sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

O Garotinho das Agulhas- A magia negra em Ação


O que chocou o país essa semana, não foi nenhum escândalo político.

Foi o “cair na real” de que existe gente que trabalha para o mal, espiritualmente falando:

Foi gente no tempo do “políticamente correto”, descobrir que existe magia negra.

Pra quem não soube, e essa parte escrevo pra turma que está fora do país e me lê (pois quem está no país e não soube é um alienado):

Um menino de dois anos no interior da Bahia era torturtado pelo padrasto e uma “mãe de santo”, com rituais que introduziam no corpo do menino, agulhas, que no fim das contas deram um total de mais de 20 agulhas enormes.

Três estão perto do coração, duas perto do fígado, uma perfurou o pulmão, e se atingir órgãos vitais, o menino morre...

Alías, no momento em qu escrevo essas linhas (23.20h de sexta-feira no Brasil) o menino está sendo operado para tentar tirar as agulhas perto do coração.

Ridícula foi a reportagem da Globo...

Querendo ser políticamente correta, pois agora estão passando a série “sagrado”(que de sagrado só tem o nome), para agradar todas as religiões, em nenhum momento a emissora se referiu, como as demais emissoras de tv, e os jornais, como aquilo sendo um ritual de magia negra.

Inclusive num de seus jornais, o apresentador falou enfáticamente que a turma da macumba foi consultada, e que um pai de santo negou que isso exista...

Isso é que dá querer agradar a todo mundo, sendo políticamente correto, por causa da tal da série religiosa-televisiva, que passa pelas manhãs...

Há algo de sagrado nisso?

Ora, rituais desse tipo sempre aconteceram na história do ocultismo, vamos parar com essa palhaçada de ser políticamente correto e querer agradar todo mundo.

Ou ninguém sabe que leva-se o nome em alguns círculos da macumba pra prejudicar pessoas?

Que os ciganos esotéricos lançam maldições nos outros?

E o vodoo, como vemos no bonequinho acima?

Sabem por quê o Haiti, onde mandaram tropas brasileiras via ONU, tá nessa merda?

O ditador que presidia o páis anteriormente, consagrou o país a satanás, declarando que ali era a capital mundial do vodoo...o caos foi imediato, miséria e pobreza se alastraram...

Alguém publicou isso no jornal?
Claro que não...encaram isso como “religião”, como algo cultural, e fica por isso mesmo.

Aqui no Brasil sempre houve isso, o problema é quando “vaza”, como aconteceu nesse caso, ou no caso dos adolescentes de Minas, naquele ritual de sacrifício humano.

Onde você acha que vai parar parte das crianças desaparecidas? Em creches?

Enfim, era um trabalho feito pelo padrasto, a pedido da amante, pra “prejudicar” a mulher , e usaram a mãe de santo, que em transe, dizia para aplicar duas agulhas por "sessão " no corpo do garotinho, que consciente, urrava de dor.

Há algo de “sagrado” nisso?

Há algo culturalmente bonito?

Se isso não é um ritual de magia negra, é o que?

Um culto...uma missa?

Uma manifestação sadia de credo religioso ?

A população está revoltada...até a turma da macumba, que exerce seu direito de fé em seus terreiros, se revoltou, pois os caras queimaram o filme deles.

Essa turma vai passar sérios problemas na cadeia...

Preso não gosta que maltrate criança, eles tem filhos.

A mulher presa, então, fica revoltada quando vê essas coisas, e chega alguém assim por lá...
Em algumas cadeias, uma vez por ano tem um motim só para acerto de contas com gente assim.

Mas isso só evidencia a que ponto uma pessoa distante de Deus pode chegar:

Vira uma besta-fera, um ser capaz de fazer sofrer, de ver, uma criança de dois anos sendo torturada repetidas vezes seguidas, até ao ponto de não aguentar mais.

Lee

( Após o Natal, vou escrever: o Exorcismo “Sobrenatural” de Jesus)

Na Sessão Revival, é assim que se fala sobre isso- É assim que a Globo deveria ter dado essa notícia, sem meias palavras:

http://www.youtube.com/watch?v=LOOO7opL9_s