sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Máscaras


Quem você realmente é?

Ao longo do tempo, fui percebendo que muita gente usa máscaras de acordo com a situação.

Sim, mais de uma máscara:

Uma máscara pros amigos, uma máscara para a escola, uma máscara para a família, uma máscara no trabalho, uma máscara para a namorada/o, ou cônjuge,uma máscara na igreja...nessa aqui então, o que tem de mascarado...

Viu como é muita máscara?
Nem em teatro vejo gente representando tanto papel como no dia a dia.

A máscara serve para esconder quem nós somos,ou o que estamos sentindo.

Quem nós realmente somos, quer aflorar, vir a tona- e como as vezes esse “eu real “ não é legal, coloca-se uma máscara.

Quem está sentindo dor, e faz o possível para escondê-la, coloca uma máscara.

E seguem na ilusão...

As infelicidades cônjugais, a tristeza de viver uma vida infeliz, uma crise existencial, uma depressão, as pessoas escondem com uma máscara.

Mas pela máscara dá pra ver os olhos- a maioria...

E quando se percebe que eles estão caídos, tristes, a máscara não cumpriu bem seu papel.

Viver sob máscaras, é viver sob falsidade.

E essa falsidade se torna tão pior quanto aquilo que a pessoa tem de mudar, ou tão pior quanto a dor que se sente.

Máscara só é bom de ver em super herói – e mesmo na ficção, eles não ficam com ela durante a maior parte do dia.

Jesus condenou os maiores mascarados de sua época – os fariseus religiosos.

A religião sem o espírito do evangelho, sem a graça deste, é a maior máscara que existe.
Mas quem se achegou a Ele, por pior que fosse a situação ou pecado , achou graça, conforto, e perdão.

Quem vive com máscaras, vive tenso por ser descoberto.

Vive com medo de deixar um furo, e descobrirem quem está por detrás dela.

Vive com medo de descobrir a dor dela, se for este o caso:

Vive com medo de descobrirem que seu casamento, sua vida, é uma farsa.

Deixe sua máscara, e seja legítimo...
Viva uma vida sem máscaras.

Lee, auto des-mascarado há muito tempo.

Na Sessão Revival, Máscaras, com Rafaela Pinho :