).

Acordam fazendo amor- e dormem fazendo amor também, inclusive acordando na madruga- para fazer amor, também.

Ele liga durante o dia, dizendo que está doido pra pegá-la mais tarde;
Ela liga durante o dia, dizendo ter uma “surpresinha” também mais tarde pra ele.

Detalhe:

Não estou falando só de casais mais novos, não...
Estamos na era do Viagra, onde o INSS está desesperado, pois pagava-se uma média de 17 anos de pensão para uma viúva, após a morte de seu marido, até que essa morresse...

Hoje, paga-se, após a morte do mesmo, em média, 33 anos de pensão:

Os velhos estão se casando com meninas bem novinhas.

Na ficção da nova novela, José Mayer (59), está pegando Thaís Araújo (30);

Na vida real, comprovado recentemente pelo INSS, Antônio Fagundes (60) está pegando Alexandra Martins (28).

O problema de quem só se casa com Eros, mas sem Ágape e Phileos, é o seguinte:

Quando a vida “dá um tranco”, todos vazam rapidinho.

Cadê a mulher do ex- global Gérson Brenner?

Saiu fora quando esse quase morreu num tiro dado pelos bandidos, num assalto...ele hoje tem dificuldade motora, na fala e na compreensão.

E a ex- mulher do Marcos Menna? “Eu te amei, ô Carla...”

Pois é, Carla ralou fora quando Marcos quase morreu numa operação de lipoaspiração, deixando-o com dificuldade motora e na fala...

Hoje ele está casado novamente.

E os jogadores de futebol, quando param? Artistas que deixam de fazer sucesso?

Gente que tinha, e agora não tem mais dinheiro?
Elas vazam rapidinho.

O Eros é baseado apenas no corpo físico, e pelo Eros, muitas se vendem pelo aspecto financeiro...sim, eles também:

O ex- maridão da Suzana Vieira é prova disso...

A profissão dele era “marido da Suzana Vieira”- troca financeira pelo Eros.

Conheço um casal que tem dois filhos, e estão "juntos "há dez anos:

Dos dez anos, entre idas e vindas, muita discussão, porrada, e traição de ambas as partes, eles só passaram três anos juntos debaixo do mesmo teto (conta feita pela própia mulher).

Quando a mãe dela perguntou por quê, mesmo tudo isso afetando os filhos (um tem problemas escolares, mal consegue ler aos nove -outro de vez em quando faz xixi na cama mesmo aos dez anos - é desprezado pelos pais), eles continuam juntos, a filha respondeu:

" É por que ele faz gostoso".

Ela vive a base de Eros, apesar de ser esculachada e prejudicar os filhos...

Cada um faz sua escolha.

Eu fiz evangelismo nas cadeias por um bom tempo, e por isso posso dizer:

Sete em cada dez presos tem namoradas.

E não era preso dono de boca de fumo, preso com dinheiro do tráfico, não:
Eles não tinham grana...mas tinham esposas, que toda visita, estava lá, eu era apresentado a família deles..

Eu não tenho namorada, mas o preso tem!!

As mulheres eram apaixonadas pelos rapazes....várias levavam bolos e refrigerantes, pra comerem juntos...a cadeia parecia um grande piquenique no dia da visita.

(obs: mulher visita namorado, marido, na cadeia- mas quando a mulher é que é a presa, eles as abandonam...é muito raro...por isso, pela carência, muita mulher acaba namorando com outra na cadeia – foi o que eu mais vi)

Eles, presos, sem condição, tinham namoradas mais fiéis que as daqui de fora...

Muitas aguardavam a hora da visita íntima, geralmente uma vez ao mês.

Foi o local onde mais vi o Ágape (sacrificial, a dor de estarem separados, a distância de ir até a cadeia, a humilhação na hora da revista), o Phileos (no carinho, e levando coisas) e o Eros (nas visitas íntimas), juntos, até hoje:

Vi muito mais a reunião desse três elementos na cadeia, do que aqui fora, nas Igrejas e nos lares, ao longo da vida.


Verifique se há esses 3 elementos antes de se casar...vai lhe poupar muito sofrimento.
O amor muda, e mexe com a pessoa:
Ele tem razão, mas sobretudo, emoção:
É um amor-paixão...
O amor ilumina, mas também deve "cegar "a pessoa...deixar ela toda boba.
Por isso vejo ás vezes casais que estão pra se casar, como se mais estivesse se preparando para ir a uma guerra:
Calculam as despesas de casamento, se vão ter condições de sobreviver com salários, se vão poder ter filhos, se vão poder fazer isso e aquilo outro...
Além de faltar o elemento fé (que é Deus quem sustenta), vejo que não existe "empolgação", paixão, emoção...
Casar-se assim também é mó furada:
Infelizmente, tem gente que só vai aprender sofrendo.

Lee
Na Sessão Revival Love de hoje:
Esse é só para quem realmente te dá inspiração:
E quando vc encontra ele, os outros são apenas "os outros"...
E quando vc encontra ela, até as noites , antes solitárias, são melhores:
Se vc acha que falta algum dos elementos mencionados no texto, não Iluda a pessoa: