quinta-feira, 8 de julho de 2010

Livramento no Shopping Tijuca



O nosso Deus é o Deus da salvação; e a DEUS, o Senhor, pertencem os livramentos da morte. (Salmo 68.20)

Chama-se livramento o ato divino de livrar pessoas de uma eminente situação de perigo.
Conforme visto no salmo acima, este deixa bem claro que Deus pode interferir – conforme sua vontade – em situações em que exista uma possibilidade de morte;

Ou, ainda que esta não venha a se concretizar, que a pessoa venha a passar, participar, de situações em que veja alguma pessoa ao seu lado nessa situação.

Sábado passado, passei por uma situação assim, no shopping do meu bairro.

Era por volta de 14.30h, e comecei a sentir uma inquietação dentro de mim...

Assim, mesmo ainda cedo, senti que devia ir embora do shopping.

Mais tarde, fiquei sabendo, na tv (veja na Sessão Revival abaixo) o que aconteceu 30 minutos depois de minha saída:

Um assalto na joalheria do shopping, que fica bem na entrada do mesmo.

Os bandidos renderam funcionários e clientes, e na saída, seguranças do shopping resolveram atirar com várias pessoas entrando no shopping:

Troca de tiro no sábado, onde o movimento é maior!

Só não houve um strike igual o do boliche, mas com gente de verdade, por um milagre:

Tiro pra tudo quanto é lado, com gente desesperada se jogando ao chão, passando mal, etc.
As pessoas, não sei porquê, tem a falsa sensação de que dentro de um shopping estão mais seguras...pura ilusão:

Costumam roubar bolsas e pertences de mais distraídos, nas praças de alimentação;

E seja lá qual for o shopping, será haverá risco de roubos, em especial em joalherias:

Fique ligado quando passar perto delas.

Ouro, até hoje, é garantia de dinheiro...

Identifique a joalheria de seu shopping cotidiano, e evite passar em frente a ela, sem necessidade, é a loja favorita dos bandidos de shopping, seguido de lotéricas.

Mas falando na questão de livramento:

Estou convicto que Deus manda sinais as pessoas, quando Ele quer, na questão de perigos.

Para isso, você tem que aprender a desenvolver sensibilidade espiritual, pois no nosso espírito é que captamos os sinais de alerta vindos do alto.

Certamente vocês sabem que são o templo de Deus e que o Espírito de Deus vive em vocês.” (I Corintios 3.16)

Precisamos aprender a escutar essa voz do Espírito dentro da gente.

É quando você sente uma inquietação sobre ir a tal lugar, num dia;

É quando você sente uma falta de paz em determinado assunto:

Seja num namoro em que aparentemente tudo parece estar bem, mas começa a sentir isso (existem vários Brunos da vida, nessa área);

Seja em não pegar determinada condução, ou mesmo determinado vôo;

Seja em não fazer determinada prova na faculdade, um dia.

Foi assim com aquela menina que ficou tetraplégica na Estácio, faculdade aqui no Rio:

Ela foi fazer prova inquieta, não por questão de estudo, mas com a sensação ruim de que algo poderia acontecer...ela disse que sentiu isso dentro do ônibus, na ida.

E aconteceu:
O “senso de dever” falou mais alto, foi fazer a prova, e no intervalo, uma bala perdida atravessou a medula dela.

Deus nos dá o livramento, sim;

Mas muitas vezes, Ele nos alerta antes pelo nosso espírito, uma via de comunicação espiritual, nada mais natural para Ele.

Se aprendermos a desenvolver a nossa captação espiritual, ela funcionará como um radar, recebendo sinais de perigo, etc.

Há dez anos atrás, jamais seria capaz de captar as coisas de hoje, em espírito.

Ninguém nunca me ensinou isso, em igreja:

Estas, mesmo as pentecostais, estão mais preocupadas em trazer entretenimento ao povo.

É muito louvorzão, sentimentalismo pra fazer chorar, muita ação pra carne e emoções, mas que de nada servem pra alimentar o espírito.

Rebolation não é só fora da igreja, não:

Os maiores rebolations que existem hoje, são dentro das igrejas, com capa de louvor.

E ninguém aprende a ouvir a voz do espírito, pois não são ensinados a isso.

Seus líderes são os maiores ignorantes no assunto, pois ou nunca tiveram, ou há muito deixaram de ter intimidade com Chefe, buscando seus próprios interesses.

Eles não falam como Moisés falou para Ele:

Agora, se isso é assim mesmo, fala-me dos teus planos para que eu possa te servir e continuar a te agradar.” (Êxodo 33.13).

Você viu o exemplo do shopping comigo, hoje já com maior entendimento espiritual.

Cada pessoa pode aprender a ter maior sensibilidade para saber escutar os sinais de perigo, pois muitas vezes, o livramento vem através desses sinais.

Lee

Na Sessão Revival, veja o que aconteceu no shopping: