quinta-feira, 30 de setembro de 2010

A Viúva Pobre : Quando o mínimo vira o Máximo

“E, olhando Ele, viu os ricos lançarem as suas ofertas na arca do tesouro;

E viu também uma pobre viúva lançar ali duas pequenas moedas;

E disse: Em verdade vos digo que lançou mais do que todos, esta pobre viúva;

Porque todos aqueles deram para as ofertas de Deus do que lhes sobrava;

Mas esta, da sua pobreza, deitou todo o sustento que tinha”. (Lucas 21. 1 a 4)

Para Jesus, que observava o momento do ofertório no templo naquela ocasião, aquelas duas moedinhas foram o máximo:

Aquela viúva – E naquela época, quase todas as mulheres eram sustentadas pelos seus maridos - deu tudo o que tinha.

Jesus conhece o coração das pessoas, inclusive quanto ao ato de ofertar.

A oferta dos ricos, na visão dos homens, era maior pela quantidade envolvida;

Mas para Ele, era o resto, a sobra, do que não lhes faziam falta, pois tinham muito.

Era uma oferta apenas para aparecer aos olhos dos outros.

Para a viúva, aquelas moedinhas faziam falta, mas ela tinha o desejo em seu coração de ofertar, de contribuir, de se fazer participativa.
Este episódio, não é somente sobre dinheiro em ofertas, mas também sobre atitude interna do coração humano quanto aquilo que temos.

Existem muitas pessoas que tem tudo, mas com relação as coisas espirituais, elas dão apenas o resto.

São tidas pela sociedade como bem sucedidas:

Tem profissões de “status”;

São financeiramente abastadas – Tem, mas não ajudam ninguém;

Tem família constituída , passam as férias em bons locais, mandam os filhos a Disney todo ano;
Mas com relação as coisas do Reino, são vazias, quando muito rasas em vivência,pois oferecem a Deus apenas o resto.

Assim como existem pessoas que não tem quase nada, mas tem o principal:

Suas habilidades naturais, conhecimento intelectual, tem grandes limitações;

Passam por enorme aperto financeiro;

São rotuladas pela condição em que estão, como uma “viúva pobre” - Esse era o rótulo dela.

Mas são pessoas interessadas em viver o evangelho:

E mesmo com tudo na vida ao contrário da escala de sucesso humana, levam uma vida de sucesso sob a ótica do Reino de Deus.

Saber em qual escala estamos sob a ótica de Jesus é o que importa:

Sob a ótica dos homens, estava havendo grandes ofertas;

Mas na visão de Jesus, aquelas moedinhas da viúva foram o máximo, pois ela era pobre na terra, mas não pobre de espírito.

Os ricos que deram oferta polpuda, deram o resto, e estes sim, eram pobres de espírito.

Lee