sábado, 23 de outubro de 2010

Em Terra de Índio, Bolinhas de papel causam Convulsão Social

Serra atingido violentamente por uma ...bolinha de papel.
O Resultado da Tomografia: O cérebro é do tamanho da bolinha

Em Terra de Índio, é assim:


Bolinhas de papel e fitas adesivas viraram tema de campanha presidencial.


Serra deu uma de Migué, como se diz no futebol :


Fingiu que tava machucado, por ter sido atingido por objeto pesado...disse que fez tomografia e tudo.

Todo mundo sabe que o Homer Simpson brasileiro é hipocondríaco, mas essa vontade de ir ao hospital foi de lascar.

Mas pior que o Migué de Serra, foi os programas eleitorais de cada um, na tv, acusando uma suposta agressão, e o de outro se dizendo agredido.

Tema de campanha em terra de Índio é assim:


Até o presidente da República de Bananas - que só tem a 4ª série primária, e anulou a exigência do Inglês na Prova do Itamaraty – que forma Diplomatas- se meteu no grande debate eleitoral:

Ficou revoltado com a farsa do Homer Simpson...

Deve ser um assunto de segurança nacional.


Pois só mesmo numa terra de Índio, um presidente se transforma em cabo eleitoral daqueles de rua, bem truculentos, “debatendo” a questão.

Afinal, que Terra de Índio é essa, onde candidatos a presidente saem nas ruas e recebem bolinhas de papel e fitas adesivas na cachola?

Nossa terra de Índio, precisa aprender com nossos irmãos da América:

Lá, não jogam bolinhas nem fitas adesivas na cabeça dos outros...

Por lá, o que vai na cabeça de candidatos a presidente - e mesmo presidentes - são balas vindas de rifles de longo alcance.


Como a que matou Bob Kennedy, irmão de John;
Como a que matou Martin Luther King, antes que surgisse, 40 anos antes, um negro presidente.

Na América, quando o Presidente Kennedy quis parar com a guerra do Vietnã, a indústria bélica, os militares, e CIA e o FBI, conspiraram contra ele, e o mataram em Dallas.

Hoje, ninguém se lembra dos pedaços da testa dele voando pelo ar, com Jackie Kennedy desesperada se jogando pra sair do carro em movimento, para se proteger dos tiros.


Isso sim, foi tema de debate, não nacional, mas internacional, por longos e longos anos.

Mas por aqui, essa palhaçada, essa brincadeira da hora do recreio, de uma turma de 4ª série (talvez por isso o Lula se manifestou), essa idiotice, envolvendo quem quer ser presidente, e quem se diz Presidente.

Em terra de Índio, é assim:

O debate para ser Cacique da tribo, é ver se candidato levou bolinha na cabeça ou não, e se quem jogou, foi da aldeia inimiga.


Enquanto isso, o povo é que vai tomando na cabeça.

Ah, Marina...você quase passou...

Vou ter mesmo que sair de casa pra votar num desses dois Índios?


Lee, saindo de casa, mas para comprar um rifle de longo alcance.


Na Sessão Revival, veja que na América, não se joga bolinhas de papel...

http://www.youtube.com/watch?v=I-cri43ttTo


E que todo dia, era dia de Índio:

http://www.youtube.com/watch?v=Sa_7ie8rZNA