terça-feira, 7 de setembro de 2010

Você sabe o que significa” tentar a Deus”?


“Então o diabo o transportou à cidade santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo,
e disse-lhe:
Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito:

Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, E tomar-te-ão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra.

Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus”. (Mateus 4.5-7)

Esse diálogo foi num deserto, num confronto entre o diabo e Jesus, chamado de a tentação de Jesus, pouco antes de Ele iniciar sua jornada como redentor aqui na terra.

Jesus disse que o diabo é o pai da mentira, mas esta foi uma das raras vezes que este não mentiu, recitando um texto do antigo testamento.

A questão é que o diabo quis usar um texto onde Deus demonstra auxílio, para uma provocação contra Jesus:

Dizendo para “este se jogar do alto do templo que não aconteceria nada”, já que Deus mandaria seus anjos para acudí-lo.

Jesus deu como resposta um outro texto também do antigo testamento:

“Não tentarás ao Senhor teu Deus”.

Isso significa que não devemos provocá-lo, como no caso acima, tipo “vou me jogar e Ele me segura – Deus não manda anjos acudir suicidas;

Significa que temos que ter atenção nas coisas cotidianas, como atravessar a rua, para não sermos atropelados – eu já fui, por minha culpa, quando criança.

Significa que temos que respeitar os limites da natureza – como na foto acima – pois, se o rapaz da foto insistir em ir mais além e escorregar, Deus não vai fazer uma coisa que ele deveria ter feito :

Ser prudente, ter atenção, respeitar um limite seguro de observação...

Da mesma forma, nós tentamos a Deus em nosso cotidiano:

Quando não prestamos atenção quando dirigimos:

Avançando sinal, derespeitando as placas, falando ao celular (já vi gente fazendo curva com ele na mão), bebendo e dirigindo;

Gente na praia avançando até o fundo...

Meu colega bombeiro, que é salva-vidas aqui no Rio, já viu várias pessoas se afogarem, achando que dariam conta das ondas, e continuavam avançando...

Cansa de tirar as pessoas pela rede lançada do helicóptero, toda semana.

Gente que pula nos rios e cachoeiras, sem saber se tem pedra no fundo...

E digo mesmo, em tempos de violência urbana:

Sair á noite, para locais arriscados;

Não se abaixar quando se vê em meio a tiroteio, também é tentar a Deus.

Tentar a Deus é querer fazer uso de sua guarda, quando cabe a nós a responsabilidade de agirmos de acordo com a situação.

Um cara que malha e toma bomba, quando vir a consequência - a doença – não tem a menor condição de pedir uma cura, por exemplo...isso é tentar a Deus.

A menina que provoca vômitos -a bulimia – para ficar com corpo magérrimo, quando ficar doente, é a mesma coisa...não pode tentar a Deus.

Era responsabilidade de ambos se exercitarem e se alimentarem de forma adequada.

O fumante que desenvolve cancer no pulmão, idem.

Deus só age quando não há esse tipo de “provocação”.

Por isso, vejo muita gente “tentando a Deus” direto, e num momento de desespero, pedindo seu auxílio divino.

Ás vezes, num ato de misericórdia, Ele responde...

Mas na maioria das vezes, quando Ele sabe que a pessoa continuará “tentando-o”, Ele nada faz.
Lee