segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Os Mercenários de Stallone X Os Mercenários da Fé


Os Mercenários já está nos cinemas brasileiros, e no último fim de semana lotou todos os horários do Shopping Tijuca, aqui na minha área:

Saí do cinema ás 23h, e tinha uma fila enorme aguardando para entrar na sessão especial das 23.55h, com lotação esgotada, no sábado á noite.

O povo não caiu naquela conversa besta de boicotar o filme, pela piada que Sly contou sobre o Brasil, na Comic Com, feira “pop” americana:

Stallone disse, em tom de brincadeira, que o Brasil é um lugar onde "você pode atirar nas pessoas, explodir tudo e eles dizem 'obrigado!”.

Uns babacas twiteiros deram chilique, tentaram fazer campanha contra o filme, mas pelo visto, estão quebrando a cara:

Os Mercenários é a maior bilheteria americana do fim de semana nos EUA, batendo inclusive o filme da Júlia Roberts (Comer, Rezar e Amar), devendo repetir o mesmo aqui.

Num país com caos aéreo, onde as pessoas dormem no chão do aeroporto, como há 15 dias no caso da Gol;

Num país onde em São Paulo e aqui no Rio, as maiores cidades do Brasil, as pessoas pegam trem lotado ás 4 da manhã para chegarem no trabalho ás 8h, depois de passarem por ônibus também lotados;

Num país em que a Dilma, que há dois anos atrás ninguém conhecia, pode chegar a ser presidente;

Ou seja, somos “explodidos todos os dias”, não reclamamos, votamos em quem a mídiaou o Lula – manda, e achamos tudo bonito, dizendo "obrigado!"

Mas quando um americano fala a verdade, nos ofendemos...isso é o Brasil Tupi Guarani.

Bem , o exército dos Mercenários de Stallone tem gente da pesada, mas o exército dos Mercenários da Fé, aqui no Brasil, tem gente mais pesada ainda...

Vamos ver o perfil dos mercenários das duas equipes...quem levaria a melhor?

Os Mercenários de Stallone

Stallone
Velho de guerra, é o eterno Rocky Balboa , o eterno Rambo.
Astro dos anos 70 e 80, tem fã clube em todas as partes do mundo.

Dirige e roteirizou o filme, e sessentão, está mais em forma do que muito garoto de 20 anos.

A maioria das cenas fez sem dublê, chegando a escorregar nas filmagens de Mangaratiba, aqui no Rio:

Fez um filme de ação como nos anos 80, sem a moda atual dos efeitos digitais de Avatar ou a mania atual do 3D, que nada mais serve do que dobrar o preço do ingresso.

Deve rodar uma sequência, dependendo da arrecadação mundial do filme.

Jason Statham

Maior astro de filmes de ação atual junto com Matt Damon (a franquia Carga Explosiva já está no 3º filme), quebrou um paradigma:

Desde os 007s, a Inglaterra não tinha um astro de filmes de ação – e ainda por cima, calvo.

Jason foi atleta de saltos ornamentais (esteve nas Olimpíadas de Seul em 1988).

Jet Li

Pratica o Kung Fu desde criança, e dos 11 aos 16 anos ganhou o título nacional chinês de Kung Fu seguidamente , sendo então considerado pelo governo um “ tesouro nacional”.

Isso o levou a apresentações ao redor do mundo, incluindo uma na Casa Branca.

Comparado a Bruce Lee na técnica, fez mais de 20 filmes na China, até que chegou a Hollywood em 1998, no quarto filme da série Máquina Mortífera:

Jet “rouba as cenas” em que aparece, enfiando a porrada em Mel Gibson e Danny Glover.

Bruce Willis

Era de um seriado (que eu nunca gostei) chamado aqui no Brasil de A Gata e o Rato (Moonlightining).

Mas em 1988 virou astro mundial com Duro de Matar, já na quarta franquia, um dos melhores filmes de ação já produzidos, e Bruce teve que largar a série no ano seguinte.

Amigão de Sly e Arnoldão, onde eram sócios num restaurante de muito sucesso nos anos 80 chamado Planet Hollywood – a cena com os três juntos, no longa, é a primeira da carreira deles.
Mickey Rourke

O vilão de “Homem de Ferro 2”, voltou ao cenário com o drama “O Lutador”, há dois anos atrás, onde ganhou o Globo de Ouro de melhor ator.

Era um galã dos anos 80, aí resolveu virar boxeador dos 40 aos 44 anos, e quebrou a cara – literalmente:

Teve que fazer várias operações plásticas pelos murros que levou na cara, e ficou esquisitão.

Após o boxe, não conseguiu mais papéis de expressão pela cara esquisita, e foi por muito tempo sustentado pela mesada que o amigo Stallone dava pra ele.

Dolph Lundgreen

Em Rocky 4, era o boxeador Ivan Drago, que matou Apollo Creed numa luta de exibição, fazendo Rocky lutar pela honra do amigo na Rússia.

Foi vilão também no último 007 de Roger Moore, em 007 na Mira dos Assassinos, e co- estrelou com Van Damme a série Soldado Universal, atualmente no terceiro filme.

É faixa preta de karatê Kyokushin, que quebra tijolos e blocos de gelo com as mãos.

Terry Crews

Único negro na equipe, era astro do futebol americano :

Quando parou, fez várias pontas até estrelar como o pai de Chris, Julius, na série “ Todo Mundo Odeia o Chris” (Everybody Hates Chris), que ainda passa nas tardes da Record, por cinco anos, até a série acabar.

Steve Austin foi lutador de Wrestling;

E Randy Couture é lutador do Ultimate Fighting, tendo inclusive perdido na última vez em que lutou contra o nosso Minotauro.

Estes são os Mercenários de Stallone, cuja missão é combater um ditador na América Latina.

Mas os Mercenários da Fé, aqui no Brasil , também são uma turma da pesada...

A missão original deles era pregar o evangelho, simplesmente isso...

Mas o gosto pela grana, pelo show nos cultos, pela mídia, fizeram deles Os Mercenários da Fé, uma turma nociva que tem estragado o evangelho;

Uma turma que causa repulsa em parte da sociedade, mas que consegue enganar muita gente que embarca nessa furada, lotando suas igrejas.

No próximo post, você conhecerá os Mercenários da Fé.

Lee