domingo, 12 de setembro de 2010

Sobre Decepção e Sentimento de Inferioridade


Tenho visto muita gente decepcionada.

Decepcionadas com pessoas que confiava;

Decepcionadas com amigos, relacionamentos;

Decepcionadas em políticos que votaram;

Decepcionadas com Deus – com o deus que algumas igrejas apresentam, não com o Deus real apresentado na Bíblia:

Creio mesmo que o “Jesus” pedido para ser seguido em várias igrejas, nem mesmo o verdadeiro Jesus, hoje em dia, se caminhasse na terra, teria vontade de seguir.

Se as pessoas dessem uma rápida folheada nos evangelhos, veria a diferença entre os Jesuses, e saberia a diferença - saberia distinguir entre o verdadeiro, e o falso.

Tenho visto muita gente também se sentindo inferiorizada:

Gente que foi pisada, humilhada, seja por família, por professores, por chefes, enfim, por grosseria de terceiros, e que com isso foi se retraindo, se sentindo inferior.

Tudo isso acontece por uma razão:

Ao depositar nossa confiança em homens, nos esquecemos da natureza humana.

Jesus sabia dessa natureza- sabia o que havia dentro do homem, e deveriámos ter um mesmo exemplo nessas expectativas, para não haver decepções:

“E, estando Ele em Jerusalém pela Páscoa, durante a festa, muitos, vendo os sinais que fazia, creram no seu nome.

Mas o mesmo Jesus não confiava neles, porque a todos conhecia;

E não necessitava de que alguém testificasse do homem, porque ele bem sabia o que havia no homem. (João 2. 23-25).

Jesus não se impressionava com a leva de pessoas que o cercava:

Não se deixava levar pelos tapinhas nas costas;

Você é o cara, você é o máximo, tu é mesmo o filho do Homem!”, nada disso o impressionava.

Ele não precisava de nenhum perfil psicológico do ser humano, pois conhecia sua natureza.

Nossas decepções e sentimentos de inferioridade, é por quê nós esperamos e confiamos demais nos homens, quando Jesus deu o exemplo de que não deveríamos fazer assim.

Esperamos e depositamos nossa confiança em homens, substituindo nossa confiança no Senhor pela confiança num simples e falível ser humano, e achamos isso normal.

“Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR!

Porque será como a tamargueira no deserto, e não verá quando vem o bem; antes morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável.

Bendito o homem que confia no SENHOR, e cuja confiança é o SENHOR.

Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto.” (Jeremias 17. 5- 8)

Confiança em homem, profetizado por Jeremias, é habitar num deserto, sem achar água ou variedade de frutos comestíveis.

A Tamargueira, tem um fruto insípido- sem gosto, sem graça, e até hoje é encontrada nas regiões dos desertos das Arábias e perto do mar morto.

Confiança no Senhor, é como plantar árvore junto a ribeiro de águas, que dá uma variedade de frutos, conforme a espécie.

Se sentir inferiorizado, é também uma decepção resultante em comparação com homens, ou com algo que eles disseram, e feriu.

Deposite sua confiança no Senhor, confie Nele, e utilize o método de Jesus:

Não “dê muita confiança” pra homens.

No fim, você vai ver como tudo dá certo.

Lee
Na Sessão Revival, muita gente se sente na Lanterna dos Afogados: