quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Você constrói Muros ou Pontes a sua volta?



Estava lendo sobre dois acontecimentos, que refletem bem a dificuldade de algumas pessoas, sejam elas famosas ou anônimas, de se relacionar com as pessoas:

Com suas atitudes, ao invés de criarem pontes entre as pessoas, acabaram criando muros, bem difíceis de serem derrubados.

A famosa Madonna está com imensa dificuldade em rodar seu primeiro filme, “W.E”, por causa disso.

Depois das feras Ewan McGregor e Vera Farmiga, mais uma atriz pulou fora do projeto:

Margot Stilley pediu demissão do longa, alegando “diferenças artísticas” (uma maneira delicada de dizer que “não concorda com o que está rolando”) , tudo por causa dos métodos da nova cineasta popstar.

Madonna é extremamente controladora, e como quase todo popstar, uma pessoa centralizadora.
Ela se esqueceu que, nessa questão, os astros serão os atores que ela tem de dirigir.

Ou seja, os protagonistas serão os atores, e não ela.

Está sendo insuportável filmar com ela, os técnicos, auxiliares, estão todos penando...

Corre o risco de ela ficar sem atores de qualidade para contar a história do Rei Edward da Inglaterra, que abdicou do trono para se casar com uma "plebéia", a americana Wallis.

Enquanto isso, aqui no Rio, a anônima “Natália” escreveu para o psicanalista Alberto Goldin, na Revista do Globo, dizendo que sua vida está insuportável:

“Não vivo sem relógio- olho a hora de minuto em minuto.

É tudo calculado, milimetrado, certinho... nada pode sair do meu controle, e se issoacontece, fico muito mal humorada, frustrada e culpada.

Transformei minha vida numa rotina insuportável, onde só faço cumprir tarefas, semme dar ao luxo de divertimentos ou recompensas.

Sinto-me muito culpada quando não estou lendo algo útil ou fazendo algo proveitoso.

Mas meu maior problema é que não consigo aprofundar minhas relações.

Tenho pouquíssimos amigos, que não consigo cativar.
Meu relacionamento com meu marido e minha família é muito difícil.

Sou uma pessoa fechada, quase triste... Viver assim é tão cansativo, pois nada pode sairerrado, eu não posso errar.

Não aguento mais, me sinto pressionada por mim mesma e tão cansada...
Por favor, me ajude! Natália ”

Ao contrário de Madonna, “Natália” está correndo atrás de ajuda, e deve fazer terapia para controlar essa neurose que lhe atormenta.

Mas para derrubar os muros em sua volta – na verdade, uma verdadeira prisão, não vai ser fácil, pois ela foi edificando muros em várias áreas da vida, como citou:

Nas Amizades – inexistentes, afinal, ninguém aguenta uma pessoa assim - Madonna está sentindo isso, e os ainda a sua volta, é pela fama e o dinheiro dela;

Na Família - Família “não se escolhe”, vem no pacote da vida, e as vezes já vem algo complicado por natureza – Michael Jackson que o diga;

No Casamento, onde praticamente todo dia tem que se construir uma nova ponte.

E você, tem construído muros ou pontes em sua volta?

Lee

Na Sessão Revival, The Housemartins construíram um Muro - e a banda terminou dois anos depois:

Lenine fez Pontes ao longo da vida, e está com 30 anos de estrada: