domingo, 29 de novembro de 2009

Ele não escolhe os capacitados, mas Capacita os Escolhidos


"Percorria Jesus as cidades e povoados, ensinando nas sinagogas,
pregando o Evangelho do Reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades.

Vendo ele as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam cansadas e desgarradas como ovelhas que não tem pastor.

E então se dirigiu aos seus discípulos: A seara na verdade é grande,
mas os trabalhadores são poucos.

Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara."
(Mateus 9:35-38)

Já há algum tempo tinha escrito a frase título acima .

São elas que me servem de esboço – eu não faço esboços , e ás vezes sento aqui sem saber o que vou escrever - mas sei que tenho que escrever, e espero fluir.

A última vez que escrevi um esboço, há dois anos e meio atrás, eu ainda estava vivo “segundo os homens”, mas para todos os efeitos, morri para os que me conheciam (veja o sonho “No meio do caminho, troquei de pele”, no arquivo do blog).

Uma das coisas mais conflitantes que existe na vida de um pregador, é “estudar” para mensagem ;

Procurar um texto para pregar, com o único pretexto de falar para a igreja num domingo, por exemplo.

Isso cria dois problemas:

O que “Eu vou falar?”, Em vez de saber o que Ele quer que se fale.

E o outro problema é cercar-se, dar mais atenção a livros de fora da Bíblia, como comentários, etc, do que ver o espírito de Jesus, no contexto da Bíblia.

“Estudar” para mensagem também é um fardo muito pesado, cansativo,e muitas vezes, improdutivo...ás vezes, fica-se cheio de estudo, mas vazio de espírito.

Leio a palavra para me edificar- para me alimentar Dele.

Aí sim, consigo transmitir, pois me “abasteci antes”- não fiz isso para “passar para outros”:
Fiz para eu mesmo.

Nessa ordem, vejo que Jesus e os discípulos viviam o evangelho do Reino, e aí sim, alimentavam o povo, ensinando nas sinagogas, ministrando aos enfermos, etc.

Paulo, da mesma forma, mais tarde...e escrevendo cartas - alimentando os que estavam longe.
Jesus viu que a seara era grande...quanta gente precisando se edificar com a mensagem.

Mas Ele disse para fazermos uma coisa, e até hoje, a “igreja” faz outra:

O que as pessoas quase não percebem, é que Jesus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos – isso não é chavão , apesar de muitos se utilizarem apenas como “frase gospel” de efeito.

Nesse mesmo capítulo nove, Ele vê Mateus e o chama:

" E Jesus, passando adiante dali, viu assentado na recebedoria um homem, chamado Mateus, e disse-lhe: Segue-me. E ele, levantando-se, o seguiu . (Mateus. 9. 9)

Ele não mandou Mateus ir pra Escola dominical;

Ele não mandou Mateus ir se batizar primeiro;

Ele não mandou Mateus ir cursar um seminário, e depois voltar;

Ele não foi buscar Mateus numa escola de rabinos.

Mateus era um escolhido, e ele o capacitou.

A Igreja de hoje parece mais o Exército : Recruta, treina, e mantém dentro do quartel, sob rígidas normas de disciplina.

Recruta, quando “procura gente para entrar nela” (evagelismo de folhetinho, técnicas de abordagem via encheção de saco, cultos “na praça” com som ligado no máximo, etc).

Todos se esquecem que o melhor evangelismo é a vida de quem é Dele:

Quem é Dele, não deixa de ser notado no dia a dia.

Até os outros irem até a pessoa, onde essa diz que é assim por causa Dele.

A igreja treina, ás vezes exaustivamente, de forma bem massante, muito mais com teologias e regras de denominação, do que no evangelho da graça;

Mantém dentro do quartel - convento, sob a hierarquia clerical dos diáconos, pastores, bispos, apóstolos, e papas- generais de denominações.

Assim, entende-se o porquê que existem hoje 3 vezes mais ex-cristãos, do que os atuais cristãos de igreja:

Para cada pessoa “de igreja”, existem de 3 a 5 “ex- de igrejas”, segundo pesquisas.
Sim, pois não existem conversões em muito casos, só recrutamento, para fazer número;
Não existe discipulado bíblico sadio – algumas igrejas, de várias denominações, não tem sequer estudos, é só culto – e nesse culto, também não tem ensino.

farofada gospel, com muito barulho, agitação e palmas, por duas horas.

As normas de disciplina do quartel da grei são fortíssmas, o que impele a uma vida de apenas “não pode”, o que estimula a aparência - o importante é não ser pego.

Não ser pego em público bebendo, fumando , usando droga, vendo pornografia, transando tendo o cuidado de não engravidar,etc.

Tudo isso a turma da igreja faz – por que o legalismo induz, impele, força que se busque a tudo isso...quanto mais se diz pra “não fazer”, irão fazer.

O Evangelho da graça ensina a ser livre, e a conviver com consequências das escolhas.

Mas agora, queria que você percebesse uma coisa :

O que eu citei aqui em cima, referia-se a Mateus – capacitação – Se Jesus te escolheu, Ele te capacita , mas só se você deixar - simples assim, mesmo.

Chamados são muitos, escolhidos, bem poucos.

Atender a chamada, é fácil : As igrejas cheias provam isso.

O chamado é coletivo, mas são bem poucos os que desejam ser capacitados por Ele:

Os que querem “passar pelo curso”, pelo discipulado segundo o evangelho do Reino , são poucos...por isso, são chamados de ”escolhidos”.

Ele sonda os corações, nessa “peneira” espiritual.

Mas quando Jesus está olhando para o o povo, e os olha sem pastor, aí ele já fala na figura pastoral mesmo – ovelhas sem pastor, sem líder para cuidar, aconselhar.

Ele diz que as Ovelhas estão cansadas, desanimadas, desgarradas – como ovelhas sem pastor, literalmente...pior é quando a igreja tem pastor, “mas é sem pastor”, de fato.

Perceba o seguinte nesse texto:

Ele não manda que se vá recrutar nem treinar pastores.

Ele diz que se deve pedir a Deus para que mande trabalhadores para a seara.

Poucas vezes vi pessoas, ou mesmo igrejas, fazendo esse tipo de oração.

Mandam sim, rapazes e moças para o seminário, perdendo 4 anos com ensino de teologia que enchem a mente, mas não o coração;

E no final te dão um certificado que, na maioria dos casos, tem tanto valor pro MEC quanto um papel higiênico- nem reconhecido é.

As igrejas então, escolhem pastores por indicação, por títulos, por aparência, por conveniência salarial, por politicagem, por idade ( os mais novos sempre sofreram, pois os mais velhos, em vez de ensiná-los, ficam com medo de perderem o cargo),etc.

Talvez por não pedirem ao Senhor da seara que os envie, a gente tem visto tudo o que se vê por aí:

Falta de mensagem, estudos vazios e “sacais”, farisaísmo religioso no lugar do evangelho da graça, “panelinhas”, imposições, e outras palhaçadas do “mundo gospel” ;

Ensinos falsos, desvio de dinheiro, ditaduras eclesiásticas, cobiça de poderes, etc.

A igreja não cumpre o que Ele mandou fazer, que é rogar pelos escolhidos Dele para a sua seara, e o resultado tem sido essa catástrofe espiritual.

Isso vale também para o ensino nos estudos bíblicos nos lares, ou “células”, que nunca gostei por causa disso:

Raramente vi nelas (e isso desde teen) alguém que fosse de fato escolhido por Ele, para ensinar.
A pessoa quer fazer um estudo bíblico em casa , mas tem que ter a condição de ser “escolhido” para fazer aquilo, ou chamar um que seja:

Rogue ao Senhor da seara que envie alguém.

Se não, vira um bate-cabeça que ninguém vai entender...

Aí, apelam pra revistinhas, livros, estudos programados pelo líder, com um “pacotão” de mensagens prontas, como vejo fazendo, que de nada adianta se a pessoa que estiver á frente não souber passar.

Ninguém aguenta, e todo mundo passa logo para os comes e bebes, ás vezes seguidos de joguinhos, que no caso, divertem muito mais, contrastando com a monotonia de quem não sabe ensinar.

Ora, era melhor ter bem poucos trabalhadores autênticos enviados por Ele , nos quais o povo se virasse vendo pela internet, se alimentassem de suas devocionais, etc;

Sim, quem está com sede, vai atrás – era assim nos tempos de Jesus, continua assim hoje.

A sensação de desgarramento seria bem menor, se as pessoas fizessem isso.

Peça ao Senhor que Ele envie os que são Dele para a seara.

É uma das orações que essa geração mais precisa, urgentemente...

Se não, corre-se um risco de você ter (ou continuar) com um mané á frente das coisas espirituais:

Que pode até ser bonzinho ou simpático, ter boa vontade, com títulos e decorador de nomes, mas que não foi enviado por Ele, e sim posto por homens.

Lee

Na Sessão Revival, Wherever you will go - The Calling (O chamado) :

http://www.youtube.com/watch?v=JATaff-kLDo


quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Sem tempo para Ele


A correria do dia a dia produz ausência.

Você vai fazer falta em algum lugar :

Pode ser em casa, com a família, primeiro lugar de sumiço, ainda que te vejam “de vez em quando”, alguns poucos momentos ao dia;

Ou algum outro lugar que você também frequentava.

Alguém vai sentir sua falta:

Desde que você seja minimamente perceptível.

Deus é o primeiro a sentir sua ausência :

Ele é o primeiro a perceber que você já não tem “aparecido “ para estar com Ele.

E sente sua falta.

Sem Ele, que é quem alimenta nossas almas, ficamos totalmente a mercê das circunstâncias da vida.

Com Ele, atravessamos as circunstâncias da vida juntos, firmados na fé.

É impressionante ver como as pessoas que antes tinham mais tempo com Ele, hoje não tem mais tempo.

Muita gente que falava com Ele, já não fala mais.

Não conseguem ler sequer um versículo na semana, mesmo com computador a frente delas ;

Não buscam um reflexão , um texto, para se alimentar ;

Não ora sequer um minuto, durante muito tempo, nem sequer nas refeições, em silêncio.

Se o própio Jesus orava, imagina então como a gente precisa...

Ele saía sozinho, se afastava pra isso:

Ele, porém, retirava-se para os desertos, e ali orava.” (Lucas 5. 16)

Nas refeições:

E aconteceu que, estando com eles à mesa, tomando o pão, o abençoou e partiu-o, e lho deu.” ( Lucas 24.30).

Não ter tempo pra Deus, é não ter tempo para a verdadeira vida.

Acaba-se dando mais tempo para a “louca vida” e sua correria desgastante.

Assim, as pessoas , tal como Marta, que ainda reclamou de sua irmã Maria que preferiu ficar ouvindo Jesus na sala, quando este as visitou, perdem “ a melhor parte “.

Arrumamos tempo para tanta coisa...

Que tal arrumar um tempo para estar com Ele?

Lee

Na Sessão Revival, Sobre o Tempo – Nenhum de Nós:

http://www.youtube.com/watch?v=BIgpayqXuWE





quarta-feira, 25 de novembro de 2009

A Diferença entre Se Amar e Se Achar melhor do que os Outros


Se amar é necessário.

Até porquê para amar ao próximo, você tem que amar a si mesmo (Mateus 22.39).

Nesse sentido, o evangelho diz que, para amar ao próximo, tenho que desejar para ele tudo de bom, tudo de melhor, as melhores coisas para ele, da mesma forma que as quero para mim.

Essa didática divina nos ensina a fugir do egoísmo e da inveja, simultâneamente.

Se amar, nos ensina a termos auto-estima;

Se amar, nos ajuda a fugir de depressões;

Se amar, nos ensina a nos cuidarmos fisicamente, fazendo exercícios para mantermos a forma e termos saúde;

Se amar, nos ensina a termos um relacionamento sadio com Ele:

Nem sermos apenas “raspa da panela” da fé, bebês eternos do evangelho durante anos e anos a fio, que qualquer vento de dificuldade da vida, escândalo eclesiástico ou moral nos derrube;

E nem sermos beatos loucos da fé, falando um dialeto evangeliquês do gueto de igreja, e aceitando tudo que alguém fala de um púlpito sem conferir com o evangelho.

Se amar, na ótica do evangelho, é muito bom.

Mas se achar melhor do que os outros é diferente de se amar.

Quem se acha melhor do que os outros, sente-se superior aos outros.

E aí o amor fica de lado, quem assume é o orgulho.

Quem ama a si mesmo, sabe que mesmo tendo títulos, posses, beleza, habilidades, reconhecimentos ou qualquer outra coisa terrena ou mesmo espiritual que outra pessoa não possua- ou tenha menos- não faz dela alguém melhor do que outro.

Ela não considera essas coisas como motivo para se achar melhor do que os outros.

Sim, ela sabe o que tem – até aí, ela ainda “se ama” - mas não joga na cara, não faz propaganda, não se divulga, não atropela ninguém, não busca reconhecimentos.

Até porquê ela sabe que diante Dele, isso não é nada.

Saiba discernir a linha divisória entre se amar e “se achar”.

Essa linha ás vezes é imperceptível...

Geralmente, quando a ultrapassamos, não percebemos:

São os outros que percebem em nós.

Lee
Na Sessão Revival, Love is Love, com o Culture Club :

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Uma Vida Apagada


Duas semanas após o apagão que deixou o Brasil no escuro, novamente o Rio fica sem luz:

Ontem, 40 mil cariocas ficaram no escuro por 24 horas, inclusive em bairros famosos como Ipanema e o Leblon, onde moram os artistas da Globo.

Quando falta luz, não se dorme por causa do calor, pois não há ar condicionado e nem um ventiladorzinho pra aliviar , num período em que as noites, sem nenhum vento, ultrapassam os 30 graus.

Os alimentos estragam, pois sem geladeira, não há conservação de alimentos.

O comércio não funciona, não dá pra ver TV, num dá pra navegar na net, nada.

Só dá pra ficar suando, e suando pacas- toda hora tomando banho frio pra aliviar.

Mas se estivesse no inverno, o problema seria o mesmo, até com agravante de quem tem chuveiro elétrico.

O metrô para, o trem não funciona, o hospital só tem gerador para poucas horas, fica-se preso no elevador, preso no trânsito, pois os sinais não funcionam.

O mundo para, e fica á espera da luz.

Mas o apagão da vida nos faz refletir sobre a vida das pessoas:

A vida de muita gente já está apagada há muito tempo.

Jesus disse que nossas vidas deveriam ajudar a iluminar a vida de outras pessoas:
Ninguém acende uma candeia e a coloca em lugar onde fique escondida ou debaixo de uma vasilha.
Ao contrário, coloca-a no lugar apropriado,
para que os que entram possam ver a luz.
(Lucas 11.33)

Muita gente vai perdendo o brilho, até que a chama da vida se apaga por completo, devido a frustrações, decepções, mágoas, e acima de tudo, falta de esperança.

A solução para isso?

Não olhar para sistemas, não confiar em homens, saber perdoar - conforme ensina o evangelho - ajuda, e muito.

Mas a dica de Paulo sobre “Viver a Vida”, é bem diferente da novela do Manoel Carlos na novela global.

Na verdade, a dica dele é muito simples:

Paulo disse: “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, porém o maior destes é o amor”. ( I Corintios 13.13)

Sem fé, não se vive -o evangelho diz que “sem fé é impossível agradar a Deus”.

Um homem sem esperança no coração, é um condenado apenas ao presente, pois ele não tem esperança em seguir o caminho nessa, nem na outra vida – a eterna.

Sem amor, não se cumpre o evangelho na vida , ele vira apenas ritual:

E ritual, por si só, vira monotonia, que vai gerar em pouco tempo um apagão de vida.

E o apagão da vida, é o pior tipo de apagão que existe:

Nesse, corre-se o risco de a luz nunca mais voltar.

Lee

Na Sessão Revival, a Legião Urbana pergunta se foi um Tempo Perdido:

http://www.youtube.com/watch?v=bq1BENqCzvo





domingo, 22 de novembro de 2009

Devemos estar Preparados para as Respostas de Deus


Pouca gente tem paciência para esperar as respostas de Deus.

Devido a correria da vida em que muitos se meteram, e não conseguem mais sair, ás vezes pedem alguma coisa a Ele, mas acabam se esquecendo até o que pediram.

Outros, por não saberem quais os tipos de respostas que Ele dá.

Outros ainda, que conseguem captar as respostas, mas não gostando dela, vão de encontro as respostas dadas , e se dão mal.

Veja basicamente quais são os tipos de respostas que Deus dá:

Sim

É quando vc tem autorização para fazer, receber, criar, ir , produzir, algo que estava pedindo para Ele em oração.

Diversas pessoas na Bíblia receberam um sim na hora em que perguntaram a Deus.

Davi foi uma delas:

“Passado algum tempo, Davi perguntou ao Senhor : Devo ir para uma das cidades de Judá?

O Senhor respondeu que sim, e Davi perguntou para qual delas.

Para Hebrom", respondeu o Senhor. “ ( II Samuel 2.1)

Não

Paulo sofria de uma doença física, que na cabeça dele, o atrapalhava...mas Deus não pensava assim:

Três vezes roguei ao Senhor que o tirasse de mim.

Mas Ele me disse: "Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza".
Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim. ( II Corintios 12. 8,9)

Aliás, esse texto, bem como outros, acaba com o falso ensinamento de que quem é Dele," não pode ficar doente".

Outra forma comum de resposta aos nossos pedidos é o Espere.

Esperar é um dos exercícios de disciplina mais difíceis para o homem, nos dias de hoje.
A ideologia humana, segundo os princípios da terra, e não de Deus, estabelece idades determinadas para alcançar alguma coisa;

Estabelece limites para isso, e se você não o alcança, é considerado fracassado.

Basta ver os editais de concursos, estabelecendo idades limite, experiências , etc.

Na terra, querem que você já esteja casado aos 30 anos.

E que aos 40, você tenha sua casa própia, carro, filhos:

Querem que você esteja “definido na vida”.

Na terra, espera-se que aos 70, no máximo, você seja um aposentado.

Prega-se isso nas igrejas.

Vejo gente de igreja dizendo que “ a vida é curta, e temos que aproveitá-la”

Gente que não tem a menor noção do que é a vida, repete todo esse script aí em cima.

Gente que tem medo de morrer, e seguem “todo o script do mundo”.

Deus nunca mandou fazer NENHUMA das coisas acima citadas , é só verificar nos evangelhos.
Se vc segue o script acima – e mesmo se o conseguir, pois não é tão difícil – a única coisa que ganha é um vazio dentro de si, e uma sensação de frustração.

Muita gente já vem sentindo essa frustração...

O sonho era casar vestido de noiva ,entrar na igreja, etc...casou, e daí?

O sonho era ter filhos...teve, e daí?

O sonho era ter uma bela casa, e nunca faltar grana...teve...e daí?

Depois de muito tempo correndo conscientemente atrás de coisas que Ele nunca falou que era “modo de viver”, cai na real, e descobre que a própia vida é muito vazia.

Esperar Nele, é uma das respostas mais difíceis, pois requer fé.

E como muita gente tem dificuldade em esperar em algo que não se vê,desiste.

Espere

É quando vc precisa aguardar um termpo; Esperar uma junção dos fatos, que pode envolver cronologia do tempo, mudança temporal, troca de lideranças,etc.

Quem não espera e vai de encontro, torna tudo mais difícil e desgastante.

O mundo diz para ir de encontro - Ele manda esperar.

Essa espera leva tempo...pode ser de algumas semanas, ou pode levar anos.
Deus ouviu a Daniel no primeiro dia da oração dele...ele achou que estava demorando a resposta, até Deus mandar um anjo explicar o "ocorrido ":

Então me disse: Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras; e eu vim por causa das tuas palavras.


Mas o príncipe do reino da Pérsia (entidade espiritual) me resistiu vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes ( anjos) , veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia. ( Daniel 10.12,13).
O que vc pede a Deus, ele escuta na mesma hora - mas se a resposta for espere, leva tempo.
Espero em oração por uma coisa há mais de 10 anos – e não sinto ansiedade por isso.

Outras, espero há 8 anos – tá anotado – sem a menor pressa.

E tem mais : Essas coisas foi Ele que me mostrou, nem pedi – só aguardo.

Abraão esperou 25 anos para ser pai – e ele também não pediu, foi Deus quem disse que ele seria.

Caleb esperou 45 anos até que uma promessa de Deus se realizasse.
Paulo esperou 3 anos na Arábia antes de sair para pregar.

Enquanto não aprendermos que o relógio de Deus é diferente do relógio do mundo, vamos perder o melhor Dele para nossas vidas.

Não vá na onda dos outros...

Pois a gente vai querer “fazer acontecer” - e isso sempre dá problema.

Esteja preparado para receber as respostas de Deus:

E saiba aceitar essas respostas.

Lee

Na Sessão Revival, Alessi Brothers e o clássico All for a Reason :

Ninguém ensinou sobre a vida na escola ao Kid Abelha :

http://www.youtube.com/watch?v=qJFKtNWVNJE

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

O que Aconteceria se descobrissem que Jesus era Negro?


Nesse dia da consciência negra aqui no Brasil, pelo feriado de Zumbi dos Palmares (que protegia os escravos fugitivos no seu quilombo) , fiquei pensando:

O que aconteceria se descobrissem que Jesus era negro?

Ao longo dos séculos, vendeu-se a imagem de um Cristo branco.

As imagens Dele, retratada nas pinturas e desenhos, sempre mostram um Jesus branco.

Já vi filmes, que além de branco, Ele tinha olhos azuis e cabelos lisos.

Mas pesquisas recentes, de dois anos atrás, dizem que, na região onde ele nasceu, em Belém, onde hoje é a Cisjordânia, não era lugar de brancos.

Os pesquisadores levantaram a hipótese, e computadorizaram a imagem, baseados em vários restos mortais (DNA), dos habitantes daquela época.

Chegaram a mostrar um Jesus diferente do que acostumamos ver retratado.

Era mais parecido com o Sayd, do seriado Lost...

Totalmente fora do padrão branco caucasiano ocidental que nos acostumamos.

Mas...e se ele fosse negro?

Como vc reagiria diante de tal fato?

Lembro que, assistindo "Todo Poderoso" com o Jim Carrey, almoçando na casa de uma senhora de Igreja, anos atrás, ela começou a rir quando viu um “Deus negro”.

Que no filme, é interpretado pelo sempre ótimo Morgan Freeman - um negro.

Pra realçar mais o contraste, o "Deus negro” usava um terno branco.

Aquela senhora começou a rir :

Deus preto, hahaha, disse ela....

Percebi a ironia, e mandei na hora:

Mas, e se fosse??
Ela tentou contemporizar, mas percebeu que seu preconceito aflorou “sem querer”...

Ficou sem graça , que nem a comida dela , que também tava sem graça.

Jesus disse que a boca fala do que o coração está cheio (Mateus 12.34)

Sim, Deus é espírito – por isso quer que o adoremos em espírito, e em verdade - mas o verbo (a palavra) se fez carne, para andar na terra e cumprir sua missão:

E se Jesus fosse negro?

Eu creio que algumas coisas iriam acontecer:

Iriam rechaçar o fato científico, já que Igreja e Ciência nunca conviveram bem.

Ora, se a "santa inquisição" condenou Galileu por dizer que a terra era redonda, imagina então, algo nesse nível,que afetaria diretamente a projeção dos fiéis...

Jesus negão? Soaria como heresia para preconceituosos como a senhora acima, que debochou só de ver na ficção...Eles não aguentariam uma realidade histórico- científica.

Mas se fosse devidamente comprovada a pesquisa científica:

Várias igrejas se recusariam a aceitar o fato, especialmente o protestantismo americano , seguidos pelo catolicismo romano.

Igreja de americano é pra branco, de olho claro e cabelo liso,e com boa situação financeira – Ora, os negros tiveram que fundar igrejas só para negros.

E nessas igrejas, como as da Rua Azuza, em Los Angeles, na Califórnia, de onde saiu o pentecostalismo que varreu mundo, tornando- a famosa, os pastores brancos não chamam seus colegas negros para pregar em suas igrejas :

William Seymour, Pastor dessa igreja na Rua Azuza (Metodista) não era chamado para pregar em igrejas de brancos.

Quanto ao catolicismo romano , um Papa que integrou a juventude nazista, como o atual, jamais aceitaria um Cristo negro:

Basta ver quantos bispos e cardeais negros são líderes lá no Vaticano, ou mesmo ao redor do mundo.

Todos, do protestantismo americano branco, ao catolicismo romano sustentariam que essa pesquisa foi apenas para "abalar a fé", e que isso não é verdade.

Muitos iriam abandonar a “igreja” em definitivo.

Ser “de Igreja,” e ser Dele, é algo muito diferente – Muitos estão lá dentro e não o são.

Seus líderes e membros ficariam decepcionados por ter cultuado um Jesus negro, durante muito tempo.

Irão, decepcionados, abandonar de vez suas igrejas, pois se recusam a abandonar o preconceito.

Mas...e vc?

Sua vida mudaria se descobrisse que Ele era negro?

Mudaria se toda aquela imagem que te passaram desde criança se desfizesse de uma hora pra outra?

Não espere que algo mais forte te aconteça, pra se livrar do preconceito.

Lee

Na Sessão Revival Black de hoje:

Olhos Coloridos:

I Will Survive, clássico da disco music com Glórya Gaynor:

Ébano e o Marfim (as cores das teclas do piano) clássico com Paul McCartney e Stevie Wonder (adoro essa música):


quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Descansando Nele


Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos.

Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração;

E encontrareis descanso para as vossas almas.

Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve. (Mateus 11.25,30)

No Prisma divino, muita coisa é diferente do que pensamos na terra.

Ele esconde verdades de "sábios e cultos" aqui na terra...verdades espirituais.
Aprouve a ele revelar essas verdades aos "pequeninos", como Ele chama os Dele.

Ele quis assim :
O conteúdo de sua história é loucura para Harvard.

Mas Deus permite ser discernido...Ele quer sempre se revelar a nós.

Mas se formos "sábios como o mundo", ou seja, com a sabedoria humana, terrena, que não passa de risível para Ele, nunca teremos essa revelação de sua pessoa, em nossos corações.

Vc pode passar a vida inteira tentando entender Deus por livros.

Não vai conseguir, Alías, poderá ser frustrante: A própia Teologia tenta a tantos anos...

Mas qdo vc tiver uma atitude de"pequenino" em vez de querer parecer ser sábio segundo os padrões humanos, aí ele se revelará a vc - é uma atitude de coração, não de mente.

Sim, há sábios segundo nossos padrões terrenos que o conhece.

Mas não andam de nariz empinado- em seus corações, são "pequeninos".

Porquê, qdo vc é "pequenino", sabe que não aguenta nem levantar da cama, se não for pela misericórdia dele;

Quando vc é "pequenino", sabe que tudo, absolutamente tudo o que fizer, para ter êxito, depende dele.

É isso que Ele diz sobre estar cansado e oprimido- só Ele pode aliviar, não nós.

O "pequenino" sabe disso.

O Sábio segundo o mundo, não: vive segundo sua lógica, e vive sobrecarregado, tenso,com pressão alta, etc.

O Jugo de Jesus é suave- e o fardo, leve.

É onde encontramos descanso para nossas almas, num mundo louco, atordoado e insensível em que vivemos...

Onde a ganância por dinheiro e poder é a palavra de ordem.

Mas é preciso ser "pequenino" para ter esse alívio, que não nos leva a loucura.

E pode acreditar- vale a pena.


Lee


Na Sessão Revival, Cazuza em mais duas músicas:


Nosso Amor a gente inventa, com trechos clássicos de filmes:





E Ideologia:





quarta-feira, 18 de novembro de 2009

The Last Train of your Life


Enke, reserve goalkeeper of the German national team, committed suicide last week.

He parked his car near the train line, leaving it unlocked, in Hannover, a city of its time even in Germany.

Then, he decided to catch the last train of his life:

He decided to get going against him, by the tracks.

Enke´s last train led him to another life, before the hour.

That was not originally his last train, but Enke had lost the will to live.

Successful professional, full of money, when life began to become bitter, he could not stand.

Yes, there are disappointments in life, no money in the world serves as a remedy to cure.

Alías, money alone does not hurt anyone ...

Paul writing to Timothy said it was the love of money the root of all evil:

For the love of money is the root of all evil. Some people, eager for money, have wandered from the faith and pierced themselves with many griefs.
(I Timothy 6:10)

When the bad time comes, you can not buy anything that money can offer, to relieve the anguish of the soul.

Judas was really trying, but the 30 pieces of silver will not eased the conscience:

Also killed himself...

Some of the prophets came to "ask to die."

Enke began to slide into depression two years ago:

His little daughter of 2 years died of a congenital heart problem.

No amount of money through treatments, managed to cure it.

The couple decided to adopt a baby, who is 8 months (typical case of compensation, as if a child were to replace another), but it also did not cure the depression of the goalkeeper.

He could not stand it, and hid the depression of all, to catch the train.

He left a letter saying goodbye, which was not disclosed ...

The worst card that has to read in life, is a letter from a suicide:

It testifies to the total inability to stay alive, it hurts even more by the impotence of those who stayed, it can be relatives, or friends who are suffering even more.

Jesus said that we would have troubles in the world.

But he said to have courage, for He has overcome the world.

And it is Him that we must put our trust and hope, to go through the tribulations that we go here.

The train that will take us to another life, will spend a day.

We just do not know when ...

While he does not pass, we follow the life in the certainty that the setbacks and calamities, we can count on the strength that He gives us these bad times.

Let the train pass at the right time ...

When the time comes when you realize, will already be at the station:

This train is never too late, is the point there.

So do not run toward him ...

Unfortunately, the kind of lives they lead, I see every day many people running on the track toward the train coming, long before the scheduled time.



Lee, following the path of life until the time of final shipment, all the inevitable.



In the Revival Session, Soul Asylum and their runaway train of life - Many people embark on that train soon:


terça-feira, 17 de novembro de 2009

O Último Trem da sua Vida


Enke, goleiro reserva da seleção alemã (foto acima a direita) se suicidou na semana passada.

Ele estacionou seu carro perto da linha do trem, deixando- o destrancado, em Hannover, cidade de seu mesmo time, na Alemanha.

A seguir, resolveu pegar o último trem de sua vida:

Resolveu ir andando de encontro a ele, pelos trilhos.

O último trem de Henke, levou- o dessa para a outra vida, antes da hora.

Aquele não era origináriamente seu último trem , mas Enke havia perdido a vontade de viver.
Profissional bem sucedido, cheio da grana, quando a vida começou a se tornar amarga, ele não aguentou.

Sim, existem amarguras na vida, que nenhum dinheiro no mundo serve como remédio para curar.

Alías, dinheiro por si só não faz mal a nínguém...

Paulo escrevendo a Timóteo disse que é o amor ao dinheiro a raiz de todos os males :

Pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos. (I Tm 6.10)

Quando o período ruim chega, não se consegue comprar nada que o dinheiro possa oferecer, para aliviar a angústia da alma.

Judas bem que tentou, mas as 30 moedas de prata não lhe aliviaram a consciência:

Também se matou.

Alguns dos profetas chegaram a “pedir pra morrer”.

Enke começou a entrar em depressão há dois anos atrás:

Sua filhinha de 2 anos morreu de um problema congênito do coração.

Nenhum dinheiro do mundo, através de tratamentos, conseguiu curá-la.

O casal resolveu adotar um bêbe,que está com 8 meses (típico caso de compensação, como se um filho fosse substituir outro),mas isso também não curou a depressão do goleiro.

Ele não aguentou, e escondeu a depressão de todos, até pegar o trem.

Deixou uma carta se despedindo, que não foi divulgada...

A pior carta que se tem pra ler na vida, é a carta de um suicida:

É um atestado de total incapacidade de se manter vivo,que fere mais ainda pela impotência dos que ficaram, sejam parentes, sejam amigos, que sofrem mais ainda.

Jesus disse que teríamos aflições no mundo.

Mas disse para ter ânimo, pois Ele venceu o mundo.

E é Nele que precisamos depositar nossa confiança e esperança, para atravessar as aflições que passarmos por aqui.

O trem que vai nos levar dessa para a outra vida, vai passar um dia.

A gente só não sabe quando...

Enquanto ele não passa, vamos seguir a vida na certeza de que, nos reveses, nas angústias, podemos contar com a força que Ele nos concede nessas horas ruins.

Deixe o trem passar na hora certa...

Quando chegar a hora, quando vc perceber, já vai estar na estação :
Esse trem nunca se atrasa, é o mais pontual que existe.

Por isso, não corra em direção a ele...

Infelizmente, pelo tipo de vida que levam, vejo todo dia muita gente correndo no trilho, em direção ao trem que vem vindo, muito antes do tempo determinado.

Lee, seguindo no caminho da vida, até a hora do embarque final, inevitável a todos.


Na Sessão Revival, o Soul Asylum e seu trem fugitivo da vida: Muita gente embarca nesse trem antes da hora.



domingo, 15 de novembro de 2009

Aqui Vc Não Entra


Como é feliz aquele que tem suas transgressões perdoadas e seus pecados apagados!

Como é feliz aquele a quem o Senhor não atribui culpa e em quem não há hipocrisia!

Enquanto eu mantinha escondidos os meus pecados, o meu corpo definhava de tanto gemer. (Salmos 32. 1-3)

Existem áreas em nosso coração, em que a porta é exatamente igual a da foto acima.

Trancada com correntes e tudo, como a dizer:
Aqui vc não entra.

É aquela área proibida, escondida, soturna, em que vc frequenta por alguns momentos, mas depois se sente mal pacas...

Pode ser um vício, uma “curtição” de mágoa, a consciência pesada por algo que faz frequentemente, e que sabe que é nocivo a saúde psíquica, a saúde da alma, e a saúde do corpo.

Você faz, mas ou faz escondido, ou acha aquilo tão negativo, que tem que fazer aquilo na clausura.

Pra piorar a situação, depois vem o sentimento de frustração, de incapacidade, de impotência, e de culpa...

A pior maquiagem produzida pelo diabo , é a de que o sentimento de culpa vem de Deus, e não dele – isso faz com que a pessoa fique ainda mais arrasada.

Nossa consciência fala que aquilo é errado, mas o peso da culpa, vem do inferno, e não do céu.
Os homens iam apedrejar uma mulher adúltera, que foi salva por Jesus da morte com uma simples pergunta:

Quem de vocês não tem pecado?
Botaram o rabo entre as pernas, e saíram calados...
Simplesmente disse a mulher para não pecar mais:
Não a condenou, não levou para disciplina da igreja, não mandou rezar 20 pai nosso, não a julgou, não a expôs ao público.

Sim, Jesus sabe que todos pecamos – e sabe que para nos livrarmos do pecado e do terrível peso da culpa, somente a graça Dele é capaz de fazer isso.

Na graça Dele, você simplesmente confessa o pecado a Ele.

Isso gera um alívio que nenhum remédio é capaz de produzir...

Foi essa a experiência do salmista:

Enquanto manteve tudo escondido por detrás da porta secreta, cheia de correntes e cadeados, ele chegou a definhar...os ossos doíam, o corpo dele literalmente doía.

Enquanto fecharmos áreas proibidas em nosso coração, colocando pesadas correntes, Jesus não pode entrar – e aqui não é joguinho de palavras gospel não – Ele não entra.

Pelo simples motivo de que aquela área ali já está dominada:

Ou pelo EGO- ísmo, pela vontade humana, ou por parte do diabo mesmo, com o passar do tempo.

Jesus falou que é do coração que procedem as coisas ruins – e quanto mais trancado nós o mantivermos, sem que Ele habite, a coisa tende a piorar.

Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. ( Mateus 5.19)

É do coração que sai todas as coisas ruins que temos vistos por aí.

Até o desflorestamento da terra, com tudo isso que está mudando a temperatura, calotas descongelando, espécies se extinguindo, fumaça no ar, vêm do coração.

Guerras, intolerâncias, talibãs, luta por poder, vem do coração.

Enquanto escondermos pecados, seremos “pesados”, cheios de culpa.
Quando o salmista confessou tudo, ficou super-feliz, deixando de viver em hipocrisia, e parou de gemer de dores.

Outra coisa:

Confesse os pecados a Deus, e a quem vc causou um dano, se isso aconteceu.

Mas em se tratando de casos pessoais, é somente a Deus:

Não é confessar pecado a" pastor-deus " ;

o mediador é Jesus, e não o pastor.
A única coisa que vc vai ganhar, dependendo de qual pastor vc for falar, é condenação, e “disciplina eclesiástica”, além de aumentar, fazer inflar o ego deles.

Pedir conselho é uma coisa- confessar, é outra.

O mesmo vale para “pedir perdão a Igreja”:

O mediador, o redentor, é Jesus, e não “a igreja”.

Me lembro de um caso em que um homem havia traído a esposa, e este, em tremenda sinceridade, mas em grande ingenuidade, confessou “a igreja” seu pecado:

Foi lá na frente, em pleno culto, e “pediu perdão a igreja”.

Botei a mão no rosto, pensando: “essa não”....

Foi um zum-zum-zum, uma fofocagem, que começou dali, e virou assunto da cantina, após o culto da noite, mas “acabou o culto ali”, mesmo com mensagem depois.

Alívio do “fardo do pecado”, só quem dá é Jesus – através de arrependimento e confissão.

Confissão de pecados a pastor e igreja, num gera alívio nenhum, só traz confusão.

Ora, se há casos em que até mesmos para envolvidos não se deve falar, mesmo tendo sido “atingidos pelo pecado” ( por exemplo, preservação de casamento, para uma pessoa que difícilmente iria perdoar), imagine falando para pessoas que vai espalhar a notícia, igual um furacão, e assim como esse, causar danos.

Tem celular que já vem desbloqueado por natureza, é só ligar e sair falando.

Outros, dão trabalho tendo que desbloquear, é mais complicado.

Pare de gemer de dores de pecado – confesse a Jesus- só a Ele , e vc sentirá alívio.

Solte as correntes, liberte seu coração, e vc se sentirá muito melhor.

Lee

Na Sessão Revival:

You`ll be in my Heart Phill Collins:

Unchain my Heart, e seu balanço inconfundível - clássico com Joe Cocker:

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Trocando de Pele no meio do Caminho

Trocando de Pele
A Beira do Abismo


Sonho: Trocando de pele no meio do Caminho

Término do sonho: 05.55h da manhã dessa sexta, horário de Brasília

Eu já havia perdido um sonho forte, numa madrugada dessas, pois tive preguiça de anotar no caderno que fica ao meu lado quando durmo...tava muito cansado...e me esqueci dele.

Pra não repetir o erro, dessa vez corri para anotar o mais depressa posssível, pois já estava começando a esquecer dele, e fazia umas três semanas que não tinha um sonho que eu pudesse postar.

O sonho:

Eu havia sido sequestrado por um motorista de caminhão, que, em vez de me jogar na parte de trás do mesmo, simplesmente amarrou meus pulsos e tornozelos com fita adesiva, assim como tapou minha boca com uma, e me deixou ao lado dele, como carona.

Ele sentava o pé, se afastando cada vez mais da cidade, correndo por uma estrada de terra.
Foi quando percebeu que a linha reta que fazia, ia dar direto num desfiladeiro:

Havia um precipício a nossas frente, e pra não cair, tinha que seguir um contorno pela montanha, uma outra estrada bem apertada.

Ele sentou o pé no freio, e o caminhão travou todas as rodas, mas deslizava de lado, ainda em velocidade, e por um bom tempo.

Perto do desfiladeiro, o caminhão tomba, se arrastando para perto do penhasco...

Ele para com metade lateral quase caindo no desfiladeiro, e a outra na terra, como na foto acima.
Olho para o motorista- sequestrador, e este está morto: Bateu com a cabeça, que sangrava.

Subo em direção a janela,mas com cuidado:

O caminhão estava “balança mas não cai”.

Assim que saio do caminhão e piso em terra, desato as fitas que me prendiam, com uma parte da ferragem que estava exposta.

Tomo uma decisão:

Empurrar o caminhão para o precipício, e consigo pela ajuda da gravidade.

Queria que pensassem que havia morrido...
É quando avisto, bem pequenos ainda no meu campo visual, dois carrões da polícia , tipo americanos, grandão ( acha que no meu sonho vou sonhar com os horrorosos carros da polícia daqui?), correndo em minha direção, pela estrada deserta...

Na curva lateral, que beirava uma montanha, vejo uma relva, num plano de superfície mais baixo de onde estava, e corro até lá.

Me jogo na grama, para que os policiais não me vissem...percebo que estou de camisa branca.

Vejo eles notificando pelo rádio o acidente, e fico quieto escondido.

Na cena seguinte, muda o cenário:

Eu me vejo entrando num laboratório, e uma cientista está a minha espera:

Tinha jaleco branco e cabelos escuros.

Pergunto a ela:

- Preciso mudar de aparência...pode me ajudar?

- “Sim, mas isso vai doer, me responde”... "tenho algo que vai fazer mudar sua pele”.

Ela vem até a mim, e com aqueles tubinhos que a gente vê nos laboratórios de ciência, derrama na minha cabeça, escoando por todo meu corpo, um líquido quente,que parecia uma espécie de ácido...

Eu urro de dor...o líquido faz derreter toda minha pele, fazendo-a descascar, da cabeça aos pés...

Fico sem pele na hora- com carne viva, como na foto acima.

A cientista vem e me cobre com um jaleco branco, e me diz:
- Leva um tempo até nascer pele nova.

Assim, fico esperando a pele nascer.

Interpretation:

Caminhão: A religião, o sistema religioso, que tentava me afastar do caminho Dele.

Eu era atado e amordaçado, pois sempre falei a verdade do evangelho, que é algo terrível para “evangélicos” sistematizados, que não gostam de ouvir a verdade, e seguem em seu engano e enganando os outros.

Motorista-sequestrador: um agente desse sistema religioso...provavelmente um pastor, pois já sofri desde muito cedo com eles, não seguindo seus esquemas de conduta comportamental ( já tive que sair de igreja por me recusar a usar terno pra dirigir culto, por exemplo), e outros tipos de oferta de “igreja”, na qual teria que me “vender”.

Caminhão tombando – livramento de Deus, pois a religião que gosta de usar o nome Dele, mas sem o entendimento do evangelho da graça, leva os outros ao precipício:

É o que mais acontece hoje em dia, um monte de caminhão com gente (igreja) , sendo conduzidas por um pastor (motorista), que adepto das regras religiosas, denominacionais, etc, e cheios de legalismo, de idéias própias que dizem ser “de Deus”, dirigem o povo até o abismo.
Quando todos percebem, já caíram...

Eu desatando as ligas : Me livrando de tudo aquilo que me amarrava, me prendia, me calava – não aceitando me adequar ao esquema religioso.

Empurrando o caminhão: Quando decidi me livrar de todo o peso religioso que ainda acompanhava a minha vida -vi que, “precisava morrer” para eles.

Cientista: na verdade, era um anjo do Senhor, que já estava me esperando.

Laboratório : local de transformação – é dos laboratórios que vem as mudanças (para bem ou mal) , onde através das pesquisas, se descobrem curas, por exemplo.

“Tubinho de ensaio” - Era o óleo do Senhor, na verdade muito quente, para começar a mudança, despejada pelo anjo (sim, anjos assumem também formas femininas).

Jaleco branco- Eu já estava de camisa branca – o branco significa a pureza – não quis me contaminar com isso tudo que vejo por aí, mas o jaleco me protegia enquanto formava minha nova pele- são as vestes Dele, honrando minha decisão de me manter “branco” (puro) , em relação as coisas acima citadas.

Pele caindo - Apesar de o coração não se contaminar, de uma forma ou outra, vc sempre acaba se contaminando no meio religioso – e eu precisava de uma nova aparência, já que tinha me decidido me tornar uma nova pessoa – o outro Lee morreu para o sistema.

Pele viva: isso dói- É um processo doloroso.
Nesse processo de dor,tive que me livrar de coisas que me atavam, atrapalhando até mesmo minha comunhão com Ele (casamento com pessoa legalista, emprego “seguro”, mas que me consumia, me sugava ao extremo, etc).

A dor vem de todo processo, onde vc perde amigos- que na verdade descobre que nunca foram- perda de status e “reconhecimento” segundo os homens, etc.

Ninguém quer estar perto, pois sua pele tá transformando- tava igualzinho na foto acima- quem se atrai por uma pessoa assim?

Dizem que vc está morto, que vc morreu, pois acham que vc morreu no acidente (que na verdade, foi livramento divino).

Minha pele está “trocando”, e estou ficando irreconhecível para quem me conheceu antes.

É um processo ainda em andamento, que o Senhor está fazendo comigo, e que difícilmente as pessoas que estão “no sistema” desejam passar – dói, vc fica indesejado, no início fica sem referência, já que a maioria das pessoas tem pouco conhecimento, e vai aprendendo devagar, com Ele.

É meio parecido com a “lagarta que vira borboleta” :

Uma “tem que morrer”, para a” outra poder voar”- a que voa, na verdade, teve que trocar de pele para poder viver.

Lee

Na Sessão Revival, aquele que poderia ser o “clip oficial” desse sonho:

Meet me Halfway (Me encontre na metade do caminho) – Kenny Loggins, tema do filme Falcão, campeão dos campeões:

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Pessoas que se sentem Inferiorizadas pelo Trabalho


Existem pessoas que se sentem inferiorizadas, tão somente pelo tipo de trabalho que realizam.

Algumas dessas pessoas, não tiveram oportunidades na vida;

Outras, por algum motivo, não estão na profissão que se prepararam, não tiveram oportunidades, e apenas “sobrevivem” em algum tipo de trabalho que não é o que queria.

De maneira geral, aqui no país, a mentalidade sempre foi dirigida para se tornar alguém “da côrte”, na época que éramos colonizados por Portugal.

Assim, se fazia o possível para ser aceito entre “ os nobres “ – e como “nobre “ sempre gostou de títulos, nego fazia o possível para arrumar um, e estar entre eles.

Títulos poderiam vir casando-se com alguém da côrte, e assim virar Duque, Duquesa, Marquês, Marquêsa, Conde, Condessa, Barão, Baronesa, etc.

Aqui no Rio, que foi Capital do Império, é muito comum ruas com os nomes acima...

Eu mesmo moro em rua com nome de Barão, e quando desço, entro em rua de Conde...
Bem, que não tinha acesso a côrte pra se casar com algum “titulado”, tinha que se virar
pra arrumar um “título”, e “ser alguém”...

Daí surge a criação da universidade aqui no Brasil, pela família real.

Criaram um curso de medicina, com professores trazidos de Portugal...

Sim, desde o primeiro momento, sempre quiseram “doutor”, mas a intenção nunca foi “ nobre ” - sempre quiseram , isso sim, formar nobres.

Como os filhos dos “nobres” iam estudar na França, Inglaterra ou em Portugal, não tinham muitos alunos aqui por um simples motivo:

A maior parte da população não sabia ler!

Criaram a faculdade, mas não criaram escolas de ensino fundamental e ensino médio...

Fala sério...tinha que ser coisa de português!

Aí então, investiram na educação, onde os Jesuítas tiveram papel fundamental (o objetivo era ensinar a ler, para depois catequisar).

Assim, surgiram colégios como o Pedro II, aqui no Rio, que é de 1837, e é o segundo mais antigo no Brasil.

Como sempre, a preferência era de gente que tinha grana, e de filho de políticos, até que com o tempo começaram a dar bolsas, mas era raro ver um aluno negro como vemos hoje.

Enfim, esse era o “nobre” objetivo inicial das faculdades – dar títulos, achando que com eles, as pessoas se tornariam “alguém na vida”,e não capacitados a servir.
O povão até hoje quer imitar “a côrte”...veja por exemplo as cerimônias de casamento:

TODAS elas são imitando as cerimôniais dos nobres, com entrada de noiva em vestido caro, desfile de testemunhas (padrinhos), todos “entonados”, igreja decorada, e comilança geral depois da cerimônia.

Tem casal que gasta tanto em “ imitar a nobreza”, que já começam o casório de maneira errada:

Investem mais na cerimônia, do que na sua própia intimidade.

Gastam mais “se parecendo com a côrte”, com enfeites, lembranças e enchendo a pança dos outros, do que numa lua de mel decente:
Gastam mais querendo impressionar os outros, do que no “enfim sós”.

Tem casal que não viaja, pois gasta a grana em “ duas horas “, do que com eles mesmos em alguns dias, só para imitar “a côrte”, se sentindo “nobres “.

Assim, o objetivo inicial da côrte, sempre foi distribuir títulos...

Lembre-se que o nobre era rico por que pelo título que conseguiu, herdava terras do rei, enquanto os comerciantes (burgueses), não tinham título, mas tinham grana, pelo acúmulo de dinheiro – o resto era “povão”, com escravos e tudo.

Sem falar dos que também entravam no meio religioso apenas para serem “sacerdotes”, pois isso também dava “status”...na cabeça de alguns, dá até hoje.

Ou seja, herdamos uma herança cultural nesse sentido, que mesmo nos países onde houve monarquia, isso foi passando ao longo do tempo.

Aqui no Brasil, afunilamos nossos adolescentes para o vestibular, pois a mentalidade da “côrte” ainda se faz presente.

Lá fora,os Institutos Politécnicos, formam profissionais em dois anos, depois do ensino médio, e aqui, eles ainda não tem força, por causa da mentalidade que herdamos.

Lá fora, os jovens trabalham no verão, em postos de gasolina, em lojas de conveniência, entregando jornais nas cidades, etc, pra ganhar um trocadinho pra eles.

Aqui, os pais da classe média não estimulam nem deixam seus filhos de 16 anos ficarem só de 4 a 6 horas no MC Donalds, pois acham isso desonroso:

Acham que é só para os meninos e meninas do morro.

Lá fora, a auto-estima do trabalhador é melhor do que a nossa:

Quando criança, nunca esqueço de que quando ia pra escola , passava em frente a bela casa do gari de minha cidade, que tinha um carro tão bonito quanto do meu pai, que estava a serviço da embaixada.

Isso na Alemanha...e o cara que consertava a máquina de lavar a roupa da minha mãe, vinha de terno e gravata, colocava um “jaleco” cinza, e depois ia embora num carro bonito, também.

Enfim, por todo esse histórico apresentado acima, muita gente se sente inferiorizada pelo tipo de trabalho que realiza, por ele não ser considerado" nobre".

Nas igrejas mais “abastadas”, onde tem mais gente com grana, e cheios de títulos, os que possuem um “” serviço simples" se sentem inferiores.

Mesmo a galera que vai ralar lá fora, nos EUA, na Inglaterra, etc, entregando pizza, fazendo faxina, sendo babá, entregando jornal, sendo motoboy, também se sentem inferiorizados com isso...

O que fazer nesses casos?

Seja o que estiver fazendo, faça-o como se fosse pra Deus.

“E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.” (Colossenses 3.17)

Paulo foi até acusado de apoiar a escravidão, quando mais embaixo nesse texto, disse:

“Vós, servos, obedecei em tudo a vossos senhores segundo a carne, não servindo só na aparência, como para agradar aos homens, mas em simplicidade de coração, temendo a Deus”. (Colossenses 3.22)

Ele simplesmente quis dizer que, a melhor maneira de se sentir útil num ofício sem maiores glamours, sem status algum, chato – ou no caso aqui em questão – mesmo debaixo de opressão de uma escravidão humana – é fazê-lo como se fosse pra Deus.

Aí a pessoa “se sente útil “, pois agora sabe “para quem” está fazendo: O foco muda.

Isso, os pastores não ensinam...só ensinam a “ser da côrte”, como os de fora.

Veja como Deus vê as profissões – Ele acha as mais humildes também importantes.

Jesus surpreendeu os sacerdotes no templo, com o seu conhecimento, só com 12 anos.

Ele,” teen”, era aprendiz de carpinteiro - aprendia com seu pai:

Foi o “ Mc Donald dele”, de trabalho adolescente.

Exerceu esse ofício até os 30 anos, quando começou sua missão...

Entre seus seguidores, só Lucas era médico, no meio de um monte de pescadores, e gente de profissão menos “honrosa”, como cobrador de impostos.

Para Jesus, alguém só seria o ” maior de todos “se servisse aos outros".

Não se impressionava com títulos, com chefias, com políticos, com ricos, nada.

Não bajulava quem tinha essas coisas, e nunca estimulou ninguém a “ser alguém na vida”, conforme o entendimento dos homens.

Ensinava os valores da” côrte do reino Dele”, e não dos da terra.

A igreja de hoje, ás vezes ensina mais os valores da côrte da terra, do que os valores da côrte Dele.

A igreja de hoje, discrimina mais os humildes que estão dentro dela, do que as pessoas de fora da igreja.

Toda vez que um pastor exalta alguém por causa de título, o destaca por sua profissão, ou mesmo posição clerical dentro da igreja, ele inferioriza o que não é.

Toda vez que um pastor “ora”, pedindo que de sua grei saiam “doutores”, “executivos”, “prefeitos”, “governadores” ou mesmo “presidentes”, já que na cabeça deles todos tem que ser “cabeças”, e não cauda”, ou mesmo a título de “facilitar o evangelho”, acontece isso:

1- Ele revela toda sua vaidade, sob capa de “espiritualidade”, já que vai se gabar de que, se isso ocorrer, em seu rol de membros vai ter gente “influente”, ou no mínimo, com boa receita de dízimo (é assim que eles falam nas reuniões de pastores);

2- Ele distorce a essência do evangelho, que não é procurar essas coisas, mas sim, ter simplicidade de vida, servir aos outros, e não buscar poder. Se alguém conseguir uma posição social assim, será obtida naturalmente, na caminhada cristã e seus valores, e não de maneira “predatória”,ou por quê “é melhor pra Deus “, como se Ele precisasse disso.

3- Ele arrebenta com seu rebanho mais humilde, que se sentirá ainda mais inferiorizado, sem falar que, na verdade, as pessoas de profissão mais humildes, é que tem contato com maior grupamento de pessoas , se o objetivo fosse esse mesmo, “influênciar com o evangelho:

Quem tem mais contato com gente, o dono da Nestlè, cercado de seguranças e que vive dentro de salas, ou o porteiro do seu prédio??

Eu vejo nas igrejas muita discriminação nesse sentido, muito mais do que lá fora.

Por exemplo, sou da família do Jiu-Jitsu (quem é de academia saudável, conhece esse conceito de família).

Lá todos se falam, e ás vezes ficamos meia hora conversando depois do treino...

Tem dentista , entregador de pizza, fisioterapeuta, cabelereiro, executivo, vendedor de roupa, professor de faculdade, gari da comlurb , estudantes, militares, dono de loja, vendedor de produtos hospitalares, entregador de quentinhas, fiscal da receita, vendedor de seguros, fiscal da prefeitura, vendedor de motos...

Sem falar nos estudantes filhos de porteiros e manicures, que cansei de ver.

Em todos esses anos, eu nunca vi ninguém ser discriminado, maltratado, deixado de lado:

Quem fizer isso, sai rapidinho dali - entra na porrada na hora.

Mas cansei de ver gente ser deixada de lado, por ter profissão mais humilde, em igreja.

Não se inferiorize por seu trabalho não ter status, ou mesmo for muito simples:

São os homens que se importam com isso, Deus não:

Ele também já teve um serviço humilde, ralando na carpintaria.

Lee, que um dia, mesmo tendo tudo na infância, e anos mais tarde recém-formado, não aparecendo nada, foi entregar jornal de madrugada, sem ninguém saber:

Trabalho, a gente pega o que aparece, até vir um melhor.




Na Sessão Revival , Que o mais simples fosse visto como o Mais Importante...Índios:



http://www.youtube.com/watch?v=ErCDzyr2qc8