sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

O que você faria se descobrisse que hoje é o último dia de sua vida?


De manhã cedo, um anjo chega pra você, ao lado da cama, e diz:

Chegou a sua hora – volto meia-noite pra te buscar...até mais.

Ainda com sono, não dá nem tempo de barganhar, pedindo mais um tempo...

Você fica perplexo, e começa a pedir a Deus que te dê mais tempo, para “corrigir” as coisas...

Talvez sabendo disso, ele não mandou um profeta, onde você pudesse encontrá-lo, e logo um anjo deixando o aviso:

Sim, ele já deu acréscimo, uma vez – e a experiência não foi boa.

No Antigo Testamento (II Reis 20 ) Deus ia levar o rei Ezequias, um Rei correto e temente a Ele, via doença.

Mas após a palavra do profeta Isaías, Ezequias começou a clamar...Isáias foi embora, e ainda no pátio, o Chefe disse para ele voltar...se compadeceu de Ezequias.

O rei ganhou um bônus de 15 anos a mais de vida – e foi a seguir a essa graça divina, que ele fez a primeira desgraça:

Mostrou a casa onde guardava os tesouros do reino aos embaixadores da Babilônia.

O Senhor o repreendeu imediatamente, novamente pela boca do profeta Isaías, que disse que o reino dentre em breve seria da Babilônia - que todos seriam levados pra lá, e seriam escravos.

A segunda desgraça do bônus de 15 anos de vida, foi o filho dele,que nasceu nesse período:

Manassés, que assumiu aos 12 anos, e promoveu cultos de magia, adivinhação e sacrifício humano, tendo inclusive matado seus própios filhos...acabou com o reino.

Essa experiência não deu certo...Ou seja, precavido, ele agora manda logo um anjo pra buscar, sem aviso prévio.

Mas você ainda recebeu um toque no início do dia!

Não perca tempo portanto pedindo acréscimos - pro seu próprio bem ( e talvez de sua família), tipo “ainda não vi meu filho crescer” ( Você não sabe as escolhas que ele irá fazer) Ou” ainda não me casei”, “ainda não fiz isso ou aquilo”,etc.

Meia-noite você vai...

O que é que você faria?

Pra onde você iria quando saísse desse plano da terra?

Bem, posso responder por mim...não iria trabalhar, ou para qualquer outro tipo de compromisso terreno...

Pela manhã,mandaria um mail despedindo de algumas pessoas que admiro...

Talvez ligaria pra umas poucas pessoas – diria que iria viajar – não vou assustar ninguém, e ninguém precisa saber que minha viagem é de bilhete único.

Passaria o dia de bermudas, chinelos e camisetas, meu estilo.

Pediria um contra-filé- e dessa vez comeria a gordura- comeria as batatas fritas sem culpa, com arroz e feijão.

Tomaria Coca-cola na garrafa de 350ml que tem aqui no posto- umas 4 delas.

Sorvete de creme!

Escreveria pela última vez no blog...

Se estivesse com alguém – e não fico com ninguém por “caridade”, ou “pra não ficar sozinho”, passaria algumas horas com ela, se namorados- sim, a tiraria de onde ela estivesse.

Se fosse esposa- e pra ser esposa, é por que é amada – da mesma forma, ficaria um bom tempo com ela...

Sei que ela não vai achar ninguém melhor – em todos os sentidos possíveis - mas não me importo se se casar com outro- sabe como é, elas sentem mais a solidão que os homens.

Só não vai se casar com um mané! O mundo está cheio deles...

Se tivesse filhos, deixaria que fosse pra escola – pra ficar sozinho com a mãe.

Mas na volta, nada de dever de casa, e sim muita brincadeira, beijo e abraço:

Eles tiveram pai que deu atenção, e nunca foi frio...e na minha experiência, sei que o Chefe cuidou de mim, quando levou meu pai cedo- fará o mesmo com eles.

Faltando uma meia-hora, iria pro meu quarto-escritório: a turma sabe quando ali entro, não posso ser incomodado, a não ser em casos extremos...

Afinal, é ali que escrevo, oro, estudo, medito...estaria orando por eles, e ali mesmo, onde mais estivesse a sós com o Chefe, esperaria o anjo.

Eu sei pra onde vou – quem confessa a Cristo como Senhor de sua vida, sabe pra onde vai:

Quando ouviram a verdadeira mensagem, a boa notícia que trouxe para vocês a salvação, vocês creram em Cristo.

E Deus pôs em vocês a sua marca de proprietário quando lhes deu o Espírito Santo, que ele havia prometido ( Efésios 1.13)

E você...sabe para onde vai? Tem medo de morrer?

É apegado as coisas terrenas?

Ezequias ia partir via enfermidade...uns vão por acidentes, desastres, violência, outros por velhice.

Minha irmã que não conheci, nasceu doente e se foi aos 6 anos.

Meu pai partiu via acidente, no navio, aos 55.

Minha avó foi de velhice, aos 92.

Perdi vários amigos na casa dos 20.

Não tem “idade certa” pra morrer – basta estar vivo.

A única coisa certa é que esse anjo vai passar, algum dia.


Lee

Bônus: Do outro lado da Vida

Anjos são pontuais : o meu veio me buscar na hora exata, meia-noite.

Já do outro lado, me vejo ao lado dele numa fila: Estamos na ante-sala do céu.

Fico sabendo que o nome dele é Ariel, e que me acompanhou boa parte da vida na terra.

- Foi você que eu vi de relance no cinema, ao lado do banco? Perguntei, me referindo a uma orla branca resplandecente, e pés descalços, que passaram ao meu lado, no Shopping Tijuca.

- Foi sim, depois você viu no noticiário o que aconteceu na rua em frente ao cinema, enquanto estávamos lá...aliás, filminho bom aquele - Você tinha bom gosto, era bom ir ao cinema.

A fila na ante-sala do céu é pra saber se nós, que acabamos de sair da terra, estamos no Livro da vida...

Todos tem de ir até um balcão, onde um anjo, com vários auxiliares, vão buscar em enormes estante com infinitas bibliotecas, pra ver se tem o nome da pessoa que chega.

Enquanto não chega a minha vez, continuo o papo com Ari...

- Por quê você não apareceu pra gente levar um papo? Perguntei.

- Por quê geralmente estamos em missão, além disso, só deixamos recados, avisos – que podem ser em sonhos – e papo mesmo, é pra vocês levarem com o Senhor :

Não queremos correr o risco de sermos adorados- vocês tem mania de adorar tudo na terra – e foi assim que Lúcifer e sua turma, que eram como nós, caíram, disse.

- Você estava quando rolei da escadaria aos seis anos?

- Sim, fui enviado para que você não morresse naquele dia...crianças nos dão muito trabalho.

- E quando eu fui atropelado em frente á grei?

- Segurei o trânsito naquela rua movimentada, enquanto você se arrastava pra calçada..e .fala sério, ser atropelado por um Fusca!

Era só o que me faltava- ser sacaneado por um anjo na porta do céu!

Chega minha vez no balcão, e Ariel diz meu nome completo para outro anjo.

Enquanto isso, vejo um cara desesperado, se afastando junto com um anjo, de onde estávamos...era o cara que estava á minha frente....ele pedia pelo amor de Deus pra ficar, e a seguir, sumiram de vista.

- Ele não está no livro da vida, diz Ariel...e era um pastor.

Putz, pensei...eu ainda não havia entrado no céu...o negócio ali não era brincadeira.

- Na terra, o Senhor deu a ele condições materiais, e um ministério, que ele começou bem...mas depois se perdeu, e só queria ganhar dinheiro, iludindo os santos.

- E agora ele vai pro Inferno...isso?

- Dannn...me sacaneia Ariel...tinha que ser meu anjo....

- Afinal, “nem todo que me diz Senhor.”...

- “Entrará no reino do Ceú”, completei...o que acontecerá com ele?

- Lembra da tortura que você via em Sobrenatural? Aquilo é fichinha, nem uma gota de água do que acontece – especialmente pra quem era obreiro da seara, e desvirtuou os outros...ele sentirá dor como na terra, e “não pode morrer”.

- Claro, já tá morto, resmunguei...mas Ariel escutou:

- Errado...no pós-vida da terra, é quando vocês “estão mais vivos”- aqui vocês não morrem nunca.

Chega o meu livro...ufa! Minha biografia...no céu não tem computador, é tudo á moda antiga.

- Ele pode entrar, diz o anjo pra Ariel.

- Não vão me dar nem um cartão magnético? Perguntei.

Ari ri, e vai comigo até a entrada do portão...

- Ele pode entrar, diz para dois enormes anjos.

- Voltarei a te ver, Ari?

- Eventualmente...minha missão geralmente é mais na terra...

O enorme portão começa a se abrir...é luz o tempo todo...Ariel me diz:

- Vá...o que você vai ver agora , é a Glória de Deus.

Na Sessão Revival Último dia:

O que você faria nesse último dia?
O Nickelback faz a mesma pergunta:
http://www.youtube.com/watch?v=tGBb391gl2M