quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Pedindo a Benção sobre o roubo em oração


Essa história de mais um escândalo em Brasília me trouxe lembranças, em primeiro lugar.
Lembranças de João Batista, precursor de Jesus, e o que ele falou sobre propina aos soldados romanos que foram se aconselhar com ele...

E sobre os publicanos, na mesma ocasião, que foram se batizar com ele, e perguntaram o que deveria fazer dali em diante...

Mas isso, vai dar uma longa explanação, e só vou ter tempo pra isso domingo.

A outra lembrança que me veio a mente, foi de quando me tentaram para receber propina.

Se você acha que nunca vão te oferecer propina, pode se surpreender um dia.

E ela vem quando geralmente você mais precisa...

Anos atrás, ainda no serviço público, me ofereceram mil reais para facilitar uma situação.

Naquela época, eu estava pintando as paredes da casa, e isso mais do que me era suficiente.

Na mesma hora, respondi : Peça para outro – você. pediu pro cara errado.
Sabe, o corrupto aceita 20 reais ou um milhão, não importa a quantia:

É questão de caráter.

Recentemente um capitão PM aqui no Rio foi preso por que ficou com a jaqueta e tênis que era produto de um furto...

Se perdeu por tão pouco, pois não era nem 10% do salário dele.

Mas o que mais fiquei pensando foi como a corrupção está imersa no ambiente evangélico.

Esse cara que fez a oração tentando abençoar algo maligno, diabólico, que você vai ver na Sessão Revival, é o deputado Brunelli, que é filho de pastor.

Assim como ele, muita gente ”de igreja” acha que pode arrumar dinheiro sujo e convertê-lo para o bem, através de oração.

Ensinam isso, sobre dinheiro de tráfico, etc- já ouvi no rádio (na época que ouvia rádio gospel).

Não é de hoje que várias igrejas “lavam dinheiro”, pensando dessa forma.

O vice governador de Brasília, Paulo Otávio, que também tá nesse esquema, era colado com o Robson Rodovalho, fundador da igreja “Sara nossa terra”, até brigarem por “poder”.

O governador de Brasília espelha muito bem o tipo de políticos que nós temos, que sempre quer levar um por fora...

Agora mesmo aqui no Rio, o César Maia, ex-prefeito, vai ser indiciado na CPI da cidade da música, projeto faraônico que custava 90 milhões, mas já passou dos 600 milhões de reais.

Mas antigamente, as coisas eram mais chiques:

Eles saíam com pastas de executiVos, chamadas de” 007”, recheadas de dinheiro.

Hoje, enfiam na meia, na cueca, na calcinha, na peteca, e no fio-fó.

A corrupção no meio evangélico, altamente promíscuo com o poder político, onde pastores se vendem por grana ,status ou poder, gera essas cenas lamentáveis.

Orar depois daquela sacanagem, é como orar agradecendo os serviços de uma prostituta, na cama de um motel;

É como se um assaltante orasse pelo cara que ele acabou de assaltar, com arma na cabeça, pedindo “prosperidade” pra ele, já que este o “ajudou”;

É como se estuprasse uma mulher,e depois falasse do “amor de Deus” para ela.

Sinto falta de pastores com a coragem de João Batista...

Mas sobre ele, vou falar só no domingo.

Lee

Na Sessão Revival, veja a agora chamada Oração da corrupção:

Uma verdadeira distorção do que é certo e errado, uma invocação, não no nome de Jesus, que não pode participar do que é iniquidade:

Uma vedadeira invocação, sim de demônios...nem no” Sobrenatural” vi disso!

http://www.youtube.com/watch?v=xuaRqvzX5jY