quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Nosso Corpo é uma Máquina



Cuidar bem dessa máquina, é uma responsabilidade nossa.

Dando o descanso devido a ele, por exemplo.

As loucuras do ritmo desse mundo sempre conspiram contra o corpo...

No trabalho:

Plantões que deixam ele um bagaço – o de 12 horas, ainda mais se tem que ficar em pé;
Ou de 24h, mais cruel, que altera todo o ritmo do seu corpo...vc sente sono de dia, de tarde, á noite, no dia seguinte...e quando já vai estabilizar o ritmo, daqui a pouco, volta a trabalhar.
Eu parei de trabalhar nesse tipo de plantão no momento em que vi que estava esquecendo as coisas, após alguns anos:

Inclusive o dia de tirar o plantão- de trabalhar, no caso.

Mas mesmo no dia a dia, vejo gente se arrastando no serviço, a base de cafézinho...

Os caminhoneiros, só conseguem trabalhar á base do “arrebite”, pra ficar acordado;

Os motoristas trabalham 12 horas direto, mal tendo tempo pra lanchar e ir ao banheiro;
O executivo fica o dia inteiro no stress do trabalho, dia e noite;
O gari varre 2 km de rua, todos os dias;

Estudantes esquecem que o sono é “material de apoio” aos estudo:

Quem não dorme bem, passa o dia sonado, num rende nada...

Pra piorar, nos fins de semana, saem pras baladas que, pra ficarem acordados á noite, misturam vodka com redbull, uma bomba pro organismo...

O ritmo que impuseram ao nosso corpo, seja pro trabalho ou diversão, é louco.

E nós aceitamos...é mais um valor inverso ao ensinado pelo reino de Deus, que domina a maior parte da vida das pessoas.

Pra piorar, por causa desse ritmo, da falta de tempo, acabamos nos alimentando mal:

Novamente aqui a crueldade do mundo opera, limitando a boa alimentação e empurrando as comidas que o ritmo louco nos apresenta.

Quanto custa um prato saudável? Caro.

Um sanduíche natural aqui no Rio custa 5 reais...só o sanduíche.

Lá no centro da cidade, a barraca que vende qualquer salgado com um copo de 200ml de refresco (grátis) custa 1 real...enche na hora do almoço, o que é para muita gente.

Um hambúrger cheio de maionese do Bob´s, com coca 300 ml, tá saindo 5 reais na promoção.

A comida saudável, nunca tem promoção, nem o sanduíche natural.

E pelo ritmo louco, as pessoas deixam de se exercitar, e continuam comendo bobagem e fazendo mal a própia saúde.

Aqui no Brasil, tem mais obesos mórbidos do que gente desnutrida.

Nos Eua, é comum vc ver gente em média 30 quilos acima do peso normal.

O corpo é o “habitat” do espírito, e é nossa responsabilidade cuidar dele.

Passei 3 meses afastado do Jiu-Jitsu, voltando agora.

Após duas semanas, o corpo ainda dói...parece que vc foi atropelado.

Força, resistência e flexibilidade caminham juntos na “arte suave”...

Estudos mostram que cinco minutos de JJ, equivalem a 20 minutos de esteira...

Tá explicado por que quase morri depois de 15 minutos! Não conseguia nem falar direito.

Mas depois, como em todo exercício que vc faz, o corpo relaxa, e se sente bem.

A manutenção foi feita, e sempre prefiro fazê-la de manhã cedo....é quando rendo mais.

Se não buscarmos tempo pra exercíco, se não buscarmos tempo para descanso, se não buscarmos uma comida melhor, a máquina vai emperrar...

E aí a gente vai bater na oficina (hospital, fisioterapia)...

Vc tem cuidado de sua máquina?

Lee, ainda com o corpo dolorido...a máquina tava parada.

Na Sessão Revival, vamos malhar com Olívia Newton John...repare nos aparelhos da época: