domingo, 25 de abril de 2010

Por acaso sou eu guardador do meu irmão?

Caim matando Abel, Por Corinth Lovis, 1917

Aí Caim disse a Abel
, o seu irmão: Vamos até o campo. Quando os dois estavam no campo, Caim atacou Abel, o seu irmão, e o matou.

Mais tarde o SENHOR perguntou a Caim: Onde está Abel, o seu irmão?

Não sei, respondeu Caim, Por acaso eu sou o guarda do meu irmão?

Então Deus disse: Por que você fez isso? Da terra, o sangue do seu irmão está gritando, pedindo vingança. (Gênesis 4 )

Se você ler desde o início do capítulo, vai ver que Caim matou seu próprio irmão por inveja.

Mas, antes que eu me esqueça (não trabalho com esboços, sou livre também disso), quero começar falando da pergunta de Deus...

Quando Deus fez aquela pergunta, é claro que Ele sabia o que havia ocorrido...

A pergunta de Deus naquela hora, foi um momento que Ele preparou para oferecer a Caim uma oportunidade de arrependimento.

Foi um ato de misericódia;

Era um ato da graça
, a disposição de Caim, se esse confesasse seu erro.

Talvez as sanções apresentadas a Caim depois (e só você continuar lendo o texto em casa) seriam amenizadas, se esse tivesse confessado...teve que viver fugindo.

Mesmo em nossos maiores erros e pecados, a primeira atitude divina é de oferecer perdão, e não chicote.

Mas Caim, além de matar covardemente, ainda foi debochado...

Disse que não era “guarda do irmão”.

O coração invejoso de Caim revela uma face egoísta...o que ele quis dizer para Deus, foi:

“Eu cuido da minha vida, e ele que cuide da dele”.

É assim, na maior parte do tempo, na história de nossas vidas:

Levamos uma vida á la Caim, seguindo nosso próprio egoísmo, sem se importar com os outros.

O Cainzinho que tem dentro da gente, não se preocupa com os outros, e é extremamente invejoso.

Quando Deus pergunta pra gente “ Onde está o seu irmão”, será que sabemos responder?

Sabe o que é mais curioso dessa história, o que me chama mais a atenção?

Toda a inveja de Caim começou num culto.
Abel levou um carneirinho como sacrifício ao Senhor, o primeiro nascido de seu rebanho.

Abel era pastor de ovelhas...Caim, agricultor.

Caim pegou algum dos produtos da terra, que Deus rejeitou.

Ele poderia ofertar da terra, sim...mas só que:

Fez de qualquer jeito...deve ter pego algo que “não lhe fizesse falta”...

Algum hortifruti mas caidinho...mais murcho, mais pra lá do que pra cá...

Deus sempre repara na nossa atitude, quando estamos cultuando/ ofertando/ indo em sua presença.

Não adianta fazer ofertas fakes, ele manja rapidinho...

Mas até hoje, muitas pessoas num ambiente de culto, fazem a oferta fake de Caim.

E morrem de inveja dos outros...nossos cultos tem muito da inveja de Caim, até hoje.

Encontramos na grei pessoas assim:

Morrem de inveja no culto, de alguém que canta melhor do que você;

De alguém que toca melhor do que você;

De alguém que rege melhor do que você;

De alguém que ensina melhor do que você;

De alguém que prega melhor do que você;

De alguém que tem mais grana, posição social, do que você;

De alguém que é mais inteligente do que você;

De algúem que é mais influente do que você, mesmo chegando há pouco tempo;

De alguém que “capta as atenções naturalmente”, mesmo com pouco estudo, e sem ser “de família tradicional na igreja”, como você;

De alguém que é mais bonito/a do que você (méldeus!) ;

De alguém que “já se casou”, antes de você (e especialmente, se for uma irmã mais nova, a outra mais velha vai desesperadamente querer se casar, procurando uma “vítima”);

De alguém que passou no vestibular e ainda escolheu para aonde quis ir, e você ainda não passou;

De alguém que passou num concurso estudando sozinho, e você, mesmo nas Degrais Culturais da vida, ainda não conseguiu nem classificação;

Então...tô exagerando, ou as igrejas de hoje são cheias de Cains?

Caim e Abel eram “irmaõs de igreja”, e a inveja de Caim floresceu num culto.

Mas também eram irmãos de sangue...

Vejo irmãos de sangue com inveja um do outro...

Pelos mesmos motivos acima...e aí começam a disputarem...

De números de filhos feitos, a graduações em faculdades:

Conheço diversas irmãs que, assim que descobriram que a outra estava grávida, trataram logo de engravidar também, ou de ter mais filho do que a outra;

De irmãos que assim que um soube que o outro comprou um carro zero, quase ficava sem comer, só para bancar um carro zero, também;

De disputas de graduação:

Se um fazia Pós, o outro começava um mestrado...o placar atual é:
Um já tem doutorado, o outro, ainda é “apenas mestre”.

Os teens então, tem a síndrome de Caim nas veias:

Vão de roupas, brinquedos, games, computadores, e por aí vai...

Um inveja o que o outro tem, e os pais tem que se virar, pra “dar igual”.

Aquele adesivo que as vezes a gente vê em carro, é uma grande verdade:

A Inveja,é uma m...é verdade.

O mais triste de tudo, é que ela continua se iniciando em corações que estão num culto, como se iniciou no de Caim...

E que também estamos guardando, cuidando de nosso irmão, da mesma forma que aqueles guardadores de carros das grandes cidades, os flanelinhas...

Deixa que eu to vendo”...e vai embora, e só volta para te cobrar.

Lee